13
março

Crise hídrica – Açude da Manhosa seca depois de 34 anos


Foto: Thonny Hill

Na manhã desta segunda-feira (13) a equipe do Blog do Ney Lima registrou mais uma imagem que mostra o quão é complicada a situação de crise hídrica em Santa Cruz do Capibaribe.

A imagem registrada foi a do Açude da Manhosa, que de acordo com informações do professor e historiador Jota Oliveira, não secava desde o ano de 1983, fator causado naquela época também pela estiagem prolongada.

“Naquela época, por conta da seca, o açude secou mais rápido porque muitos caminhões pipa tiravam dele a água para abastecer a cidade, mas com a poluição, isso teoricamente diminuiu e fez com que ele durasse por mais esse tempo” – disse.

Segundo ele, o açude serviu, por muitos anos, como fonte de água potável para o município, destacando o surgimento do bairro Santo Agostinho, ainda na década de 1990.

A canalização de dejetos não chegava ao local, graças a importância de uso, porém a situação mudou devido ao crescimento urbano que aconteceu com o tempo, aliado também a uma falta de vigilância por parte dos governos que passaram e não impediram que a tubulação de esgotos vindas de casas em loteamentos próximos jogasse dejetos diretamente na mesma.

Ainda segundo o historiador, o açude da manhosa foi construído através de uma parceria entre os governos estadual e municipal, na década de 1950, sendo também manancial para abastecimento de Santa Cruz.

A poluição do açude também já foi registrada pelo blog em reportagem anterior feita em setembro de 2016, onde mostrava centenas de peixes mortos em suas margens (clique na imagem abaixo e relembre o caso).

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Notícias Anteriores