13
junho

Resumório! – A coluna do Professor Tenório


O BECO – Impressionante como o Beco está sempre presente na história do partido denominado Boca Preta. Primeiro foi a inesquecível música “entra em beco sai em beco”, nos comícios de mamãe Salete, na década de noventa. O Beco da Cidadania, também conhecido popularmente como Beco da cracolândia foi contemplado com um projeto belíssimo anos atrás. Só faltou trazerem o finado Michael Jackson e o Olodum, mas a realidade praticamente não mudou lá. Até ano passado, encheram a avenida de barracas e camarotes no São João da Moda, deixando o Beco do Forró para o povo dançar. Agora estão calçando algumas ruas estreitando tanto a pavimentação que está parecendo um Beco. Por fim, não sei se por ausência ou decisão precipitada, a verdade é que um monte de gente que fazia parte do grupo de situação pegou o Beco. E dizem por aí que mais gente ainda vai pegar o Beco. 

OVOACIONADO – Na coluna da semana passada eu afirmei que a reunião da câmara de vereadores traria no cardápio dos discursos: respostas, insinuações, provocações e denúncias. Me enganei, os ingredientes que apareceram só dariam para fazer, no máximo, uma omelete. Digo isso porque o presidente da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe, Zé Minhoca, foi “ovoacionado” em plena sessão ordinária, isso na última quinta-feira. Depois do acontecido, algo não cheirava bem naquela câmara. E não era mais um engavetamento de CPI.

CAIU – Caiu o teto do calçadão Miguel Arraes de Alencar, duas vezes; Caiu a aliança Vieira/Moraes. Caiu a popularidade dos políticos da cidade; Caiu um poste na Av. 29 de Dezembro; Caiu a tradição de iniciar o São João no dia dos namorados; A gente cai quase todo dia nos buracos da PE 160 e da cidade, já está na hora da gente cair na real. Em outubro, teremos mais uma bela oportunidade!

TRADIÇÃO INFLACIONADA – Em Santa Cruz do Capibaribe, tradicionalmente, o São João começava no Dia dos Namorados. Salvo engano, a justificativa para não manter a tradição foi o alto custo que teria um evento iniciado dia 12 e terminado depois do dia 24. Se o orçamento do São João da Moda é em torno de três milhões, quantos milhões seriam suficientes para manter essa tradição?

NA FEIRA E NA POLÍTICA – Um número considerável de comerciantes do Moda Center aparentemente está arrependido de ter votado para o fechamento do parque aos domingos na alta temporada. Aconteceu o mesmo com alguns apoiadores do golpe a Dilma. É só mais um exemplo de como o povo ainda escolhe mal quando vota. Se foi difícil escolher o melhor dia para vender e ganhar dinheiro, imaginem escolher quem vai administrar a cidade, o estado, o país.

FEIRA E FORRÓ – Muita reclamação domingo passado com os clientes chegando a cidade logo cedo e o Moda Center fechado, assim como foi decidido em assembleia. Já que não podiam comprar, era para a clientela ter ido conhecer o Forró do Menino. É sempre importante conhecer outros tipos de comércio.

CAPITAL DOS BURACOS – Não é que chegou a alta temporada no Polo de Confecções e os buracos da PE 160 não foram tapados, como esperava a população. Dizem que as máquinas estão trabalhando a todo vapor. Isso é a mais pura verdade, só que elas estão fazendo mais buracos. Na pista antiga são buracos quadrados e na nova um imenso e cumprido buracão. Já se passou uma mudança de Papa e um título estadual do Náutico sem essa obra ficar pronta, depois ainda querem paciência.

BONITO – Perguntado em entrevista de rádio se apoiaria Diogo Moraes para deputado, caso Zé Augusto não consiga ser candidato, o ex-vereador Fernando Aragão disse que vai sentar com o grupo e decidir. Nas entrelinhas, quis dizer que não anunciará numa emissora de rádio antes de ouvir o grande grupo. Isso é fazer bonito e não como fizeram em Bonito. Está um rapazinho, deu entrevista e não falou o que não devia. Dizem até que sorriu e criticou quem é abusado. É o sinal dos tempos!

O ESCOLHIDO – “Tenho uma certa impressão de uma certeza imprecisa” que, em breve, o grupo azul vai divulgar qual projeto político apoiará para governo do estado. Se mantiverem a escrita, vamos começar a acompanhar as rádios de Bonito também. A menos que estejam Armando uma estratégia para apresentação mais eficiente que não cause polêmica. As conversas de bastidores dizem que é pra ir todo mundo junto, caladinhos e achando bom.

O PREÇO – A internet repercutiu o preço de um voo fretado da Seleção Brasileira como se fosse o absurdo dos absurdos. Nada que a venda de uma dúzia de camisas oficiais da seleção não cubra. Essa galera nem imagina quanto custa água mineral, corte de bolo e o São João da Moda em nossa Santa Felicidade!

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido”

.

As opiniões e informações aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Notícias Anteriores