29
agosto

Mulher que reside no interior paulista procura filha e netos com quem perdeu contato há nove anos


0012
Eziane de Souza e Silva, com 09 anos a época – Foto: Arquivo da família

Na manhã desta segunda-feira (29) a redação do Blog recebeu uma ligação de Maria José da Silva (48 anos), que reside na cidade de Limeira, interior de São Paulo.

O teor da ligação é o apelo da mesma, que busca informações sobre o paradeiro da filha Eziane de Souza e Silva (29 anos, foto acima) e dos dois netos, ao qual teria perdido contato há nove anos.

.

Entenda o caso:

De acordo com informações fornecidas por Maria José (foto seguinte), ela e sua filha foram separadas uma da outra quando Eziane tinha apenas nove anos de idade.

A mãe, que residia na cidade de Vitória de Santo Antão, declarou que não tinha condições financeiras a época para criar a filha e teria cedido a criança para que fosse adotada por outra mulher, segundo ela, de nome Maria Marcide de Souza (que residia em Santa Cruz do Capibaribe).

00123De acordo com a mãe, após a filha ter sido adotada, a mesma teria ido para o município de Limeira e, com o passar dos anos, melhorou suas condições financeiras, conseguindo também retomar o contato com a nova família da filha.

Segundo Maria José, o contato com Eziane, assim como o envio de ajuda financeira, eram mantidos com relativa frequência, onde ela falava com a filha e os netos através de um orelhão em Santa Cruz, que acabou, segundo ela, sendo desativado em 2007, quando Eziane estava com 20 anos.

Ela citou também que a mãe de criação da filha também teria falecido, fator que teria dificultado ainda mais a retomada do contato, em especial com a irmã de criação de Eziane, identificada como Débora de Souza Vieira.

Ainda segundo Maria José, lhe teria chegado a informação de que Eziane e seus dois filhos (com idades entre 11 e 14 anos) estariam passando por sérias dificuldades financeiras e que ela, caso consiga encontra-los, pretende levar os três para onde reside.

“Aqui em Limeira sei que hoje tenho condições para ajudar minha filha e os meus netos, algo que não tive quando ela era uma criança. Estou tentando localizá-la e conto com a ajuda de todos” – disse.

Para quem souber o paradeiro de Eziane, a mãe deixou um telefone de contato, que também é de WhatsApp. O número é (19) 98819-2853.

índice
Família biológica de Eziane: Edna (irmã), Maria José e Esnaldo (pai segundo Maria)

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Anteriores