13
agosto

Justiça decide e vereadores votarão projeto de suplementação pela segunda vez


Na tarde desta terça-feira (13) a justiça anulou o resultado e suspendeu os efeitos da votação do projeto de suplementação na Câmara de Santa Cruz do Capibaribe. O polêmico projeto diz respeito ao pedido de remanejando de verba para saúde.

Após modificações, o projeto teve apenas três votos favoráveis e foi reprovado, gerando fortes embates políticos no município.

Na decisão desta terça, o juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior impede que o projeto seja reprovado, em sua integralidade.

Durante a votação anulada, vereadores de oposição aprovaram emendas modificativa, que desagradaram os situacionistas. Aliados do prefeito Edson Viera alegam que as emendas eram inconstitucionais e se abstiveram na votação.

O prefeito Edson Vieira (PSDB) participou na noite desta terça, do programa Marcondes Moreno, e comentou sobre a decisão da justiça.

“Isso só chama atenção em relação ao que foi feito por alguns vereadores que quiseram se sobrepor ao que estava correto, pois não se pode rejeitar o pedido e nem zerar o orçamento de Santa Cruz, e pela primeira a justiça mandou anular a votação e ser votado o mesmo projeto, e que vote o mais rápido possível para que o município não venha a ter problemas” – falou.

A determinação é que a Câmara de Santa Cruz coloque novamente o Projeto de Lei nº 10/2019 em votação, no prazo de sete dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores