27
junho

Pensando em 2014


De olho em uma vaga na Alepe, Toinho do Pará investe nas redes sociais

 

O ex-prefeito Toinho do Pará (PTB), que andava distante da vida pública, começou a investir com mais força em sua pagina pessoal no Facebook.

 

A página, segundo o político, será um espaço usado para se comunicar com a população. Em uma das publicações, Toinho diz que está a par do dia a dia da cidade, como também afirmando que Santa Cruz do Capibaribe está “enfrentando problemas sérios em algumas áreas”.

 

Em três álbuns, Toinho postou fotos de ações desempenhadas nas áreas de saúde e educação.

 

O primeiro dos álbuns, dedicado ao Distrito de Poço Fundo, enfatiza a construção da Creche Escola Municipal José Ramos de Moura, inaugurada em 1º de maio de 2012.

 

Confira:

4 Comentários

  1. C. Martiniano da S. Fontes disse:

    Quem não te conheça que te compre, Toim. Sai pra lá abacaxi que eu tomei leite.

  2. nanda disse:

    GOSTO MUITO DE VC TOINHO,APEZAR DE Ñ TER SIDO CAPAZ DE CHUTAR O BALDE E BOTAR A BOCA NO TROMBONE,VC Ñ FOI UM MAL PREFEITO,SO TOMOU PRA SI A ERANÇA DE ZÉ AUGUSTO ,E AI VC VIU QUANTO ISSO FOI RUIM PRA VC

  3. Leandro disse:

    Pra mim um dos me mais fez por Santa Cruz foi Toinho, infelizmente sua equipe de Marketing não soube trabalhar , ele foi apunhalado pelas costas pelo próprio grupo , enfim PARABÉNS TOINHO use o Facebook pra mostrar isso eu CURTO kk ! Obras suas de peso são vista nos 4 cantos da cidade como :

    – Nova sede SAMU
    – Academia das cidades
    – Creche Terezinha Figueirôa
    – Praça na rua da CAIXA

    MEU DEPUTADO !!!

  4. lenira disse:

    Dentre muitos prefeitos que governou santa cruz, vc foi o melhor gestor para os professores buscando atender na medida do possível as reivindicações da classe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 





 

error: Copiando nosso texto?