31
agosto

Eleições 2018: Mesmo com cenário impreciso, Júnior Gomes garante que estará com a Frente Popular


Foto: Janielson Santos.

O debate em relação às alianças partidárias para 2018, aos poucos, vai saindo dos bastidores e chegando, de forma mais incisiva, à tribuna da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe.  Na tarde dessa quinta-feira (31), o vereador Junior Gomes (PSB) foi contundente quanto à sua posição para o próximo pleito: Estará com a Frente Popular de Pernambuco, como aconteceu nas últimas eleições.

Liderada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), a Frente Popular foi a coalizão de partidos que deu suspensão ao então candidato Paulo Câmara. Entre as legendas PSDB, PMDB, DEM, SD entre outras.

O tema é espinhoso para muita gente, já que existe a possibilidade de junções entre partidos que hoje fazem parte da base governista (PSDB, por exemplo) com a oposição. A aproximação recente de nomes como Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) com o senador Armando Monteiro Neto (PTB), pode mudar completamente o cenário no estado e, consequentemente, em Santa Cruz do Capibaribe.

Registro em encontro administrativo entre Aramando Monteiro e Bruno Araújo.

Para Júnior Gomes, integrante do mesmo partido de Diogo Moraes e Paulo Câmara, “seria uma injustiça virar as costas para a Frente Popular de Pernambuco”, nesse momento.

O vereador lembrou que foi a Frente, ainda com Eduardo Campos liderando, que possibilitou a aliança entre Edson Vieira e Diogo Moraes, em 2011 conquistando as vitórias eleitorais em 2012, em Santa Cruz, e em 2014 no estado.

“Quero aqui, deixar minha posição muito clara. Somos governo no município e somos governo no estado de Pernambuco e, em 2018, estaremos onde a Frente Popular estiver. Seja o candidato Paulo Câmara ou qualquer outro que vier. Mas, o nosso posicionamento é estar onde a Frente Popular estiver”, declarou.

Junior destacou o 14º Congresso Nacional do PSB, que aconteceu este mês, citando o papel de Diogo Moraes, ‘Secretário de Ação Parlamentar’ integrando o Diretório Estadual.

O socialista reconhece que as movimentações podem mudar os quadros, nos próximos meses.

“É claro e evidente que a gente ver as movimentações, durante todos os dias e momentos. Aparições de lideranças, no sentido de fazer com que, essa composição que foi trabalhada e ganhou as eleições em 2014 em Pernambuco, seja modificada”, fala citando Democrata e PSDB, como partidos que podem formar quadro com a oposição ao governo estadual.

Por fim, Júnior afirmou que existe problemas com o governo do estado, e que não se omite em criticar, mas enfatizou obras, lembrando Escola Técnica, Calçadão Miguel Arraes de Alencar, duplicação da PE-160, entre outras.

“Aqui em Santa Cruz, estaremos com o deputado Diogo Moraes, indo de casa em casa, pedido voto como também com o candidato a governador da Frete Popular”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores