30
junho

Guarda detém homem após causar tumulto na UPA 24h, em Santa Cruz


Foto: Jabson Nunes.

A Guarda Civil Municipal foi solicitada durante a madrugada deste sábado (29), após um homem que estava acompanhando seu filho para atendimento médico na UPA 24h de Santa Cruz, causar tumulto. O homem estava muito alterado, agressivo e com notáveis sinais de embriaguez, segundo a Guarda.

A Guarda Civil ainda afirmou que o Roberval Gomes da Silva (43 anos) estava ameaçando os médicos, funcionários, pacientes e acompanhantes que ali estavam, caracterizando assim o crime de desacato ao funcionário público no exercício da função (art. 331 do Código penal) passível a detenção de seis a dois anos ou multa.

Ainda segundo a Guarda, Roberval Gomes se identificou como funcionário público e afirmou que trabalhava no Fórum como forma de intimidação. O homem juntamente com as vítimas foram conduzidos à Depol para a adoção das medidas cabíveis.

 

Relato do acusado:

 

Segundo Roberval Gomes da Silva, o mesmo não chegou a ameaçar médico, pois o seu filho não chegou a ser atendido no primeiro momento. Ainda segundo ele o efetivo da guarda gritou o mesmo e ele pediu que ele baixasse o tom de voz.

“Eu disse a ele que ele baixasse o tom de voz, que ele não tava falando nem com uma criança, nem com cachorro, nem “pariceiro” dele, eu simplesmente sou funcionário público igualmente a ele.” afirmou Roberval

Roberval relatou que o guarda por “se valer” de uma lei que dá direito a todos, quis pisar nele.

“… por não saber que eu sou funcionário público e entender que eu também entendo da lei, ele quis pisar em cima da minha pessoa, mas só que não é assim que se trabalha, ele tem que saber tratar as pessoas conhecendo ou não a lei; perante a lei nós somos iguais, por isso disse a ele: ‘me respeite que eu sou funcionário público.'” – destacou ele

Ainda segundo o Roberval, em momento algum o mesmo informou onde trabalhava.

“Eu disse que era uma vergonha só ter um médico na UPA. Agora se eu falei em tom alto? Eu falei, isso eu reconheço.” frisou

Um Comentário

  1. barbara ferreira disse:

    O rapaz que se alterou la na upa ele foi errado em fazer isso mais ao mesmo tempo voce perde a cabeça eu mesmo cheguei com meu filho la no dia 23 junho de 2019 as 11h ele tava com 39.5 grau de febre duas horas da tarde ele ainda não tinha sido atendido foi atendido era 2;45 da tarde quando eu entrei o medico tava conversando em outra sala quem e que não perde a cabeça ver seu filho paçando mal e eles nem ai nesse entervalo chegou varias pessoas pra trocar curativo eles mandaram volta. eram pra ter ido mais cedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores