06
junho

No Estúdio 1 – Gestores de Cultura falam sobre mudanças na estrutura e nos polos de animação do São João da Moda 2017


Fotos: Thonny Hill

Nesta terça-feira (06) foi veiculada, pela Polo FM, mais um programa Estúdio 1. O foco desta vez é o São João da Moda 2017, que será realizado em Santa Cruz do Capibaribe. Nos estúdios, Alberto Grilo e Cláudio Soares, que integram a Gestão de Cultura e Lazer do município.

.

Horários de abertura e encerramento diferenciados

De acordo com Cláudio, a prefeitura está negociando com o comando do 24º BPM os horários de presença de policiamento nos festejos, fator que também determina o horário de encerramento em cada dia de festa.

O gestor citou que os horários de encerramento serão diferenciados, de acordo com a importância de cada uma das datas, definidos em um Termo de Ajuste de Conduta definido pelo Ministério Público.

“Já se há um pré-acerto de que, nos dias principais, iremos até as 3h30. Nos dias 25 e 29 (de junho), iremos até 01h30 e estamos para que nos dias 21 e 22 possamos terminar as 02h30 em função das bandas estarem fazendo “dobrada”, por se apresentarem em outras cidades” – disse.

Cláudio citou que, os horários de abertura dos festejos serão as 21h e que, em dias de feriados e aos domingos, essa programação será antecipada.

“Em alguns dias, podemos antecipar para as 18h e também para as 19h” – frisou.

.

Malhada do Meio volta a fazer parte do calendário de quadrilhas de rua

De acordo com Alberto Grilo, a comunidade Malhada do Meio voltará a fazer parte da programação de quadrilhas de rua.

A retirada da localidade dos festejos juninos havia sido confirmada pela programação oficial divulgada recentemente, mas em meio à polêmica e as cobranças, ela foi novamente incluída. Alberto falou sobre a polêmica.

“A princípio, vimos onde teve público satisfatório e onde não teve no Festival Biu & Gogó no ano de 2016 para podermos decidir onde faríamos em 2017. Tivemos uma cobrança muito grande da Malhada e vimos que agora lá tem o dobro de moradores em relação ao ano passado e faremos dia 26 ou 27. Como a agenda está lotada até o dia 20, aproveitaremos 26 e 27, que serão noites católicas e evangélicas onde os polos Multicultural e Arraial Povão não vão estar funcionando, levaremos uma quadrilha para a Malhada e outra para o bairro Arcoverde” – disse.

.

Formato adotado e problemas com lotação em dias principais

.

De acordo com Cláudio Soares, o formato de como os festejos acontecem na Avenida 29 de Dezembro deve ser mantido, porém ele destacou que haverá mudanças na localização do palco.

Segundo Claudio, o palco principal será recuado, de modo a ganhar, segundo ele, um espaço de mais 3 a 4 mil pessoas, se mantendo a configuração também dos camarotes.

“No show de Marília Mendonça, ano passado, foi uma loucura e tivemos dificuldades na locomoção de pessoas que desmaiaram ou sentiam alguma coisa. Ao lado do palco, literalmente, teremos um posto médico de atendimento” – frisou.

Segundo ele, o outro posto médico, que fica ao lado do EREM Luiz Alves, serão mantidos.

 ..

Polos Multicultural e Arraial do Povão passam por mudanças

Cláudio também destacou que os polos Multicultural e Arraial do Povão terão a sua ordem investida em relação ao ano anterior.

Na chegada da cidade cenográfica, quem vem da Igreja São Cristóvão a festa, verá primeiro o Polo Multicultural e depois o Arraial do Povão. O Multicultural também terá a programação com outros ritmos modificada.

“Esse Polo Multicultural, apesar de receber a diversidade cultural que a cidade produz, em especial na música, até a meia noite tocará forró. Fizemos isso para que não se houvesse uma ‘quebra de clima’; passar por um local de contemplação, que é a Vila Cenográfica e depois ver Rock por exemplo, quebrava esse clima. Até a meia noite, vai estar tocando forró e, após isso, será aberto o espaço para outras vertentes”.

.

“Quengão” e a famosa lona de circo não terão vez também em 2017

Uma questão polêmica, já que fala de um costume cultural do município, era a presença da lona de circo que cobria a Praça do Estudante, dando lugar ao famoso “Quengão”.

De acordo com Cláudio, além do nome não ser bom quando o assunto é marketing, não haverá a famosa lona de circo no local, citando que a estrutura seguirá os moldes de 2013, com um pavilhão.

“Vamos ter um pavilhão cobrindo quase toda a área e vamos dar uma melhorada por conta da decoração que vai acontecer. A falta de condições de se montar a lona de circo se deve a um motivo cultural muito mais grave, que é a falência dos circos. As lonas hoje em dia estão deterioradas e para se encontrar uma lona que fosse capaz de cobrir todo o espaço, como que conseguimos em 2015, tivemos que conseguir no Paraná. Pouca gente sabe disso, com um circo que estava sendo desativado. Tentamos contato com o mesmo dono da lona de circo e ele disse que o circo acabou, que não tem mais a lona” – pontuou.

Segundo ele, a praça também deve passar por reformas no futuro.

.

Mattos Nascimento e banda Doidinho de Deus serão as atrações nas noites religiosas

Uma revelação que se teve foram as atrações principais das noites Evangélica e Católica nos festejos. Segundo eles, o cantor Mattos Nascimento será a atração na parte evangélica e a banda Doidinhos de Deus farão o evento católico. Ouça a entrevista na íntegra!

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores