20
Fevereiro

Toritama – Chuvas provocam alagamentos e causam transtornos e prejuízos

 

Alivio para uns e tristeza para outros, foi assim a tarde chuvosa dessa segunda-feira (19) no município de Toritama. As águas que caíram durante a tarde, alagaram a maioria dos bairros centrais e periféricos da cidade.

A Vaca Leiteira, um dos bairros mais afetados nos períodos de chuvas, voltou a ficar praticamente submerso. Moradores penduraram móveis e objetos para tentar minimizar os prejuízos. Alguns leitores, enviaram imagens de suas residências completamente alagadas.

No centro, comerciantes e moradores da rua 4 de Outubro tiveram, mais uma vez, seus imóveis invadidos pela água. A Pracinha das Crianças foi um dos pontos mais críticos.

Em Fazenda Velha, onde uma criança de 11 anos foi tragada por um bueiro e morreu afogada, a água devastou casas, o asfalto cedeu e danificou o calçamento em algumas ruas.

Após o nível da água baixar, o local ficou tomado por lama e entulho. Outros bairros como, Coqueiral, Valentim, Cohab, Deus é Fiel e Novo Alvorecer também registram problemas semelhantes.

Com informações de Evandro Lins, correspondente do blog em Toritama

18
Fevereiro

Após chuvas, Santa Cruz registra pontos de alagamentos

Fotos: Ney Lima.

O município de Santa Cruz do Capibaribe está sendo agraciado, neste domingo (18), com bom registro de chuva.

Nas próximas horas, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) deve lançar um boletim atualizado, informando a quantidade de água na região.

O fenômeno traz um alívio para toda população, que tem sofrido com uma escassez de anos.

Na Capital da Moda, no entanto, é nítida também a quantidade de pontos de alagamentos, em vários bairros. Em sua maioria, os pontos são locais tradicionais para as incidências do tipo, em período chuvoso.

Confira mais imagens registradas no início desta noite.

 

 

 

18
Fevereiro

Calçadão: Parte dos comerciantes são transferidos para o estacionamento

Imagem: Drone do Blog do Ney Lima

 

 

Parte dos comerciantes que trabalham no Calçadão de Feiras em Santa Cruz do Capibaribe estão sendo realocados de forma provisória. As informações foram divulgadas pelo portal Santa Cruz Online, no Facebook, neste domingo (18).

 

De acordo com a prefeitura da cidade, os boxes na área onde o teto cedeu deverão ser transferidos para a comercialização de produtos no estacionamento. O prazo previsto para conserto da estrutura é de dois meses. Os trabalhos deverão ser realizados pela empresa responsável pela instalação da cobertura.

 

O incidente no Calçadão Miguel Arraes de Alencar ocorreu no final da manhã desta sexta-feira (16), quando parte do teto cedeu durante chuvas e ventanias. No momento do incidente não havia feira e ninguém ficou ferido.

 

O Local foi construído com recursos do estado e do município há pouco mais de três anos e foi destinado a comerciantes que não adquiriram pontos de venda no Moda Center Santa Cruz.

 

 

 

 

 

 

 

17
Fevereiro

Calçadão Miguel Arraes de Alencar – Prazo para conserto de telhado é de 60 dias

Feirantes estão sendo realocados no estacionamento lateral

Fotos: Jabson Nunes.

Responsáveis pela administração do Calçadão Miguel Arraes de Alencar falaram, na tarde deste sábado (16), sobre o cronograma de feiras, após parte do teto do Setor Azul ceder. O fato aconteceu na manhã dessa sexta (15) e não deixou feridos.

Engenheiros da prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e da empresa que construiu a estrutura, realizaram um levantamento nas primeiras horas após o acontecimento.

Para as próximas feiras (incluindo segunda e terça-feira, 19 e 20, respectivamente) não haverá movimentação no Setor Azul. Os setores Branco e Verde seguem normalmente, não sendo atingidos de forma alguma, segundo o que foi apontado pelos técnicos.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, o prazo acordado com a empresa é de 60 dias, para fazer todos os reparos necessários. As extremidades do Setor Azul podem ficar à disposição dentro de um tempo menor. No entanto, não foi especificado em quantos dias.

Durante a tarde deste sábado (17), feirantes começaram a retirar confecções e demais produtos, já que a área será completamente isolada, para os trabalhos de reparos.

Os comerciantes estão sendo realocados na área de estacionamento lateral, para que possam realizar as feiras nos próximos dias.

Adilson do Calçadão (um dos administradores) recomendou ainda que, se possível, alguns comerciantes busquem amigos e familiares em outros setores para se alojarem, até normalizar tudo.

Para a administração municipal, uma forte ventania causou os estragos. A prefeitura acrescentou ainda que todos os esforços estão sendo realizados, com equipe no local durante esses dias.

16
Fevereiro

Mãe e filha são esfaqueadas em Santa Cruz

Foto: Jabson Nunes

PLANTÃO

Uma garota de 12 anos e a mãe dela de 44 anos foram esfaqueadas na noite desta sexta-feira (16) em Santa Cruz do Capibaribe. O fato ocorreu no bairro Dona Dom.

As primeiras informações apontam que o acusado pelo crime estava discutindo com sua companheira, identificada como Marivone Maria da Silva, quando armado de uma faca ele deferiu vários golpes, inclusive no peito.

Marivone Maria da Silva, vítima de 44 anos.

A filha de Marivone tentou intervir e foi atingida no dedo da mão esquerda e na coxa direita.

As duas vítimas foram socorridas para a UPA da cidade onde receberam os primeiros socorros. O estado de saúde de Marivone é grave.

O acusado pelo crime foi identificado como sendo Eudes, popularmente conhecido por “Baixinho”. Até o fechamento desta reportagem ele não havia sido capturado.

16
Fevereiro

Governo do Estado diz que construção do Calçadão foi responsabilidade da Prefeitura e acusa “inconsistências” na prestação de contas da obra

A responsabilidade pela execução da construção do Calçadão de Feiras de Santa Cruz do Capibaribe foi da prefeitura da cidade.

A informação foi enviada pelo Governo do Estado em resposta a um questionamento do Blog do Ney Lima, feito após parte do teto do centro de compras desabar.

Por meio de nota técnica, a Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco detalhou que a obra custou R$14.136.069,19 (quatorze milhões, cento e trinta e seis mil, sessenta e nove reais e dezenove centavos) aos cofres públicos, sendo que mais de R$ 13 milhões foi pago pelo Governo do Estado e o restante, mais de R$ 837 mil, se refere a contrapartida da prefeitura.

A nota diz ainda que o termo de convênio celebrado entre as instituições prevê a responsabilização do município por danos ocorridos com a obra.

 

 

Município pode ter que devolver R$ 1,7 milhão

 

 

A nota enviada pela Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco detalha que uma vistoria técnica foi realizada no Calçadão Miguel Arraes de Alencar em dezembro de 2017.

O procedimento feito por uma equipe de engenharia teria identificado “diversas inconsistências na análise das planilhas e dos boletins de medição, bem como na própria execução da obra”.

A Secretaria afirmou ainda que “foi identificado um saldo de aproximadamente R$ 1,7 milhão que deverá ser devolvido, caso o município não justifique adequadamente sua utilização em conformidade com o plano de trabalho”.

O Blog entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Santa Cruz e esta informou que irá analisar a nota enviada pelo Governo do Estado para que, posteriormente, possa se posicionar.

Clique para aqui para nota da Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco na íntegra:>   Santa Cruz do Capibaribe – 16.02.2018

16
Fevereiro

Empresa responsável pela construção do Calçadão deverá ser responsabilizada por reparos sem custos para o município, diz prefeitura

 

 

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe informou que “está tomando as providências necessárias” após parte do teto do Calçadão Miguel Arraes de Alencar desabar, com as poucas chuvas ocorridas nesta sexta-feira (16). A nota foi enviada em resposta a questionamentos feitos pelo Blog do Ney Lima.

A prefeitura detalhou que “entrou em contato com a Santa Cruz Construções, empresa responsável pela obra do Calçadão, que por sua vez acionou a Polimetálica Estruturas Projetadas, responsável pela cobertura do empreendimento”.

Na mesma nota o governo municipal diz que “a empresa responsável pela cobertura irá arcar com os reparos, conforme previsto em contrato, não implicando em custos para o município”.

A prefeitura ainda não informou se a feira prevista para a próxima segunda-feira (19) será afetada.

Confira a nota na íntegra:

Nota – Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe
 
A respeito dos danos causados pela chuva na cobertura do Calçadão de Confecções Miguel Arraes de Alencar, nesta sexta (16), a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe informa aos comerciantes do local e à população do município que já está tomando as providências necessárias.
 
Assim que tomou conhecimento do ocorrido, a Prefeitura entrou em contato com a Santa Cruz Construções, empresa responsável pela obra do Calçadão, que por sua vez acionou a Polimetálica Estruturas Projetadas, responsável pela cobertura do empreendimento.
 
Uma equipe técnica com profissionais das duas empresas está chegando ao local para avaliar os danos e definir quais medidas serão tomadas. Tudo está sendo acompanhado pelas secretarias municipais de Planejamento e Gestão, de Desenvolvimento Urbano, de Receita Municipal e de Desenvolvimento Econômico, além da Defesa Civil do município.
 
Após a avaliação técnica, a Prefeitura irá notificar formalmente a Santa Cruz Construções para que a mesma realize os reparos e irá também passar mais informações aos feirantes e à população, como possíveis alterações no calendário de feiras. Vale ressaltar que não houve feridos no incidente e que a empresa responsável pela cobertura irá arcar com os reparos, conforme previsto em contrato, não implicando em custos para o município.

16
Fevereiro

Em Santa Cruz – Secretário fala sobre volta as aulas, manutenção e reforma de escolas e colocação de extintores

Foto: Arquivo do Blog.

Alunos da Rede Municipal de Ensino em Santa Cruz do Capibaribe entraram na última semana de férias. De acordo com o Secretário de Educação do município, Joselito Pedro, que entrou em contato com a redação do blog, o ano letivo de 2018 terá início a partir da próxima segunda-feira (19).

Segundo ele, serão mais de 11 mil alunos que foram matriculados nas 26 escolas e creches da rede municipal. Ainda segundo o secretário, para o primeiro dia de aulas, estão marcadas algumas visitas dele e do prefeito Edson Vieira (PSDB) a estabelecimentos de ensino que receberam, segundo ele, reformas em sua parte estrutural.

“Dentre elas, duas que foram totalmente requalificadas, com reformas em toda parte estrutural, que são: a Lindalva Aragão de Lira (no Santo Agostinho) e a Lindolfo Pereira de Lisboa (no Pedra Branca). A visita dar-se-á a partir das 8:30 da manhã, começando pela escola do Santo Agostinho” – disse.

.

Cronograma de reformas e manutenção

O secretário aproveitou para falar sobre a programação para realização de reformas ou manutenção de escolas, em um total de 18 até o final do ano.

Até 30 de março: Escola Sevy Ferreira Barros e Escola Antonio Gomes

Até 30 de abril – Escola do Oscarzão e Escola da Palestina

Até 30 de maio – Escola Evangélica e Escola João Maia Neto

“É uma programação. Pode ser tenha mudanças ou atrasos, mas estamos trabalhando pra seguir o cronograma sem atrasos” – disse.

.

Extintores de incêndio:

Ao ser questionado sobre até quando o item de segurança deve estar presente em todas as unidades de ensino, o mesmo frisou que até o final de março todas devem estar com seus os extintores.

14
Fevereiro

Segurança: Clima de tranquilidade durante o feriado prolongado em Santa Cruz do Capibaribe

 

 

Os cinco dias do período de carnaval tendem a serem fechados com clima de paz em Santa Cruz do Capibaribe. Parte da equipe do Blog do Ney Lima esteve de plantão durante o feriadão a constatou pouca movimentação na delegacia da cidade, onde são registradas ocorrências.

 

Entre o sábado (10) e o início da tarde desta quarta-feira (14), haviam sido registrados nove roubos a veículos, três furtos a residências, três furtos a pessoas e dois desaparecimentos. Os números são considerados baixos para o período.

14
Fevereiro

Desaparecido

 

Desapareceu na manhã desta quarta-feira (14) o senhor Leonardo José Gustavo Ferreira, 51 anos. De acordo com informações de familiares ele sofre de depressão. Leonardo saiu da Rua José Vieira de Araújo, no Centro de Santa Cruz do Capibaribe e foi visto pela última vez nas proximidades do trevão de Pão de Açúcar, distrito de Taquaritinga do Norte.

Familiares aflitos pedem que qualquer informação seja repassada pelo seguinte contato: 81 99649-5343

Página 1 de 168123...1020...Última »

Notícias Anteriores