19
maio

As curtinhas do Romenyck Stiffen


Por onde andam?

Fora dos holofotes: Algumas figurinhas constantes da política de Santa Cruz do Capibaribe até 2016 sumiram, de forma natural, após o fim do mandato. A maioria demonstra desinteresse com a política atual e buscaram outros projetos, outros se escondem em cargos sem tanta expressão do atual governo, alguns ainda resistem e incomodam nas articulações dos bastidores da nossa política.

Sumiu: Envolvido em acontecimentos de grandes polêmicas durante o período de 2014 a 2016, principalmente devido à divulgação de gravações que escancaram as articulações, no mínimo, obscura da gestão do prefeito Edson Vieira (PSDB), o ex-vereador Vânio Vieira sumiu não apenas da política após as eleições de 2016, mas da visão e lembrança da população. A informação é que o mesmo está se dedicando exclusivamente ao seu comércio.

Na moda: Com um mandato interessante e conquistas de cargos a nível estadual durante o período de 2013 a 2014, a ex-vereadora Narah Leandro era uma eximia defensora da Gestão Vieira. No decorrer dos anos, lideranças do seu grupo político foram lhe escanceando e o encanto da mesma com o estilo da política local notoriamente foi se apagando, após o termino do mandato Narah se afasta a cada dia da política e se consolida em sua área de formação profissional, a moda, e hoje a população deslumbra com sua beleza em eventos de moda e na telinha da TV Globo.

Comércio (I): Apesar de ser uma figurinha carimbada nas ruas de Santa Cruz, o ex-vereador e vice-prefeito, Zé Elias, perdeu força no cenário político local. Informações dão conta que voltou a se dedicar exclusivamente ao comércio e em minha opinião dificilmente voltará a um mandato político.

Comércio (II): Galego de Mourinha virou a chave completamente e também se dedica exclusivamente ao seu comércio, os bastidores apontam que não participa mais de reunião da cúpula do grupo de oposição, nesse contexto, ficou de fora das decisões políticas dos Taboquinhas, outro que provavelmente se aposentou em relação a mandato político.

O professor: O ex-vereador professor Afrânio Marques, que chegou a assumir o cargo de presidente da câmara na legislatura passada, nunca esteve tão distante das discussões políticas como se encontra nos dias atuais. O mesmo voltou à sala de aula e tenta se readaptar a um cenário político sem mandato.

Sem visibilidade: Do favoritismo a derrota nas urnas de 2016, o ex-vereador Zezin Buxin se encontra com algum cargo na área da agricultura (Poucos conseguem compreender a função) na segunda Gestão Vieira. Em cargo de pouca visibilidade, na cidade como um todo, Zezin luta por uma sobrevivência política tentando pavimentar uma possível volta a um mandato futuro.

A expectativa: O ex-vereador e vice-prefeito Dimas Dantas vem sendo uma eterna expectativa, distante do radar dos bolsões azul e vermelho da cidade, o mesmo sempre foi esperado como uma oposição forte ao prefeito Edson vieira após o rompimento, contudo, na prática os efeitos estão sendo poucos.

O articulado?: Desde o termino do mandato, o ex-vereador Luciano Bezerra se distanciou do ninho Boca Preta e na teoria vem se articulando nos bastidores políticos para fortalecer a REDE, partido que está à frente, contudo, não existem visibilidades robustas nessas articulações, por enquanto apenas promessas.

Manter: O ex-vereador Fernando Aragão, tem a árdua missão de se manter como uma das principais lideranças do seu grupo político, referendada pelas urnas, mas questionadas nos bastidores por alguns aliados. Fernando ainda está no radar dos eleitores do seu grupo e fora dele e terá que se manter assim para continuar postulando o cargo que disputou nas eleições de 2016.

.

As opiniões e informações aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Anteriores