30
junho

A tentativa de cassação


COBERTURA ESPECIAL

Fortes discursos na sessão que tentou cassar o mandato do prefeito Odon

 

 Fotos: Ney Lima

 

A tarde política desta terça-feira (30) na cidade de Toritama foi marcada pela votação da cassação do prefeito Odon Ferreira (PSB).

 

Os dias que antecederam a votação foram de grande expectativa na Capital do jeans, fator que resultou no grande comparecimento de pessoas que foram acompanhar a sessão histórica.

 

O plenário ficou lotado, mas uma multidão dezenas de vezes maior também acompanhou todos os discursos e prestavam atenção em cada um dos argumentos apresentados pelos vereadores defensores e acusadores do prefeito.

 

Um misto de vaias e aplausos ecoava dentro e fora da casa de leis, após cada uma das fortes frases ditas por nove dos 13 parlamentares, que eram pressionados a todo o momento.

 

Em pouco mais de duas horas, o resultado almejado pela oposição não aconteceu e os situacionistas comemoraram o arquivamento do processo. Não fizeram uso da tribuna os vereadores Nilton de Enoque (PSD), Fábio Florentino (PTB), Mava (PSL) e Zé Neto (PSD), sendo os três últimos os que se abstiveram de votar pela cassação ou não do prefeito.

 

Confira as principais frases ditas por cada um dos vereadores nos discursos que antecederam a votação histórica:

 

 

Dió do São João (PTC)

 

“Como é que pode um ser humano fechar os olhos para o que está acontecendo em nossa cidade?! Achávamos que estava acontecendo uma avalanche, um tsunami quando, de repente em 2012, Toritama deu a maior votação que se dá a um prefeito para administrá-la e todos tem uma enorme decepção. Isso provado aqui nos autos, onde se tem aqui compras sem licitações e outras coisas que não vem ao caso porque não está no processo.”

 

.

 

.

 

Loló (PTB)

 

“Não vejo motivo do que está acontecendo em nossa cidade, processo esse que não tem o que dizer ao povo. Coisas piores já aconteceram em nossa cidade e um prefeito nunca foi cassado. Tenho a dizer, povo de Toritama, que o vereador Loló, com suas humildes palavras, quero dizer que estou ao lado do prefeito.” 

 

.

.

 

Arimatéia (PSD)

 

“Observando esse processo, olhando ele minuciosamente, não há mais do que, posso até dizer: uma perseguição política. Vimos isso. Eu acho que a pessoa que está para julgar Odon Ferreira é aquele que julgou Flávio Lima há quatro anos e são aqueles que vão julgá-lo daqui a um ano. Se tiver alguma coisa que se mereça votar, tudo bem, mas se não, deixe que o povo o julgue.”

 

 

.

 

.

.

Morica (PSL)

 

“Ele (Odon) descumpriu a Lei. Comprou mais de R$ 8 mil de flores e, ao logo do decorrer do processo, quando nós investigávamos, vimos que as rosas que estão dizendo na nota, que é comprada por R$ 4,00, encontramos de R$ 0,50. Será que não houve prejuízo ao erário público ou prejuízo ao município? Vocês que aqui estão e que estão em casa, vão procurar uma rosa para comprar e vocês vão ver que não é R$ 4,00. O que mais complica ainda é que o Executivo esteve aqui para depor e ele confirmou que tinha acontecido o crime.”

 

 

.

 

.

 

Fábio Araújo (PSDB)

 

“Chego a conclusão que o correto é votar a favor da cassação do chefe do Executivo local. Digo que não é apenas pelo fato de fazer valer a lei. Por falar em Lei, é bom lembrar que a lei não tem sentimentos, lado político ou cor. A lei se cumpre e é um dever de nós e estamos aqui para isso, nós vereadores. Como formadora de leis que é esta casa, não podemos deixar de atender o que rege a mesma.” 

 

.

 

 

 

.

 

Marcos Serafim (PSB)

 

“Parti em duas campanhas lutando com ele, me humilhando e pedindo a esse povo que está aí na frente, com os dois pés e as duas mãos, de joelhos, para que votasse em Odon Ferreira porque Toritama ia mudar e até hoje não mudou. Mas porque ele não mudou nada? Porque ele não quis! Essa bancada de vereadores, junto com o presidente, o procurava muitas vezes e ele dizia que ia fazer, mas daqui não passava.” 

 

.

 

.

 

Zé Boim (PSDB)

 

“O mais importante desta tarde e de todo esse processo de cassação é deixar claro que isso é uma resposta ao que o povo deseja, que é o fim de um governo de enganação e de desrespeito as leis. Nesse processo, que foi realizado com tanta transparência e respeito as leis, foi dada a oportunidade, por várias vezes, do prefeito se defender. Seus advogados tiveram acesso as provas, não encontraram falhas, mas diante das provas, não existe defesa.”

 

.

.

 

.

 

Rossana Ferreira (PSD)

 

“Esse processo, esse erro aconteceu em 2013 e porque essa casa demorou tanto para procurar uma solução para se fazer justiça?! Como eram os mesmos edis que estavam nessa casa, porque vocês quando estavam no mesmo barco, porque não perceberam, não reclamaram, não puniram? Foi necessário se passar dois anos e meio para que essa casa se levantasse para caçar um prefeito devido R$ 2700,00 ou R$ 10.700,00. Houve um erro, não se pode negar, mas aí está ele (Odon) para devolver o dinheiro a prefeitura para que, ano que vem, possa se comprar mais flores, dentro da lei, sem dúvida.”

 

.

.

.

 

Birino do São João (PSB)

 

“Nós vereadores montamos uma comissão e fomos até Caruaru na residência da pessoa que vendeu as flores ao prefeito, essas flores que estão no processo a R$ 4,00 e lá estavam as mesmas por R$ 0,50. Teve um aumento de quase 700% e tanto faz você roubar uma espiga de milho como um milharal. Eu creio que seja o mesmo ladrão porque essa pessoa superfaturou essa compra de rosas em 700%. Podem ir até a floricultura, sem se identificar, que vocês, população de Toritama, vão comprar essas rosas por aproximadamente R$ 0,50.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores