30
março

Estúdio 1


Hilário Paulo afirma que “Farra dos Transportes” em Brejo envolve empresa laranja ligada a político da zona da mata

Fotos: Arquivo.

Nesta segunda-feira (30) o presidente da Câmara de Brejo da Madre de Deus, vereador Hilário Paulo (SD) participou do programa Estúdio I, da Polo FM.

 

Em pauta, a denúncia protocolada no Ministério Público Federal e no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra o ex-prefeito Roberto Asfora (PSDB – foto ao lado), que geriu o município por um ano após a vitória conseguida nas eleições suplementares em agosto de 2013.

 

A denúncia, que está sendo chamada como “A farra dos transportes”, envolve uma empresa supostamente laranja, que teria contratos com a prefeitura para prestar serviços, inclusive com transporte de estudantes.

 

A empresa “Internacional Empreendimentos e Serviço de Limpeza e Transportes LTDA EPP” teria sido contratada logo no início da gestão do ex-prefeito em virtude do mesmo ter baixado um decreto que colocara o município em estado de emergência administrativa por 90 dias, o que permite assinatura de contratos com dispensa de licitação.

 

Ela seria de fachada e teria, de acordo com a denúncia, permanecido com contratos no município exatamente pelo mesmo tempo em que Asfora ficou no poder e sem que nenhum decreto ou lei prorrogasse tais prestações de serviços.

 

CPI será levantada pela Câmara de Brejo

 

O prejuízo, de acordo com o vereador, se aproxima dos R$ 4 milhões e, se comprovadas, as denúncias figurariam em um dos maiores escândalos na política no agreste setentrional.

 

Hilário citou que a denúncia será levada ao Tribunal de Contas de Pernambuco (TCPE) após a semana santa e, a partir daí, solicitará a abertura de CPI na Câmara.

 

Fraude dupla

 

Hilário reafirmou sobre o dossiê que foi entregue ao MPPE com a denúncia (incluindo vídeos, gravações em áudio e documentos) e, por muito pouco, não deixou escapar quem seria o nome desse suposto político, identificado apenas por Marcelo, que estaria por trás da empresa de fachada, que teria sua sede no município de Escada.

 

A empresa vencedora da cotação de preços pertenceria à outra empresa que também teria participado, ao mesmo tempo, da mesma cotação de preços na época e que funcionários e familiares desse político admitiram que a “Internacional Empreendimentos e Serviço de Limpeza e Transportes LTDA EPP” pertenceria ao mesmo.  Em uma das denúncias, a empresa recebia mais de R$ 5 mil por mês para realizar o transportes de estudantes em um trajeto de  40km/dia, quando na verdade seriam apenas 4 km.

 

“Iremos, muito em breve, apresentar todas as irregularidades que apuramos Enquanto as provas não forem fechadas, todos são inocentes e estamos fazendo tudo isso com grande responsabilidade.”, disse.

 

Ouça o programa na íntegra, que abordou também a expectativa para as eleições de 2016, além de críticas e solicitações da população brejense, em especial do distrito de São Domingos: >>>Estúdio1-30-03-2015

.]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores