15
maio

Novas moradias


Sorteio finaliza mais uma etapa que antecede a entrega de casas aos contemplados do “Minha Casa, Minha Vida”

Área destinada aos comtemplados que ficaram esperando pelo sorteio das casas ficou lotada. Fotos: Thonny Hill e Ascom.

 

Na manhã desta quarta-feira (15) foi realizado o sorteio para a entrega das casas do programa “Minha Casa, Minha Vida”, que ficam localizadas no Loteamento Jaçanã I, próximo ao Bairro do Santo Agostinho.

 

O evento aconteceu no Cabana Clube, onde representantes da prefeitura, da construtora e da Caixa Econômica Federal (CEF) falaram sobre o programa para as centenas de pessoas presentes.

 

O prefeito Edson Vieira (PSDB), juntamente com o vice-prefeito Dimas Dantas (PP) e o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) destacaram a importância da entrega das casas, focando também a inclusão de 62 famílias que pertencem as favelas do Papelão e da Cohab.

 

Diogo Moraes, Dimas Dantas e Edson Vieira também usaram do momento para apontar, segundo eles, que falhas na gestão anterior não incluiram moradores das favelas do Papelão e Cohab.

 

 “Estamos acabando com o problema de duas favelas: a favela do Papelão e da Cohab. Isso é apenas o começo”, destacou Diogo Moraes.

 

“Corrigimos uma grande injustiça com a lista que foi feita na gestão passada. Esqueceram as pessoas que mais necessitavam destas casas”, pontuou Dimas Dantas.

 

“Essa administração não alterou lista nenhuma. Como é que uma administração publica não poderia incluir as favelas do Papelão e da Cohab?! Não quero fazer aqui uma injustiça e sim, justiça”, enfatizou Edson Vieira.

 

Linha de financiamento para os contemplados terá dez 10 anos de duração

 

Em seguida, o gerente de Alienação de bens da CEF, Sidney Correia, deu explicações sobre vários procedimentos que deverão ser tomados de agora em diante, desde a vistoria, entrega e manutenção dos mesmos pelos contemplados.

 

Além disso, ele explicou que as parcelas que deverão ser pagas pelos contemplados em um prazo de 10 anos, com valores que variam de R$ 25,00 a R$ 80,00, foram postas com base na renda familiar, não podendo ultrapassar 5%.

 

Os imóveis foram avaliados em R$ 43.000,00, sendo a maioria desse valor subsidiado pelo Governo Federal.

 

Sidney falou também sobre os valores dos imóveis e das parcelas que deverão ser pagas pelos contemplados durante 10 anos de financiamento.

O Secretário de Cidadania e Inclusão Social Gilson Julião revelou que mais 139 casas também serão construídas após a entrega dos imóveis nessa primeira etapa, que será realizada em junho.

 

A senhora Maria do Livramento de Lira, uma das contempladas, falou sua emoção ao saber que receberá a sua casa.

 

“Graças a Deus essa hora chegou. Estou muito feliz e agora é só esperar a chave para que eu e minha família possamos dar adeus de vez ao aluguel”, destacou.

 

Conntemplados assinaram os documentos de confirmação depois do sorteio.

4 Comentários

  1. Eduardo disse:

    Muito nobre a atitude do Governo em subsidiar casas populares para famílias de baixa renda.
    Fazendo isso, ele sempre terá o eleitorado nas mãos, pois o povo humilde e pouco informado fica eternamente grato por quem lhe “ajuda”.
    Se o bondoso governo quisesse realmente fazer algo pela nação, investiria pesado em EDUCAÇÃO. Lembrando que investir na educação não é somente construir escolas. tem que valorizar os professores, equipar as salas de aula com tecnologia, modificar o conteúdo do ensino, incluir matérias atuais como tecnologia da informação, atualidades, ciências políticas e cidadania.
    Só com investimentos SÉRIOS na educação é que iremos construir uma nação de respeito, onde as pessoas não precisem passar pela humilhação de depender de um Governo corrupto e apático, que só ajuda com segundas intenções.
    Alguém conhece uma pessoa formada que passe fome? Pelo contrário. Já vi diversas pessoas saírem da linha da pobreza justamente por causa dos estudos, que lhe abriram os olhos e deram um rumo em suas vidas.
    Mas é bem mais interessante para o Governo criar bolsas-tudo, para que sempre a população esteja em “débito” com os políticos. Triste, mas é o Brasil.
    Uma prova é a Copa do Mundo. Não falta dinheiro pra construir estádios que serão abandonados assim que terminar a festa, mas dinheiro para educação, saúde e segurança falta…
    Antes que algum comentário politiqueiro venha à tona, aviso que não me refiro à prefeitura. O buraco é bem mais fundo…

  2. jose disse:

    LEMBRANDO SÓ QUE ISSO É OBRA DO GOVERNO FEDERAL. CUIDADO NOS CARONEIROS!!!!!

    1. nanda disse:

      caro jose em nenhum momento a prefeitura afirmou ser o autor do programa,e vc esta se refirindo as pessoas erradas,nós últimos tempos os unicos caroneiros
      dessa cidade são os vereadores Ernesto Maia, Carlinhos da coab ,e Diomedes brito…BABÃO cai na real e para de critica vc não tem oque fazer ñ?então arruma bobalhão.

  3. Conceição Silva disse:

    Com certeza o programa é do governo federal espero que as pessoas contempladas depois que estiverem nas casas não as vendam pois muitos mesmos necessitados teêm o costume de vender alegando a distancia, seria bom que fosse obrigatório na hora de assinar a documentação tivesse uma lei para que os contemplados não podessem se desfazer da casa e que se por ventura viesse a acontecer esta pessoa não pudesse mais se inscrever. Desejo a todos os contemplados uma boa sorte na nova moradia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores