30
junho

Sanfona de oito baixos pode se tornar patrimônio cultural de Pernambuco


Orquestra Sanfônica de Oito Baixos, de Santa Cruz do Capibaribe.

A instituição da sanfona de oito baixos como patrimônio cultural de Pernambuco foi proposta pelo deputado Henrique Queiroz (PR), no Grande Expediente desta quinta-feira (29). Para o parlamentar, a medida seria uma maneira de resgatar a tradição do instrumento utilizado em ritmos como o forró, o xote e o baião.

“Nossa identidade cultural é avessa a modernismos, e devemos garantir que símbolos de nossas raízes, como a sanfona de oito baixos, sempre estejam presentes”, afirmou.

Para Queiroz, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) deveria tornar obrigatória a existência de espaços com manifestações tradicionais das festas juninas em todos os municípios.

Em aparte, o deputado santa-cruzense Diogo Moraes (PSB) ressaltou que tem se tornado raro ver músicos mais jovens tocando a sanfona de oito baixos.

“É importante criarmos núcleos para formar novos músicos conhecedores do instrumento”, observou Moraes, lembrando o trabalho feito nesse sentido pela Orquestra Sanfônica de Oito Baixos, de Santa Cruz do Capibaribe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores