13
junho

De volta pra Casa? – Oposicionistas recomendam retorno de Dr. Nanau à Câmara


Criticado de forma incisiva por adversários, o Secretário de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, Dr. Nanau, ganhou um convite dos vereadores durante a 19ª Sessão Ordinária nessa quinta-feira (13): Deixar a pasta e retornar à Câmara.

A saúde foi o tema central da reunião e o nome do secretário esteve presente em praticamente todos os discursos.

“Se não tiver condições, ao menos para minimizar, volte para essa Casa”, disse Toinho do Pará, completando que ‘quem dá condições de trabalho é o prefeito’.

O líder da bancada, Ernesto Maia, sugeriu ao secretário que ‘pedisse para sair’ e Júnior Gomes colocou em dúvida a autonomia do secretário.

“Não sei se Nanau tem realmente o controle ou se está servindo como boneco ou massa de manobra. Deve ter alguém influente do prefeito conduzindo (a secretaria)”, falou.

Ao usar a tribuna, Marlos Melo também bateu pesado. “Que o prefeito crie vergonha na cara e, a partir de amanhã, demita esse secretário de saúde”, disse acrescentando que Nanau seria o ‘pior secretário de saúde da história do município’.

Marlos ainda afirmou que a colocação de Nanau na secretaria aconteceu em troca de apoio político.

“Porque ameaçou. Se não fosse, rachava com ele (Edson Vieira) e não apoiaria Alessandra para deputada estadual”, afirmou.

De acordo com governistas, os vereadores de oposição tratam o tema ‘saúde’, sem a devida responsabilidade e ‘jogam para platéia’. Para os aliados do prefeito Edson Vieira, os adversários aproveitaram politicamente a presença de integrantes do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do estado, durante a sessão.

“A oposição faz isso para receber aplausos. Mas, eu tenho como comprovar conversas com secretário e com prefeito, para ajudar nisso. Não tenho dúvida que a nossa bancada vai entrar na luta para que essa classe seja ouvida e chegar a um denominado comum”, disse Irmão Val.

Pipoca afirmou que ‘não esconderá os problemas’, mas alertou para o que classificou de ‘irresponsabilidade dos adversários’.

“Tentam jogar a gente contra os técnicos”, ratificou.

Zé Minhoca reafirmou que tentará encurtar o prazo, estipulado pela secretaria para reunião com a categoria, que cobra melhor condição de trabalho e reajustes salariais.

O vereador Zezin Buxin também considera que os parlamentares da bancada contrária na tratam a questão com a devida seriedade e intenção de resolução do caso, mas apenas para por discurso e estratégia política.

Durante essa sessão, um voto de repúdio foi aprovado contra o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores