02
maio

Blog nas ruas – Descaso


Bueiro fechado por funcionários da Prefeitura causa transtornos no Bairro Bela Vista

 Dona Marta observa, desolada, os problemas causados em frente a sua casa, a cada chuva. Fotos: Thonny Hill.

Na tarde desta sexta-feira (02), nossa equipe recebeu denúncias de moradores da Rua Wanderbilte Dias Bezerra, no Bairro Bela Vista, sobre transtornos causados pelo acúmulo de água das chuvas, graças ao fechamento de um bueiro.

 

De acordo com uma das moradoras, a senhora Marta de Cássia Silva, o problema começou em dezembro de 2013 quando funcionários da Prefeitura Municipal fecharam o único bueiro que existia vizinho a um lava-jato e que auxiliava no escoamento das águas.

. Risco de acidentes e atropelamentos na via se tornam iminentes, graças a grande quantidade de pessoas e veículos que transitam pelo local.

Ela relatou que já procurou, por diversas vezes, a Secretaria de Serviços Públicos do município na tentativa de que o problema fosse resolvido, mas que, segundo ela, o órgão fez pouco caso do assunto.

 

“O prefeito venha ajeitar aquilo que ele e a equipe dele desmantelou. Eu suei, de dia e de noite, para comprar a minha casa e para hoje, eu vê-la se perder?! De jeito nenhum. O que queremos é uma solução para isso e, se eles não vierem com uma solução, vamos entrar na Justiça. Meu IPTU chegou em uma semana e eu paguei na outra. Ele agora é quem me deve e que venha arrumar o que desmantelou”, desabafou.

 

Dona Marta ainda relatou que, da última visita que fez a Secretaria, ouviu de um dos funcionários, identificado por Mário Melo, que ela deveria fazer uma parede para evitar a entrada de água como outros moradores haviam feito e que a motivação para que o bueiro fosse fechado teria partido de uma proprietária de um imóvel que fica na rua por trás ao problema, que alegava que a água, que por ali passava, causava estragos a sua propriedade.

.

.

A moradora relatou que, tanto ela como outras duas famílias vizinhas, já tiveram outros prejuízos tais como perca de móveis, de água das cisternas (que são construídas na área ocupada também pelas calçadas em frente às casas) e que agora tem que pagar moto-taxistas para resolver seus afazeres, já que o carro e a moto de sua propriedade estão guardados na Rua Padre Estima, no Centro de Santa Cruz do Capibaribe.

. Acúmulo de água no local só não é maior por conta de uma pequena vala, que escoa parte da água para um terreno baldio.
.

Nossa equipe voltará ao local em até 15 dias para verificar se providências foram tomadas.

Um Comentário

  1. Diogo disse:

    No meu ponto vista, isto sempre vai acontecer, pois a cidade estar crescendo e a estrutura de saneamento continua a mesma de 10 anos atras. Gostaria de saber, e quando aqueles edifícios residenciais forem inaugurados o que vai acontecer. vai cer M… pra todo lado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Anteriores


 




error: Copiando nosso texto?