14
maio

Pegou fogo em Jataúba


Em sessão bastante movimentada, Câmara derruba parecer que recomendava rejeição de contas de Antônio de Roque  

Plenário lotado prova clima quente na política do município. Fotos: Blog Jataúba News.

A política pegou fogo na Câmara de Vereadores de Jataúba na noite de ontem (13), local onde foi realizada a votação das contas, referentes ao exercício de 2007, do prefeito Antônio de Roque (PMDB).

 

As contas do político tinham recomendação de reprovação, de acordo com o que apontou o parecer do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCPE). O parecer apontava falta de preenchimentos contábeis e falta de repasses de valores do recolhimento do ICMS dos servidores naquele ano.

 

Nas últimas semanas que antecediam a votação, um grande clima de expectativa se formou naquele município. Para que o parecer fosse derrubado, era necessário que houvesse o voto de dois terços dos vereadores, o que representava um total de oito votos em 11.

 

Vereadora Vanessa (PR)

Até a semana passada, a bancada de Situação contava com sete representantes e a Oposição com quatro, o que não garantiria a derrubada do parecer e abria a possibilidade de Antônio de Roque entrar na lista de prefeitos “fichas-sujas”.

 

Uma grande articulação política foi desencadeada nos bastidores para conseguir esse voto que faltava e a articulação parecia ter dado certo a partir do momento que a vereadora Vanessa de Maviael (PR), que estava na Oposição, anunciou, em emissora de rádio, sua mudança para a ala de Situação na última quinta-feira (07).

 

A confirmação se deu na Câmara até mesmo antes da votação começar, onde a vereadora, que antes sentava ao lado dos colegas de Oposição, sentou junto com os sete vereadores situacionistas. Com a votação, pelo placar de 08 X 03, o parecer do TCPE foi derrubado.

 

Ao final da sessão, a vereadora foi uma das mais hostilizadas pelo público que estava no plenário, sendo chamada de judas e traidora, tendo que sair escoltada pela polícia.

 

Confira o vídeo conseguido com exclusividade pelo Blog do momento em que a vereadora teve que sair escoltada da Câmara.

.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?