29
julho

Entrevista


Toinho fala sobre falta de entrega de correspondências no bairro da Palestina

 

Foto: Arquivo.

Em entrevista concedida sexta-feira (27/07) no programa “Comando”, da rádio Comunidade FM, o prefeito Toinho do Pará (PTB), falou sobre a falta de entrega das correspondências pelos Correios, no Bairro da Palestina.

 

Segundo o prefeito, a entrega antes era realizada por um funcionário da prefeitura: “Essa questão dos Correios, na Palestina, sempre quem entregou (as correspondências) foi Júnior da Palestina, que trabalha conosco”, destacou Toinho.

 

O prefeito também afirmou que os Correios teriam se posicionado em colocar um funcionário, do próprio órgão, para realizar as entregas, mas que isso não foi cumprido: “De uns cinco ou seis meses para cá, aconteceu que os Correios falaram que iriam contratar uma pessoa e iria ser o próprio Correio, que é dever do próprio correio fazer essa distribuição de correspondências em todos os bairros e, automaticamente, na Palestina. Júnior se afastou de fazer essa entrega, só que não está funcoinando. Não está dando certo e os Correios não cumpriram com sua obrigação”, afirmou o prefeito.

 

Segundo os ouvintes da rádio, as cartas estariam armazenadas na agência, mas elas só poderiam ser liberadas ou entregues, segundo a empresa, por alguém que estivesse prestando esse serviço, pela prefeitura.

 

Segundo o prefeito, ele estaria disposto a conversar com os Correios, de modo a realizar um convênio para que Júnior da Palestina ou outro funcionário da prefeitura fizesse novamente as entregas das correspondências no local e que duas pessoas já estariam disponibilizadas para a realização do serviço: “Tem duas pessoas que já me disseram que, se for pra voltar (as entregas) a gente dá uma gratificação a eles e, automaticamente, eles fazem esse serviço de entrega de correspondências”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores