13
fevereiro

Resumório! – A coluna do professor Tenório


​RESUMÓRIO

 

RESPOSTAS – Com relação às perguntas do Resumório passado, sobre a volta das reuniões da Câmara de Vereadores de Santa Cruz, seguem algumas respostas: O ponta pé inicial para abertura da primeira CPI do biênio foi tranquilo demais; o atraso para o início da reunião foi pequeno, segundo o presidente, dentro do que prevê o regimento; Júnior Gomes falou um pouco mais do que os dez minutos que tem direito, mas falou muito menos do que falava antes; Zezin e Nailson não discursaram; Val e Pipoca fizeram o que podiam e foram bem nos discursos; O café ainda não provei, fico sem condição de opinar. Novidade mesmo é que agora o secretário da mesa diretora senta do lado esquerdo do presidente. Sei lá… lado esquerdo! Ainda bem que eles não são supersticiosos.

SEM RESPOSTAS – Sobre quando Hilário vai aprender a ser prefeito, conserto do campo dos peladeiros, pagamento do terço de férias dos professores e conclusão da duplicação da BR 104, não temos respostas nem previsão. Sobre Alan ser candidato, pelo menos previsão de pronunciamento se tem. 

MAIS UM MAIA VEM AÍ – O ex-síndico do Moda Center, Alan Carneiro Maia, pouca gente sabe, mas ele tem Maia no sobrenome, finalmente concedeu entrevista à Rádio Polo FM para falar de política. Falou, falou, mas não disse o que muita gente queria ouvir: Se será candidato em 2020 ou não. Só decide e se pronuncia no próximo mês de junho. Ou seja, daqui a quatro meses, além de muito forró, canjica e pamonha, poderemos ter o anúncio oficial de mais uma pré-candidatura na terra que grande parte da população respira política.

HOJE NÃO – Ainda na entrevista, Alan disse que, naquele momento, Helinho Aragão não seria o nome mais viável do grupo que está se formando para disputar a majoritária em 2020. Fez o bê-á-bá, criticando Fernando Aragão, Edson Vieira e Paulo Câmara. Helinho foi apenas um efeito colateral. O grupo mal começou e já tem um problema para se resolver. Helinho acha que está preparado para ser prefeito hoje, já Alan acha que o vereador no momento não é o mais viável. Ainda bem que nas várias conversas que tiveram não se fala em nomes. Nada que mais uma boa conversa e umas tapinhas nas costas não resolva. 

LIXO – Mais uma paralização dos funcionários que fazem a limpeza pública de Santa Cruz do Capibaribe aconteceu esta semana, não lembro mais nem quantas já foram. Essa prestação de serviço e a relação dos servidores com a empresa estão, provavelmente, um lixo. As ruas da cidade, também.

NOMEAÇÕES – Faz três semanas que são publicadas listas com a nomeação dos assessores parlamentares. Com tanta gente assim “trabalhando”, o mandato dos deputados estaduais de Pernambuco deve ser muito proveitoso. Por isso, precisamos cobrar sempre. O fato de constarem nas listas, amigos, parente de prefeito que apoiou a campanha, indicações de prefeitos que apoiaram a campanha, gente sem a menor experiência para desempenhar a função é apenas um mero detalhe. 

ESTOUROU – A tubulação da Adutora do Agreste, assim como as contas de muitas prefeituras, estourou e causou vazamento às margens da BR 232, entre Belo Jardim e Sanharó. Desperdício de água e dinheiro público está ficando assustadoramente mais comum do que gostaríamos. 

TRISTE HISTÓRIA – Gilsemar Pedro, assessor do vereador Ronaldo Pacas, e Fablício Araújo, assessor da vereadora Jéssyca Cavalcanti, brigaram e caso foi parar na delegacia. Com isso, escreveram mais um capítulo que entra para a história negativa da política santa-cruzense. É triste ver que nem diante de uma situação tão lastimável como essa algumas pessoas desarmam os palanques. E sobre isso a gente não brinca, apenas lamenta.

;

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores