12
junho

Carga com botijões de gás roubada na BR-104 é recuperada na zona rural de Tacaimbó


Na noite da terça-feira (11) policiais receberam informações através de um aplicativo de mensagens, de que um caminhão carregado de gás de cozinha teria sido tomado de assalto próximo ao “Lampião”, às margens da BR-104.

Por volta das 20h, o policiamento recebeu o alerta de que o veículo teria passado próximo a entrada do Brejo da Madre de Deusa companhado de um Jeep Renegade. Foi então, que a equipe policial seguiu até o local em conjunto com os efetivos de Fazenda Nova e Brejo, onde iniciaram rondas.

Durante o percurso, populares revelaram que os veículos teriam passados pelo local, momento em que foi acionada a Central do 15° BPM, e seguiram até a cidade de Tacaimbó, a operação contou com os apoios da ROCAM, NIAZM, Malhas da Lei, GT de Tacaimbó e GT de Operações do 15°BPM.

Em conjunto, foi montada uma estratégia no intuito de localizar os elementos. No Sitio Poço do Barão, zona rural de Tacaimbó, os policiais visualizaram uma estrada de acesso à cidade, além de um veículo com as características utilizado no apoio ao roubo, foi então que o policiamento deu a ordem de parada, porém um dos ocupantes efetuou disparos em direção ao efetivo, que também revidou a agressão sofrida.

No entanto, os indivíduos conseguiram manobrar o veículo e fugir no sentido contrário. Foi realizado acompanhamento, porém os policiais não obtiveram êxito na captura dos mesmos. Apesar da fuga, o material do roubo acabou sendo recuperado, o caminhão e a carga com 550 botijões, avaliada em R$ 71.500.

Após a ação, os policiais entraram em contato com um dos proprietários, o qual compareceu ao local e iniciou o procedimento de remoção do veículo e recuperação da carga. Já o motorista do caminhão, foi deixado em Gravatá de Ibiapina.

2 Comentários

  1. Rodolfo disse:

    “Brejo da madre Deusa” “companhado”…alô,editor!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores