13
novembro

“Santa Cruz precisa viver uma nova experiência com uma força política alternativa”, diz Luciano Bezerra para 2020

 

Se posicionando como pré-candidato a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, o ex-vereador Luciano Bezerra pretende ‘quebrar com a polarização política’ dos dois grupos tradicionais no município.

Em entrevista ao programa Rádio Debate nessa terça-feira (13), Luciano afirmou que já existe conversas com empresários, entre eles o ex-síndico do Moda Center, Allan Carneiro, para fortalecer o projeto.

“Defendo que Santa Cruz o Capibaribe viva uma experiência administrativa de uma força política alternativa, livre dos vícios de alas tradicionais”, falou.

Ele anunciou que filiados ao Partido Novo do município, realizam evento no próximo dia 5 de dezembro, para apresentar seus objetivos.

Com vários elogios, o ex-vereador afirmou que já fez o convite, de forma pessoal, ao empresário Allan Carneiro para que ele também participe. Luciano citou ainda outros empresário, como Valmir (Ribeiro), Bruno (Bezerra) e Robson Ferreira (um dos coordenadores da campanha de Bolsonaro, em Santa Cruz).

Histórico

2008 – Luciano foi coordenador de campanha do atual prefeito Edson Vieira.

2012 – Ele foi eleito vereador e assumiu uma secretaria da gestão em 2013.

2016 – Não foi reeleito para a Câmara de Vereadores e, pouco tempo depois, rompeu laços políticos com o prefeito reeleito Edson Vieira.

2018 – Candidato a vice-governador na chapa com Júlio Lóssio (Rede).

13
novembro

Luciano Bezerra confirma pretensão de candidatura a prefeito em 2020

 

 

O ex-vereador Luciano Bezerra confirmou ao editor deste blog, nesta terça-feira (13), que pretende ser candidato a prefeito de Santa Cruz do Capibaribe na eleição de 2020. Bezerra foi candidato a vice-governador de Júlio Lóssio neste ano. A chapa obteve 3.120 votos nas urnas do município.

Recentemente Luciano esteve reunido com dirigente do Partido Novo em Pernambuco e confirmou que representará a sigla na cidade.

Para 2020 Luciano tentará atrair nomes com perfil independente as tradicionais alas políticas da cidade, inclusive seguindo as diretrizes do Partido Novo.

11
novembro

Após morte de ex-prefeito, Hilário Paulo decreta luto oficial de três dias

O prefeito Brejo da Madre de Deus, Hilário Paulo (PSD), decretou luto oficial de três dias em memória do ex-prefeito Israel Cordeiro. Através de nota, o chefe do executivo municipal lamentou o falecimento.

“Foi com muita tristeza que recebemos a notícia do falecimento de nosso amigo Israel Cordeiro, uma figura bastante querida por todos que o conhecia, e respeitada pelo trabalho que desenvolveu em nosso município. Tivemos a honra de militar muitos anos no mesmo grupo político dele e tenho a certeza de que seu Israel escreveu sua história deixando um grande legado a ser seguido. Me solidarizo com todos os familiares e amigos pela perda inestimável. Deixando os meus mais sinceros votos de pesar e solidariedade cristão.

Israel Cordeiro tinha 78 anos e morreu por volta das 10h, na UPA de Brejo da Madre de Deus. Ele foi levado para unidade médica por familiares, após passar mal em sua residência.

Ele foi prefeito entre os anos de 1983 e 1988. Em 2016 ele foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Santos de Josa, pelo PV.

Seu corpo será velado onde morava na Rua Maestro Tomás de Aquino. O sepultamento acontecerá amanhã também em Brejo.

 

 

09
novembro

“Eu vou mostrar e provar que tenho condições”, diz Fernando Aragão para eleição de 2020

Fotos: Janielson Santos.

Rebatendo fortes declarações do ex-prefeito José Augusto Maia, Fernando Aragão reafirmou seu posicionamento para as eleições municipais de 2020. Em entrevista na tarde dessa sexta-feira (09), concedida ao programa Rádio Debate, Fernando se prontificou a ‘provar que tem condições de disputar e vencer o pleito’, aliado às forças políticas que fazem oposição ao prefeito Edson Vieira (PSDB).

Na última terça, durante o mesmo programa, Zé Augusto fez questão de dizer que Fernando, com derrotas eleitorais e a divisão recente, não seria o ‘nome de consenso’ que o grupo precisa.

Para Fernando, no entanto, a eleição de 2016 deixou um ‘gosto de quero mais’ na população. Na oportunidade, ele obteve 22 mil votos e perdeu em disputa apertada para o tucano, que foi reeleito.

“O consenso é isso é com o povo”, responde e completa mais à frente “O que me deixa constrangido, é por que escutei Zé dizer que ‘se eu tivesse apoiado o filho dele, poderia ficar numa rede e dormir, que seria o consenso. Aí era o novo, o bonito, o que sempre trabalhou por Santa Cruz”.

Quem tá mentindo?

Durante a campanha 2018, Fernando alegou que não apoiaria Ricardo Teobado por que o próprio deputado descartou seu apoio. O ato de Teobaldo seria após um pedido de José Augusto Maia.

Durante o Rádio Debate da terça, Zé Augusto disse que nunca pediu isso, e que seria mentira de Fernando.

“Queria que ele trouxesse Teobaldo, eu e Carlinhos juntos […] tenho certeza absoluta que Teobaldo jamais vai dizer que isso não foi verdade”, refirmou Fernando.

Não ajudou

Zé Augusto não foi peça fundamental na eleição majoritária de 2016 e também não visitou residências em busca de votos para a chapa ‘Fernando e Cleiton Barboza’. As afirmativas são do próprio Fernando Aragão.

“Não participou de absolutamente nada na minha campanha. Duvido me provar que foi em alguma casa pedir voto comigo. À noite aparecia (Em eventos) na hora de falar”, disse.

Na disputa?

Ao ser questionado sobre uma possível candidatura de Zé Augusto em 2020, disse não duvidar que ele possa ter essa intenção. Mas, ressaltou em um dos momentos que considera ‘crítica’ a situação do político. “Zé augusto é condenado e não pode, até 2024”, falou.

Com Zé ou sem Zé

Fernando disse que não tem dúvida que encararia uma eleição mesmo com a ausência de José Augusto contribuindo, em 2020.

Juntando

Citando os ex-vereadores Afrânio Marques e Luciano Bezerra, entre outros, Fernando Aragão disse que buscará ‘todos que fazem oposição ao prefeito’ para somar na eleição.

Gabarito

Para Fernando sua colocação como pré-candidato se justifica ainda pelo seu histórico político. “São 32 anos de vida pública e não encontram nada (errado)”, fala complementando “Em 2020, Santa Cruz pode ter um prefeito digno, honesto e que ama a cidade”.

Resultado de Câmara nas urnas de Santa Cruz

Questionado sobre o baixíssimo número de votos que o governado Paulo Câmara obteve em Santa Cruz do Capibaribe, e se o resultado poderia lhe trazer uma rejeição para as eleições de 2020. Fernando Aragão respondeu que sim, porém afirmou que irá trabalhar um conjunto e que o fracasso de Paulo Câmara no município se deu devido à falta de divulgação em relação as suas obras.

08
novembro

Edson Vieira recebe selo “Prefeitura Amiga do Capibaribe”

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe recebeu, na manhã desta quarta-feira (07), o selo de “Prefeitura Amiga do Capibaribe”, concedido pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Capibaribe (COHB). A premiação ocorreu no auditório do Moda Center Santa Cruz e contou com dezenas de autoridades.

A premiação é dada, às prefeituras que cumprem com requisitos designados pelo Comitê na preservação do rio. Santa Cruz do Capibaribe assinou a carta-compromisso, se prontificando a incentivar e implementar políticas que o preserve.

O Rio Capibaribe nasce na serra de Jacarará em Poção, tem 74 afluentes e estende-se por 42 cidades que são banhadas pelas águas, e desse total, 25 cidades assinaram o termo de preservação.

“Assinamos o compromisso de preservar e estamos juntos trabalhando pela preservação deste rio. Lembro dos bons momentos que muitos santa-cruzenses viveram naquele espaço, e digo que a nossa gestão tem dado sua contribuição”, disse o vice-prefeito Dida de Nan.

O gestor do Meio Ambiente, Marivaldo Andrade, destacou a importância da cidade ser reconhecida com este selo, e especificou o que levou a essa indicação. “Hoje foi referendado o compromisso da prefeitura em revitalizar o rio. Temos questões que são levadas em consideração para este selo, como é o caso da sementeira e do tratamento da água”, afirmou.

“Enviamos questionários para avaliar quais foram as implementações de cuidados com o rio. Após o preenchimento, a diretoria do Comitê avaliou e validou as informações, depois disso os municípios que estão enquadrados recebem este selo”, disse Alexandre Ramos, presidente do Comitê.

O prefeito Edson Vieira relatou que o selo é o atestado do trabalho que a gestão vem realizando para cuidar do rio que dá nome ao município. “Recebemos com muita satisfação esse selo, pois atuamos com o propósito de cuidar do rio que deu origem a nossa cidade. Ações de revitalização, arborização além de ações educativas para que possamos sempre melhorar e revitalizar esse patrimônio natural de nossa cidade”.

Após a entrega dos selos, que também foram para as cidades de Toritama e Pesqueira, os membros deram continuidade aos trabalhos de discussão e acompanhamento das obras hídricas que estão em andamento no Estado e aprovaram a ata da reunião passada.

;

Informações da assessoria.

07
novembro

“Vamos escolher um candidato que tenha consenso, e Fernando (Aragão) não é consenso” – diz José Augusto sobre 2020

O ex-deputado federal José Augusto Maia (AVANTE) participou nesta terça-feira (07) do programa Rádio Debate, na Rádio Polo FM. Ele foi questionado sobre os números e bastidores em relação às eleições deste ano, conjuntura e direcionamento do grupo Taboquinha para 2020 eeleição da Câmara de vereadores de Santa Cruz do Capibaribe.

José Augusto Maia avaliou que mesmo obtendo 7.372 votos conquistados para Tallys Maia, na disputa para deputado estadual na eleição, ele destacou que as estruturas de campanha dos concorrentes locais, estavam muito acima da sua e que mesmo assim, a sua liderança foi aprovada.

“Esta eleição foram testadas lideranças (…) se compararmos as estruturas do governo do estado e de vários vereadores (que apoiaram Diogo Moraes), as forças políticas da prefeitura (que apoiaram Alessandra Vieira), com todo o dinheiro gasto e estruturas, e Tallys com o meu apoio e de apenas três vereadores, foi uma prova de que temos a certeza absoluta que foi um teste, e provou que temos três lideranças que mostraram votos” – destacou.

José Augusto comentou sobre a votação de Tallys Maia em outras cidades e o número de votos do deputado federal, Ricardo Teobaldo, em Santa Cruz. Ele ainda desabafou sobre a saída de alguns integrantes do grupo que apoiaram o projeto de Diogo Moraes, o que segundo José Augusto, teria dificultado uma possível vitória de Tallys Maia como deputado estadual.

“Pensamos primeiro que iríamos ter uma campanha com a união do grupo, e então houve uma reviravolta que deixou o nosso grupo abalado, pois teríamos a certeza em chegar no limite dos votos necessários para sermos eleitos” – avaliou.

Sobre uma possível união com o deputado estadual Diogo Moraes e o grupo visando às eleições de 2020, o ex-deputado não descartou uma conversa e junção, e que segundo ele, o objetivo seria discutir um projeto viável para o futuro de Santa Cruz do Capibaribe.

“Alguns podem achar contraditório essa possível união, mas vamos sentar e conversar, pois eu faço a união com qualquer, mas que venha com um projeto para Santa Cruz, pois ela está se acabando e ninguém mais discute a cidade, fazem só meter o cacete e não mostram as soluções, e chegou o momento de cada um sentar-se à mesa e discutir um projeto de Santa Cruz e escolher um candidato de consenso” – afirmou.

Questionado sobre o nome de Fernando Aragão como pré-candidato a prefeito do grupo para as eleições 2020, José Augusto não confirmou e ressaltou que o candidato deverá sair de um consenso.

“Eu fui o cara que servir de levar pancada de Fernando e até hoje foi só cacetada e sofrimento a vida inteira, que quis só me pisar e machucar, e deixei tudo no passado, lhe apoiei para prefeito e esperei que ele viesse me apoiar agora, mas não, se Fernando tivesse ficado dormindo em casa votando em Tallys, ele era o candidato a prefeito, mas juntou um grupo e foram para as ruas gastar dinheiro, desconstruir discursos que fez a vida inteira com o único objetivo de me esbagaçar, e o que quero dizer é que vamos escolher um candidato que tenha consenso e Fernando não é consenso” – completou.  

Ele foi interrogado em relação à eleição da presidência da Câmara, e afirmou que “eleição se decide as vezes meia hora antes e a presidência é uma composição, mas o meu compromisso político independente da eleição da presidência é os Taboquinhas de Santa Cruz do Capibaribe”.

07
novembro

‘Carrinho cheio’ – Pipoca garante que viagem do prefeito a Brasília renderá milhões ao município

Em dezembro chega ao fim os mandatos de Bruno Araújo (Câmara federal) e Armando Monteiro (Senado), no entanto, isso não foi empecilho para conquista de benefícios endereçadas a Santa Cruz do Capibaribe. Isso é o que garante o vereador Pipoca (PSDB).

Ao usar a tribuna da Câmara de Vereadores nessa terça-feira (06), o tucano afirmou que ‘o poder de articulação do prefeito Edson Vieira’ fez com que novos valores fossem alcançados.

Além de supostas contribuições de Bruno e Armando, ele também citou o senador Fernando Bezerra Coelho e Fernando Filho, deputado federal eleito com a contribuição do grupo de situação em Santa Cruz.

Números – O prefeito Edson Vieira esteve em Brasília semana passada e visitou diversos gabinetes. Segundo Pipoca, Fernando Filho prometeu alocar R$ 5 milhões até o fim do ano para saúde do município e mais um milhão para aquisição de um ônibus do programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

Em Brasília, prefeito Edson Vieira se reuniu com vários aliados, incluindo o senador Armando Monteiro Neto. Imagem: Assessoria.

Pipoca ainda disse que Fernando Bezerra Coelho garantiu verba para compra de um mamógrafo e mais um milhão para obras do município, igualmente o tucano Bruno Araújo (um milhão).

Quanto a Armando Monteiro, o vereador afirmou que a promessa ficou da alocação de R$ 350 mil para aquisição de uma UTI móvel.

07
novembro

As curtinhas do Romenyck Stiffen

Até 12, mas…

O polêmico: Com o jeito polêmico que lhe é peculiar, o vereador Júnior Gomes (PSB) rompeu com o prefeito Edson Vieira (PSDB) e se transformou no mais ferrenho opositor ao governo Vieira.

Foco: Apesar de bancadas de sustentações distintas, a oposição conta hoje com 11 de 17 vereadores e Júnior Gomes vem tentando articular ao máximo para que os referidos parlamentares se mantenham unidos em pelo menos um foco: a oposição ao governo Vieira.

Vai aumentar: Em entrevista ao programa Rádio Debate, na rádio Polo FM, o vereador Júnior Gomes afirmou que a bancada de oposição irá aumentar, pois segundo o mesmo, até junho de 2019 a referida bancada contará com 12 vereadores.

Articulação: O vereador Júnior Gomes vem conseguindo articular algumas derrotas ao prefeito Edson Vieira em projetos importantes na Câmara. Contudo, a principal articulação do parlamentar nos bastidores é para que a oposição esteja unida na eleição da presidência, ocasionando uma derrota acachapante ao prefeito.

Ponto franco: Não existe uma bancada de oposição e sim OPOSIÇÕES, ou seja, uma bancada que dá sustentação ao deputado Estadual Diogo Moraes (PSB)/Fernando Aragão (PTB) e outra que mantém sustentação ao ex-prefeito José Augusto Maia (AVANTE).

Interesses: Nesse contexto, é perceptível que tirando a oposição ao prefeito Edson Vieira, as bancadas têm interesses diferentes, tanto para presidência da câmara, quanto para eleições municipais 2020, ou seja, não será fácil unificar as oposições nesses dois projetos.

Proveito: É nessa dificuldade das oposições que o prefeito mobiliza os bastidores políticos para evitar a derrota da presidência da Câmara, tentar respirar nos próximos dois anos e fazer sua sucessão com um pouco de tranquilidade. Isso também não é uma missão fácil.

Em aberto: O jogo entre Taboquinhas e Bocas Pretas está em aberto. No entanto, fora dessa bolha dois grupos tentam se fortalecer para quebrar uma polarização que dura mais de 60 anos.

05
novembro

“Um governo totalmente ineficiente que nada faz pela cidade”, diz Júnior Gomes, ex-aliado do prefeito Edson Vieira

Fotos: Janielson Santos.

Após ser criticado e apontado de agir por ‘inveja, arrogância e prepotência’ pelo prefeito Edson Vieira (PSDB), o vereador Júnior Gomes (PSB) afirmou que o gestor quer ‘criar uma cortina de fumaça, para não discutir os problemas da cidade’. “É um jogo de atacar, em vez de mostrar para população serviço público de qualidade”, falou em participação ao programa Rádio Debate, nessa segunda-feira (05).

A fala do prefeito aconteceu durante o Programa ‘A Hora do Povo’ no ultimo fim de semana, ao responder sobre a aprovação de emenda apresentada por Júnior e aprovada na Câmara que zerou o limite de recursos que a Prefeitura poderia remanejar na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019. O tucano entende que isso prejudicará a gestão.

Para Júnior, isso se deu após uma suposta falta de compromisso do gestor com a administração. O vereador lembrou que condicionou a aprovação da LDO ao cumprimento da lei que obrigava o prefeito a prestar contas do São João da Moda, bem como responder requerimentos sobre o Calçadão Miguel Arraes e convênio entre prefeitura e estado. “Nada disso foi feito”, justifica Júnior.

Obras paralisadas

Ex-aliado e atualmente um dos mais ferrenhos opositores na Câmara, Júnior Gomes faz questão de lembrar obras paralisadas no município e disse que o prefeito ‘tenta encobrir a deficiência do governo, atacando sua família’.

Júnior disse que pretende falar da ‘Santa Cruz real’, citando o que chama de ‘descaso com creches, campo municipal, CAPS-AD para dependente de drogas, que não foi concluído, academia da saúde e antigo açougue público, onde deveria ser construído um centro de artesanato’. “Descaso maior com servidores públicos, que passam dois, três meses sem receber”, critica.

Família

Júnior se mostrou irritado com comentários, inclusive do prefeito, sobre seus familiares que trabalham no serviço público municipal. Ele garantiu que nunca pediu para que nenhum fosse contratado e nem é dele o poder da ‘caneta’ para demissão.

‘Onze homens e uma presidência’

O vereador ressaltou a importância dos onze vereadores de oposição (oito que deram sustentação ao projeto político de Diogo Moraes mais os três que apoiaram Thallys Maia). Ele se mostrou convicto que o próximo presidente da Casa sairá desse grupo.

Data definida para o 12º integrante

Ele também sustenta que até o mês de junho de 2019, a oposição ao prefeito Edson Vieira na Câmara vai crescer, passando para 12 vereadores. “Podem anotar”, falou.

2020

Mesmo ressaltando que é preciso ‘trabalhar 2018’, Júnior Gomes não foge da questão 2020. Para ele, Fernando Aragão é ‘candidato natural’, e estaria com amplo destaque caso houvesse alguma pesquisa atualmente. Crítico do ex-vereador no passado, diz que não teria dificuldades hoje em estar junto com ele num projeto majoritário.

03
novembro

Câmara de Vereadores realizará Audiências Públicas para tratar Orçamento Anual e Plano Plurianual

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe realizará na próxima semana uma série de Audiências Públicas para debater os planos, metas e prioridades do Orçamento Anual para 2019 e o Plano Plurianual.

O Orçamento Anual, indica quanto e onde o município deve gastar o dinheiro público no período de um ano. Já o Plano Plurianual trata-se do planejamento do período de quatro anos e prevê investimentos de maior porte. Ambos os planos, estão previstos nos Projetos de Lei nº 015/2018 e 014/2018 e são de autoria do Poder Executivo.

A Câmara de Vereadores tem o dever de analisar e aprovar os projetos, portanto, nos dias 7, 8 e 9 do mês de novembro, as propostas serão debatidas com vereadores, representantes de secretarias municipais, entidades civis e de classe e população em geral. O objetivo das audiências é incentivas à participação popular nas discussão das políticas públicas a serem implementadas no município, em consonância com o que rege a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Acredito que esse é um dos mais importantes momentos de discussão aqui, porque essas duas Leis se referem a como orçamento do município será aplicado. Então é importante que a população, as entidades, estejam atentas para que o dinheiro público seja de fato direcionado para suprir os anseios da população”, destacou a presidente da Comissão de Finanças e Orçamentos, a vereadora Jessyca Cavalcanti (PTC).

,

Informações da assessoria.

31
outubro

Resumório! – A coluna do professor Tenório

RECADO AOS AZUIS – Nem sempre vencer uma primeira batalha é garantia de vitória lá na frente. Autoconfiança demais atrapalha. Saber lidar com favoritismo é muito importante para quem deseja uma campanha vitoriosa, principalmente respeitando o potencial do adversário. Hoje em dia, ninguém faz nada escondido. De forma discreta e silenciosa ou de forma extravagante, sempre vai ter alguém de olho e denunciando os erros que passam despercebidos ou tentam esconder. Chega de desculpas esfarrapadas. Assumir o erro e aceitar a punição é muito mais nobre e respeitoso com as milhares de pessoas que sempre apoiam e confiam em vocês. Apesar do insucesso, parabéns Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense pela campanha na Libertadores 2018! Que sua história sirva de exemplo. 

ACABOU – O fim do segundo turno encerrou, oficialmente, o período de fuga de debates, bate boca com amigos em grupo de WhatsApp, promessas, carreatas, passeatas, festas da vitória, desentendimento entre irmãos da mesma igreja e produção maciça de memes e fake news. Algumas dessas situações continuam acontecendo, parece até que esqueceram que a eleição acabou.

CARONA ZERO – Motivo de orgulho pra uns, de decepção para outros, Santa Cruz do Capibaribe foi a única cidade do estado de Pernambuco que Bolsonaro venceu Haddad. A turma que coordenou desde o início a campanha de Bolsonaro na cidade deixou bem claro que não aceita caroneiros que querem se aproveitar do sucesso deles. A Operação Carona Zero foi iniciada.

PARABÉNS – Quando o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe botarem em prática as promessas de campanha, principalmente aquelas que não são muito favoráveis aos trabalhadores, merecerão parabéns por cumprir o que foi prometido. Não terão enganado ninguém. E a esquerda fará o que sabe fazer de melhor, ser oposição.

TRANSPORTE – Mais uma denúncia envolvendo transporte escolar em Santa Cruz. Três ônibus estão em uma oficina em Caruaru há dois anos por falta de pagamento. Pelo menos estão sendo lavados. Não sabia que o problema deles era grude. Se com o recebimento de mais de dez milhões dos precatórios, o dono da oficina não recebeu, pode perder a esperança porque vai ficar difícil receber.

VANTAGENS – Segundo o vereador Pipoca, em discurso na reunião da câmara, vereadores exigiriam vantagens para realocação da LDO 2019. Uma colocação séria dessas desperta uma dezena de perguntas. Como assim? Quem? Quando? Onde? Como? Ele sabe da seriedade da fala? Foi a primeira vez? Que tipo de vantagem? Isso vai ser investigado? Prefiro acreditar que foi um equívoco do vereador, assim como o meu que falei em dez perguntas e só coloquei nove. 

11 CONTRA UMA – O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira, conta hoje na Câmara de Vereadores com um “exército de uma mulher só”. Essa é a sensação que se tem quando a vereadora Jessyca Cavalcanti tenta combater os ataques dos 11 vereadores de oposição. Quanto à presidência da câmara, são 11 homens e um segredo.

HALLOWEEN PARLAMENTAR – Todas as vezes que o vereador Júnior Gomes é chamado para fazer uso da tribuna nas reuniões da câmara de vereadores de Santa Cruz, sempre fica aquela expectativa do tom de seu discurso. Se vai ser propositivo ou combativo, leve ou pesado, sincero ou irônico ou um pouco de tudo. O cardápio dele é bem variado. Na véspera do Halloween, eu vi a hora ele perguntar a bancada do prefeito antes de começar a falar: travessura ou gostosura?

CAPRICHAR NO VISUAL – A recomendação do presidente eleito Jair Bolsonaro é filmar os professores em sala de aula. Fica a dica para os companheiros e companheiras: Caprichem no visual. Reservem uma parte do grandioso salário para maquiagem, manicure e cabeleireiro. Farda vai ficar demodê. Já que é pra ficar famoso nas redes sociais, que seja com um look moderno.​​

DIRETO DA REDE – “Astronauta Marcos Pontes pretende revogar Lei da Gravidade no governo Bolsonaro”. Está correto, essa lei deve ter sido criada por algum esquerdopata.​

“Não me queiram mal. Apenas pensem nisso, enquanto lhes digo que fica o dito para ser rido.”

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador

31
outubro

“O vereador mentiu no que disse” – afirma Dr. Nanau após denúncia de Carlinhos da Cohab

Em entrevista concedida ao Blog, o secretário municipal de Saúde em Santa Cruz do Capibaribe, Dr. Nanau, falou sobre a denúncia feita pelo vereador de Oposição, Carlinhos da Cohab (PTB).

A denúncia foi apresentada na tribuna da Câmara, onde o vereador alegou ter encontrado, dentro do Hospital Municipal, medicamentos vencidos e também alegou que haveria um suposto esquema, dentro da prefeitura, para compra de tais medicamentos próximos do fim do prazo de validade.

.

“O vereador mentiu no que disse” – pontua secretário

Durante a entrevista, o secretário afirmou que o vereador tinha mentido em suas declarações. De acordo com Nanau, os remédios vencidos estavam em um quarto dentro da unidade, para serem descartados pela vigilância sanitária.

“Nunca me neguei que qualquer pessoa fosse olhar lá para ver o que é que tem. Ele foi com tanta ânsia… Vereador, o seu papel é esse de fiscalizar, mas faça com veracidade e não aquilo como você quis mostrar” – disse.

Questionado sobre os medicamentos, Dr. Nanau citou que a prefeitura teria recebido as caixas do Governo do Estado e do Ministério da Saúde.

“Quando recebemos essa medicação, uma estava com prazo de três meses para se vencer e outra com seis. Usamos o que foi necessário e, quando chegou o dia do vencimento, colocamos lá no setor de incineração e aguardamos a vigilância sanitária. Quero dizer que o senhor vai ter que provar o que disse” – pontuou.

.

Departamento jurídico já foi acionado, afirma

Dr. Nanau reiterou que o vereador Carlinhos da Cohab teria que provar as suas declarações, citando que já teria entrado em contato com a parte jurídica da prefeitura.

“Já acionei o departamento jurídico e ele (Carlinhos) vai ter que provar quem são os fornecedores que ele disse que trariam esses medicamentos para a prefeitura, já com prazo perto de vencer. Ele tem que provar. Fazemos todas as licitações quase toda semana e eu queria que ele e os demais vereadores se fizessem presentes para ver se tudo ocorre ou não com clareza. Que ele faça sua função, mas com verdades e não querer chamar a atenção do povo em não falar a verdade” – pontuou.

31
outubro

As curtinhas do Romenyck Stiffen

APERTANDO O CINTO

PRAXE – Infelizmente virou tradição de parte de cidades do Polo de Confecções contratarem em massa no decorrer do ano e ter que demitir basicamente na mesma quantidade dois meses antes do final do ano.

PLANEJAMENTO – A reflexão é: se essa infeliz tradição não seria a falta de planejamento. São salários atrasados e centenas e mais centenas de pessoas sendo demitidas, com o intuito de fechar as contas do ano corrente.

OS SERVIÇOS (I) – Outra reflexão é: os serviços continuarão sendo ofertados com um número reduzido de pessoas? Caso continuem, não seria o momento de enxugar a máquina de forma definitiva, sem precisar transformar a mesma em cabide de emprego, principalmente em ano de eleição, onde o volume de contratos aumenta a olho nu?

OS SERVIÇOS (II) – Contudo, caso essa redução drástica no número de funcionários públicos prejudiquem os serviços ofertados a população como ocorreu em anos anteriores, o que fazer e até quando isso continuará ocorrendo?

JUSTIFICATIVA – A maioria dos prefeitos justifica a queda de receita, contudo, a referida argumentação é utilizada todos os anos, ou seja: é uma situação que também virou rotina e os prefeitos não se previnem para essa “baixa temporada”.

A CONTA – Uma coisa é certa: quem paga a conta é o povo com serviços públicos comprometidos, devido, em minha humilde opinião, a falta de planejamento de nossos prefeitos.

As opiniões e informações aqui expressas são de responsabilidade de seu autor

30
outubro

Alepe aprova projeto que extingue delegacias de combate à corrupção e cria nova estrutura

Com apenas quatro votos contrários, o plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) aprovou, nesta terça-feira (30), o projeto de lei ordinária nº 2066/2018, que tramitava em regime de urgência na Alepe. O projeto visa alterar a estrutura organizacional da Polícia Civil da Secretaria de Defesa Social, extinguindo as Delegacias de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos – Decasp e de Crimes contra a Propriedade Imaterial – Deprim.

Os deputados Antônio Moraes (PP), Edilson Silva (PSOL), Priscila Krause (DEM) e Socorro Pimentel (PTB), votaram contra a proposta do Poder Executivo. “É importante discutir com a sociedade civil para não tomarmos decisões açodadas”, discordou Socorro Pimentel (PTB), que foi seguida por Priscila Krause. “O que está em franco risco para justificar esse regime de urgência?”, questionou a democrata. “Coloca-se a proposta como um avanço no combate à corrupção, mas não é”, complementou.

Para Isaltino Nascimento (PSB), líder do Governo, o fortalecimento das instituições e do serviço público são premissas da atual gestão estadual. “O que hoje é uma ação diminuta será mais um enfrentamento mais amplo à corrupção”, analisou. Ele ainda defendeu a aprovação do projeto nos termos enviados pelo Poder Executivo e citou medidas do Governo para ampliar os quadros das polícias no Estado

A sessão foi marcada por manifestações e protestos contra a aprovação da matéria. Representantes da Polícia Civil manifestaram contra o fechamento da Delegacia de Crimes contra à Corrupção. “Nós não queremos que a Decasp seja extinta. A Decasp é uma delegacia eficiente que vem realizando um bom trabalho, a população aprova o trabalho e aplaude porque ela está recuperando recursos que é do povo”, disse Francisco Rodrigues, presidente da Adeppe (Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco).

Segundo o Fórum Permanente de Combate à Corrupção no Estado de Pernambuco (Focco/PE) o projeto de lei em questão, “contraria o interesse público, na medida em que enfraquece o combate à Corrupção no Estado, ao extinguir a Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Público – Decasp, órgão responsável por diversas operações de combate à corrupção realizadas no Estado de Pernambuco, as quais alcançaram envergadura e repercussão nacional, considerando sua complexidade e relevância para o desbaratamento e investigação de delitos de colarinho branco praticados por políticos e importantes empresários no Estado”, diz o fórum.

Dentre as operações citadas, o fórum destaca as Operações Castelo de Farinha, que apurava coação a empresas que participariam de uma licitação de R$ 22 milhões para o fornecimento de merenda escolar em Ipojuca, vencida pela Casa de Farinha e a Ratatouille, que em março investigou fraudes de R$ 113 milhões no fornecimento de merenda escolar no Cabo de Santo Agostinho.

Vídeo:

Polícia Civil nega enfraquecimento nas investigações

Em nota, a Polícia Civil afirmou que a criação do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e a extinção da Decasp não vão enfraquecer o trabalho de investigação desse tipo de crime em Pernambuco. “Muito pelo contrário, o projeto transforma a Descap em um departamento, com duas delegacias. O que significa, na prática, um fortalecimento nas investigações contra crimes que desviam recursos do erário público. A primeira delas terá atuação na Capital e Região Metropolitana, enquanto a segunda, terá foco nas demais áreas do Estado”, diz o texto.

Segundo a Polícia Civil, nenhuma investigação em curso na Decasp será interrompida com a criação do Draco. “Muito pelo contrário, serão fortalecidas, com o assessoramento de três Núcleos de Inteligência (hoje a Decasp possui um único NI) e mais recursos disponíveis, tendo o apoio de Delegacias contra a Ordem Tributária (Deccot), Repressão aos Crimes Cibernéticos (DPCRICI), de Polícia Interestadual e Capturas (POLINTER) e do Grupo de Operações Especiais (GOE), que também farão parte do novo Departamento”, afirma a nota.

.

Fonte: Blog do Jamildo.

30
outubro

TCE determina que ajustes sejam feitos em Pregão de Toritama

O Pregão tem como objeto a contratação de serviços para gerenciamento da frota de veículos da administração do município

Foto: TGSAT/Divulgação

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) referendou nesta terça-feira (30) uma Medida Cautelar expedida monocraticamente pelo conselheiro Carlos Porto determinando à prefeitura de Toritama que se abstenha de republicar o edital referente ao Pregão Presencial nº 028/2018, sem que antes promova os ajustes recomendados pela equipe técnica do Tribunal.

O citado Pregão tem como objeto a contratação de serviços para gerenciamento da frota de veículos da administração direta e indireta do município, com valor estimado de R$ 868.079,15, para um prazo de 12 meses.

Após a publicação do edital, duas empresas entraram com pedido de impugnação no TCE alegando que a prefeitura não cumprira todas as exigências legais para a realização do procedimento. A Trivale Administração Ltda alegou que o edital não foi disponibilizado por e-mail dentro do prazo legal e a Link Card Administradora de Benefícios Eireli reclamou de exigência da sede da empresa no Estado de Pernambuco. A licitação foi aberta em 30 de agosto de 2018, mas, por falta e interessados, foi declarada deserta.

Em razão disto e das irregularidades anteriormente apontadas, o TCE concluiu pela inadequação do sistema de registro de preços para a licitação e do modelo licitatório que foi adotado, o que poderia acarretar prejuízo ao erário.

A Cautelar, processo n° 1859132-2, determina que as irregularidades detectadas pela equipe técnica sejam sanadas, que o critério de julgamento da licitação seja o menor preço ofertado e que a Gerência de Auditoria de Procedimentos Licitatórios e de Tecnologia da Informação do TCE acompanhe o cumprimento dessas determinações.

30
outubro

Exclusivo – Ônibus escolares de Santa Cruz estão parados em oficina de Caruaru há dois anos

EXCLUSIVO

Três ônibus escolares estão encostados em uma oficina de Caruaru há cerca de dois anos. Foi o que constatou o Blog do Ney Lima nos últimos dias.

Os ônibus estão na oficina Volare e segundo informações apuradas pelo Blog existem débitos da Prefeitura com o estabelecimento.

A frota foi doada pelo Governo Federal e faz parte do programa “Caminhos da Escola”, adquiridos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com dados que foram apurados pelo Blog, os ônibus têm menos de seis anos de uso, eles chegaram ao município nos últimos meses de governo do ex-prefeito Toinho do Pará, em 2012.

Atualmente, parte do transporte escolar na zona rural do município é feita por toyoteiros de forma terceirizadas.

O Blog do Ney lima entrou em contato com a assessoria da prefeitura de Santa Cruz e questionou quais as atuais condições dos três ônibus que constam nesta reportagem. A assessoria informou que estaria “em busca de informações” e que retornariam com brevidade. No entanto, até o fechamento desta matéria o posicionamento não foi enviado.

.

Ônibus foram lavados e fotografados

Um fato que chamou atenção é que um homem esteve recentemente na oficina e lavou os veículos. Em seguida os veículos foram fotografados, numa simulação de estarem em boas condições.

.

Um dos ônibus está sem motor

Um dos três ônibus escolares está sem o motor, conforme revela as imagens divulgadas pelo Blog. Não foi possível identificar o motivo e quem retirou as peças.

Página 1 de 280123...1020...Última »

Notícias Anteriores