01
abril

Coluna do dia


Humberto é o único que pode bater de frente com Eduardo Campos

 

 

Humberto Costa (PT) pode realmente não saber sobre a paralisação das obras de duplicação da BR-104. E o motivo explica-se no fato que a imprensa da Capital Pernambucana pouco repercute sobre o descaso na obra.

 

Algumas poucas matérias revelam o assunto, mas nenhuma é aprofundada sobre o problema.

 

O fato é que o governador Eduardo Campos (PSB) pode ser considerado intocável até mesmo por boa parte da imprensa.

 

O resultado disso é que os reais motivos da paralisação da obra são desconhecidos e a maior parte população metropolitana, que não costuma viajar ao interior, e não sabe que entre a cidade de Toritama e a entrada de Taquaritinga do Norte nada foi feito.

 

Muitas pessoas se revoltaram com o fato de um senador que representa Pernambuco admitir desconhecer o problema. Porém, é importante observar que a recente disputa política pela prefeitura do Recife deixou uma ferida que não será curada. O rompimento entre o PT e o PSB é fato e o senador Humberto Costa pode ser a voz a se levantar contra o “imperador pernambucano” na cobrança pela retomada da obra, coisa que até agora nenhum outro político teve coragem de fazer.

 

 

3 Comentários

  1. Clodoaldo Barros de Queiroz disse:

    !? Risos… Sr. Ney Lima, por gentileza busque saber e publique sobre a tão falada no inicio do Governo do atual Prefeito: Edison J. Vieira, e agora esquecida Caixa Preta Taboquinha. Santa Cruz do Capibaribe agradece. Esse(a) Sr(a) Senador(a) Não tem Moral pra quase NADA.

  2. marcos disse:

    Essa matéria ta parecendo um alisado no senador que disse que não sabia da paralizacao da obra, e se Humberto bater de frente com Dudu talvez ele volte a ser apenas um deputado federal, pois se hoje ele e senador ele deve isso a Eduardo ,pois sem o apoio de Dudu ele não conseguiu nem ser prefeito do Recife.

  3. Hugo Alcântara disse:

    Essa notícia foi publicada no dia primeiro de abril?
    Só pode ser uma piada… risos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores