12
outubro

Dimas Dantas (PP)


Parlamentar dispara contra Ernesto Maia: “Vou trazer uma gravação de Jadeilson dizendo que o senhor e seu tio (José Augusto) ofereceram 20 mil reais a ele para ele colocar meu nome na história. O senhor é um canalha”

 

Em seu discurso, o mais forte da noite, o vereador citou que sua campanha a prefeito “ganhou do Imperio Romano de Santa Cruz do Capibaribe” e citou que a família Maia “tinha ganhado um patrimônio considerável nos últimos anos”.

 

O vereador citou duras críticas ao vereador Ernesto Maia (PTB), onde afirmou que o mesmo fez uso de “secretários, diretores, professores e secretários de administração, de tudo para pedir votos”, citando que  o mesmo só conseguiu um pouco mais de 2000 votos, citando que teve quase 3000.

 

Nessa hora, Ernesto Maia fez a sua defesa, afirmando que foi o vereador mais votado do grupo taboquinha, que todos os vereadores perderam votos e que ele e Afrânio Marques foi dos que menos perderam, afirmando também que “Ernesto vai ser um calo no senhor, o senhor pode ter certeza”, afirmou o petebista.

 

Continuando seus ataques, Ernesto desafiou Dimas a responder sobre o cheque e o mesmo afirmou ser dele, mas retrucou as palavras de Ernesto, afirmando que ele seria “um falso, um mentiroso e um homem sem caráter”, por conta das denúncias feitas de que Dimas estaria envolvido em uma empresa laranja, que presta serviços a prefeitura e que “estaria começando essa guerra”.

 

O vereador também citou que vai entrar com um requerimento pedindo todas as atas do Moda Center, no intuito de mostrar, segundo ele, “quem é um mau caráter, quem é deu um golpe no povo de Santa Cruz. Essa história não vai parar aqui”.

 

O vereador citou também de que, em agosto do ano passado, seu irmão Klinger Dantas foi convocado sobre o assunto e não respondeu nada por não ter envolvimento com o caso e desafiou Ernesto a quebrar os sigilos fiscal, bancário e telefônico dele e de sua família.

 

Ao final de seu discurso, o vereador afirmou que vai trazer, na próxima semana, uma gravação de Jadeilson Antônio da Silva, uma das pessoas envolvidas no processo das denúncias como um dos sócios proprietários da empresa G. Mergulhão Construção Ltda.

 

“Pra semana, vou trazer uma gravação de Jadeilson dizendo que o senhor e seu tio (José Augusto) ofereceram 20 mil reais a ele para ele colocar meu nome na história. O senhor é um canalha”. Nesse momento o microfone foi cortado e o presidente Francisco Ricardo ameaçou colocar os dois para fora do recinto.

 

 

3 Comentários

  1. Pedro Barros L. Souza disse:

    CADÊ NANAU ? NÃO FOI NÃO ? ? ? ENTÃO TIRA ESSA FOTO RIDÍCULA ONDE ELE APARECE AÍ COM ERNESTO ! ! !

    1. Pedro Barros L. Souza disse:

      É MESMO POIS AÍ ELE AINDA ESTÁ RINDO, ESSA FOTO É ANTIGA , POIS TEMOS INFORMAÇÃO QUE ELE ESTÁ NUM MAU HUMOR DANADO ! ! !

      1. afonso disse:

        KKKKKKKKKKKKKK
        TBM DISSERAM QUE A TINHA ERA ELE. KKKKKKKKKKK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores