09
dezembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Mobilidade: A mobilidade urbana é necessária em nosso município, contudo está faltando -como podemos dizer- igualdade nas ações.

 

Mobilidade II: As barracas saíram da nossa avenida dando um novo charme ao local, até “carrinhos de confeitos” na última semana receberam a ordem para desocuparem determinadas localidades, tudo dentro da normalidade.

 

Mobilidade III: A desigualdade é tirar uns e deixar outros. Ao andar em nossas principais ruas e avenidas, ainda percebemos mesas de bares e lanchonetes nas calçadas, número que vem crescendo nos últimos dias. Talvez esses não estejam atrapalhando a mobilidade urbana.

 

Parabéns: à câmara de vereadores de Santa Cruz, pois se tem um local que sentimos um verdadeiro clima natalino em nosso município, é com a ornamentação da casa legislativa.

 

O pronunciamento: Como tínhamos comunicado em primeira mão aqui nas Curtinhas, o deputado José Augusto Maia (PROS) abrirá as portas de sua residência nesta segunda-feira, 09 de Dezembro, para anunciar sua decisão quanto às eleições de 2014.

 

O pronunciamento II: Em contato com pessoas passaram o final de semana ao lado do deputado federal pra que fosse antecipada alguma coisa, elas saíram frustradas, pois a resposta de Maia era a mesma: “Já está tudo traçado em minha cabeça”.

 

O pronunciamento III: Existem sim várias possibilidades e surpresas que podem acontecer, contudo a essa altura do campeonato e pelas situações criadas pelo próprio deputado, uma decisão diferente que a dele sair para federal, Toinho do Pará (PHS) e Ernesto Maia (PSL) para estadual, liberando vereadores e cabo eleitorais para definirem seus posicionamentos, pode ser arriscado.

 

O pronunciamento IV: Uma coisa é certa, independente do que está traçado na cabeça de Zé, ele está acertando em tomar um posicionamento antecipado, sem cometer o erro da eleição de 2012, que foi divulgar o candidato às vésperas da eleição.

 

O pronunciamento V: Outro ponto positivo foi o deputado abrir as portas de sua casa, sem muita formalidade, para imprensa, tentando assim, se reaproximar da mesma, já que ultimamente a relação não é das melhores.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

06
dezembro

Política regada a polêmica

Pois meus amigos, o castelo encantado construído com muito esforço e negociações um tanto quanto frágeis, pelo prefeito Edson Vieira para vencer as eleições de 2012, começou a apresentar rachaduras e falhas estruturais. Há pouco mais de um ano tudo era perfeito, agora, a Onda Azul está se mostrando perigosa e se transformando num “tsunami” destruidor de vaidades.

 

Tsunami 1

O prefeito afirmou que foi o deputado federal Sérgio Guerra, quem destravou as emendas e ainda detonou o deputado Eduardo da Fonte, dizendo que ele não colocou mais emendas para Santa Cruz.

A resposta de Da Fonte veio curta e grossa: “Não vou colocar emendas em municípios que não executam as obras. Não vou perder recursos e prejudicar a população, por causa da incompetência de executivos.”

A crise só aumentou, colocando o prefeito Edson Vieira e o vice-prefeito, Dimas Dantas (pupilo de Da Fonte) em rota de colisão.

 

Tsunami 2

Não bastasse e não satisfeitos com o episódio das emendas, o vice Dimas Dantas abriu fogo contra o deputado e pré-candidato a estadual do grupo Diogo Morais, numa clara demonstração de que ele deverá ser candidato a estadual também: “Esta amizade de Diogo com o governador, só prejudica Santa Cruz, porque ele não tem força de cobrar obras e recursos para a cidade”.

 

Tsunami 3

Excesso de funcionários. A folha de pagamento está inchada e muito além do limite de prudência (muita gente para receber a devolução dos apoios prestados na campanha do ano passado), estourando os índices exigidos por lei, poderá trazer graves problemas administrativos e políticos ao grupo de situação.

 

Tsunami 4

O excepcional aumento da violência na cidade, expondo a fragilidade da atual administração na questão Segurança, provocou a vinda do Secretário Estadual de Defesa Social, Wilson Damázio que, com suas declarações infelizes, só aumentou a indignação da população.

 

Tsunami 5

Criaram uma Audiência Pública (mas proibiram a entrada da imprensa e do povo), para debater os problemas de segurança da cidade. Tudo conversa fiada, jogo de cena. O governo do estado não tem mais nada a oferecer à Santa Cruz do Capibaribe.

Por falar em Segurança, lembro que fui o primeiro a citar (e foi aqui no Blog do Ney), que estavam conversando demais e que precisavam tomar medidas urgentes, porque a população estava sofrendo com a falta de segurança. Fui quase que crucificado. Houve até um vereador da situação, querendo colocar um Voto de Repúdio contra minha pessoa.

Passado alguns dias, aquele mesmo vereador deu declarações nas rádios afirmando que a população estava cheia de tanta conversa e que a cidade precisava de ações concretas.

Interessante!

 

Tsunami 6

Este talvez nem se forme, porque o prefeito tem a maioria na câmara de vereadores. Trata-se da “Farra das Locações”. Se a CPI acontecer, dificilmente Edson Vieira escapa ileso.

 

E tudo isto em apenas 12 meses de governo.

 

Pensem nisso e até a próxima.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

06
dezembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Emendas: Na reunião ordinária da Câmara de Vereadores da última quinta-feira (05), o vereador Afrânio Marques (PDT) anunciou R$ 1.236.000,00 em emendas do deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT) para Santa Cruz do Capibaribe.

 

Emendas II: Já o deputado federal José Augusto Maia (PROS), anunciou mais uma emenda, desta feita, para criação de um centro de imagens na cidade.

 

Emendas III: Em sua volta a câmara municipal, o vereador Francisco Ricardo (PSDB) fez questão de lembrar um desafio que tinha feito em seu último mandato, que era mostrar uma obra no município com recursos de emendas do deputado José Augusto Maia.

 

Emendas IV: Ta ficando cansativo falar em emendas de deputados federais sem ver os recursos das mesmas serem colocados em prática, pois tirando as emendas de Eduardo da Fonte (PP) que foram colocadas ainda na legislatura passada, não percebemos recursos de outros deputados atualmente na cidade.

 

Emendas V: O vereador Fernando Aragão (PROS) cobrou as emendas que os deputados Diogo Moraes (PSB) e Edson Vieira (deputado na época) falaram que tinha conseguido. Cerca de 01 milhão, cada um, para asfalto.

 

O Pai da Obra: A briga é grande dos deputados Azul e Vermelho sobre quem reivindicou o asfaltamento da estrada que liga o município de Jataúba ao Congo na Paraíba.

 

O Pai da Obra II: Realmente tem que brigar, pois as eleições 2014 estão chegando e a prestação de contas dos deputados para Santa Cruz, ainda é muito pouco ou nada para o que o município merece.

 

Destravando emendas: Passamos um período comemorando as emendas conquistadas por cada deputado trazido para Santa Cruz ou do município, agora estamos comemorando os supostos destravamentos de emendas.

 

Destravando emendas II: Contudo, esperamos que as emendas sejam destravadas com mais agilidades e não demorem mais de quatro anos, como foi o caso das emendas de Da Fonte.

 

Qual será o discurso?: Quais serão os discursos dos deputados federais e estaduais que vão pedir voto em 2014? Os mesmos vão falar das emendas que conseguiram e não foram concretizadas? Irão prometer destravar as emendas existentes? Ou vão prometer novas emendas que ficarão no imaginário do povo?

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

04
dezembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

A surpresa: Apesar de ser uma ação legal e comum, a atitude do suplente de vereador Rui Medeiros (PTB) em entrar com um pedido do cargo eletivo do vereador Ernesto Maia (PSL) por infidelidade partidária, pegou todos de surpresa, principalmente Ernesto.

 

Não foi bem assim: Segundo Rui, em entrevista ao Direto ao Ponto, ele não pediu a cassação de Ernesto, pelo contrário: “Apenas comuniquei ao TSE, para que fique bem claro que estou ciente que eu sou o primeiro suplente da coligação que disputou a eleição em 2012” justificou.

 

Não foi bem assim II: Em entrevista ao Merece Destaque, Rui afirmou: “Se foi dado entrada com essa ação não foi com meu consentimento. Pode estar certo que vou resolver isso e não vou pedir mandato de Ernesto de maneira alguma”.

 

Em comum acordo: Na entrevista, Rui ainda disse: “Ernesto Maia é meu amigo e tudo o que foi feito até hoje, foi feito em comum acordo dentro do nosso grupo”.

 

Estranho: Alguns pontos não estão se encaixando, primeiro: apesar de Rui abordar que tudo que faz é em comum acordo dentro do grupo, Ernesto afirmou que estava surpreso com a ação.  Segundo: na minha humilde opinião, o TSE tem a lista de suplentes da eleição de 2012. Terceiro: que advogada é essa que entra com um recurso diferente do pedido de seu cliente?

 

Sou competente: O prefeito Edson Vieira (PSDB) demonstrou, em entrevista ao blogueiro Jairo Gomes, que não gostou nem um pouco de ter sua gestão chamada de incompetente e desleixada pelo deputado federal Eduardo da Fonte (PP).

 

Sou competente II: Ao ser indagado sobre a fala de Da Fonte, Edson foi taxativo: “Espero que a promessa de Da Fonte seja cumprida e ele aloque para Santa Cruz mais emendas, pois ele sabe que lá tem um prefeito competente que executa as obras”.

 

Não está tudo azul: Parecem que as coisas não andam as mil maravilhas na cúpula Boca-preta. Após o mal-estar entre Da Fonte e Edson, agora é a vez do vice-prefeito Dimas Dantas (PP) e do deputado Diogo Moraes (PSB).

Não está tudo azul II: A frase “Diogo é um grande aliado do governador, é um aliado que termina de certa forma prejudicando Santa Cruz” proferida por Dimas, não vem sendo bem digerida por parte do grupo Boca-preta, que já apontam Dantas como um dissidente no apoio a Diogo Moraes.

 

Espelho, espelho meu: Dimas ainda falou como um deputado deve ser: “Deputado estadual tem que ter conhecimento jurídico, boa desenvoltura, saber se colocar como parte importante daquela casa”. Ou seja, Dantas relatou suas características.

 

Vai prestar contas: Segundo o deputado José Augusto Maia (PROS) em entrevista ao blogueiro Jairo Gomes, ele até o final do ano reunirá a imprensa de Santa Cruz do Capibaribe para um bate-papo onde mostrará, mais uma vez, os recursos que colocou para toda região, bem como suas definições para a eleição do ano que vem.

 

Vai prestar contas II: O deputado tem tudo para tirar duas dúvidas que rondam a cabeça do povo, são elas: onde estão suas emendas, e quem será o estadual do grupo.

 

Armandão vem: Segundo Armando, ele não se distanciou de Santa Cruz e vem lutando pelo município em Brasília, mas até o final do ano ele estará aqui. Será que é no bate-papo de Zé e para definir o estadual?

 

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

03
dezembro

Coluna

Uma Liderança Eclesiástica Saudável

 

“Aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou” (I João 2:6).

.

Um dos grandes objetivos da liderança Cristã é Imitar a Cristo. Todo olhar da Igreja deve estar compenetrado n’Ele. Jesus é o modelo por excelência em todos os aspectos da vida, inclusive na liderança espiritual. Biblicamente falando, sabemos que, por iniciativa divina, Deus constituiu para si mesmo um povo, também, instituiu uma liderança para o seu povo, e então, exigiu virtudes essenciais da liderança de seu povo.

 

Partindo deste observatório, podemos refletir sobre algumas marcas essenciais da liderança de uma Igreja. Como descreveríamos uma saudável liderança eclesiástica?

 

1. É uma liderança, antes de tudo, regenerada.

 

Uma liderança harmoniosamente convertida, que experimentou o plano divino de salvação, faz toda diferença. A influência dos filhos das trevas entre os santos causa estragos, mas providencialmente, isso também faz parte do plano soberano de Deus. Entre os 12 apóstolos tinha um que era diabo, ou seja, praticamente 8,4% dessa liderança é suspeita. Aqueles que não são regenerados, de modo algum interferirão no plano último de Deus, pelo contrário, contribuirão mesmo sem querer para o amadurecimento e o crescimento espiritual dos regenerados. Jesus apresentou para Nicodemos o mais sublime princípio de liderança espiritual, o novo nascimento (Jo.3:3). Uma liderança sadia, fala, pensa e se comporta regeneradamente.

 

2. É uma liderança voltada para os interesses do Reino de Deus.

 

Quais são os reais interesses do Reino de Deus entre os homens? As lideranças eclesiásticas modernas, especialmente as televisivas, estão voltadas para shows, vaidades, ostentações, patrimônios e a centralização do homem e da instituição. O inimigo ferrenho do reino tem conseguido perverter os homens, suas famílias e a liderança da igreja. “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”, disse o experiente apóstolo (Rm.14:17). Noutra ocasião chegou a dizer que devemos estar “edificados sobre o fundamento dos apóstolos” (Ef.2:20). Uma liderança sadia busca insistentemente a glória de Deus através de suas atividades, como a salvação dos perdidos e a comunhão dos santos.

 

3. É uma liderança onde a unidade e a santidade, reinam conjuntamente.

 

O próprio Jesus sinalizou certa vez que “todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade, ou casa, dividida contra si mesma, não subsistirá” (Mt.12:25). Isso é um princípio da semeadura. Semeia-se desunião e colhe-se destruição. É lógico! A ausência de unidade na liderança eclesiástica tem somado conseqüências drásticas. Jesus pediu pelo aperfeiçoamento dos apóstolos na unidade (Jo.17:21-23). Paulo reclamou da divisão existente na igreja de Corinto e rogou pela unidade (I Co.1:10-13). Essa comunhão é tão importante quanto a santificação, pois andam de mãos dadas. “Sede santos, porque eu sou santo”, diz o Senhor (I Pd.1:16). Uma liderança sadia caminha de mãos dadas, com as mãos limpas.

 

4. É uma liderança militante e cooperativa.

 

Oração e labuta, devoção e ação, sempre foram características dos grandes heróis da fé, entendiam que a fé sem obras é morta. Nosso serviço cristão deve se harmonizar com nossa confissão de fé. A sonolência na execução desse trabalho demonstra que o nosso amor está em falta. Jesus disse a Pedro, “Tu me amas?… Apascenta as minhas ovelhas” (Jo.21:17). Nosso amor ao Senhor é uma espécie de combustível que dinamiza nossa vida tornando-a militante, tanto quanto, cooperativa na seara do Mestre. “Servi ao Senhor com alegria” (Sl.100:2), cantava o salmista ao ingressar no templo. Uma liderança sadia, é sobretudo, uma liderança frutífera, participativa, engajada, envolvente. Que trabalha!

 

5. É uma liderança exemplar.

 

Jesus pregava tudo que vivia e vivia tudo que pregava.  Basta que sejamos parecidos com ele, “basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo como o seu senhor “ (Mt.10:25). Não adianta insistir que nossos liderados olhem noutra direção. Eles continuam fitando em nós, perscrutando nossa vida pra ver se somos imitadores de Cristo (I Co.11:1). O apóstolo Paulo exorta o jovem ministro Timóteo no sentido de que ele se torne “padrão dos fies, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza” (I Tm.4:12). “As palavras movem, os exemplos arrastam”, diz o pensador. Uma liderança sadia reproduz o bom exemplo de Cristo, tornando-se receptora e despenseira de seu exemplo. Se inspira n’Ele para inspirar outros.

 

 

Os artigos e opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

02
dezembro

Coluna

O que é Marketing Digital?

 

Você está tranquilamente vendo seus e-mails e de repente chega em sua caixa de entrada uma nova mensagem ofertando aquele produto que você estava interessado, dias depois seu smartphone toca com um SMS de alguma empresa te oferecendo uma promoção imperdível, está curtindo sua rede social favorita e observa que na sua tela surgem anúncios de diversas empresas, você está com vontade de comprar um tênis novo então corre para ver os modelos e acaba comprando pela internet num site de e-comerce. Isso não é coisa do futuro, o mundo está conectado.

 

No Brasil 91% das pessoas que tem acesso a internet usam redes sociais, como Facebook e Twitter, com frequência e cerca de 20% já compraram algo influenciado por anúncios nessas redes. Com dados tão relevantes como esses, as empresas não poderiam deixar de se fazer presentes e atuar forte com seu marketing. Ainda mais seguro do que esses dados é a informação que você mesmo pode colher ao olhar para as pessoas ao seu redor e ver quantas delas ainda não estão conectadas à internet, a resposta será: quase ninguém, ou seja, esse fenômeno já atingiu a mente de toda a população e as empresas hoje estão totalmente imersas nessa realidade.

 

Imagino que sua empresa já tenha algum tipo de atividade de marketing. Mas não se esqueça do marketing digital, esse que é hoje o tema mais abordado em marketing. A tecnologia mudou o marketing e mudou pra melhor, então não perca tempo e desenvolva já suas ações de marketing digital. Aproveite as dicas a seguir:

 

  • Não utilize um só canal de marketing digital, ou seja, atue de forma simultânea em redes sociais, blogs, site, email e internet móvel.

 

  • Cuidado com a parte visual. Não deixe de tomar cuidado com as imagens, vídeos e textos postados, para que eles passem a imagem real de sua empresa e seu produto.

 

  • Não lance comunicações somente comerciais e apelativas para venda, alterne com mensagens interativas, informativas e bem humoradas.

 

  • Nas redes sociais, não passe mais de 48 horas sem postar algum conteúdo, porém não poste muito conteúdo em um só dia.

 

  • Planeje suas ações de marketing digital.

 

  • Use as ferramentas (meios de comunicação digital) que seu público consome.

 

Dadas as cartas, é hora do jogo. Desenvolva hoje mesmo as ações de sua empresa na área de marketing digital e veja os resultados surgirem de forma espontânea.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

02
dezembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Cadê?: Foi a pergunta do vereador situacionista Ronaldo Pacas (PSDC) sobre os trailers da guarda municipal, após quase um ano de gestão Vieira. Pacas disse: “falei muito nos trailers de Toinho, hoje onde é que estão estes trailers?”.

 

O calo 1: Parece que ações práticas da gestão Vieira, que poderiam ser de fundamental importância para a segurança, não estão andando. Quase um ano se passa e até o momento a gestão não tinha arrumado uma solução viável para as câmeras de segurança voltarem a funcionar.

 

O calo 2: Agora tem que ouvir de um vereador aliado a simples pergunta de onde estão os trailers. Então não podemos responsabilizar ISOLADAMENTE, como diria o secretário Damázio, o governo do Estado.

 

Falando em segurança: A maioria dos políticos das duas alas partidárias de Santa Cruz, saíram frustrados com a reunião realizada pela Secretaria Estadual de Defesa Social no município, tanto que muitos se sentiram contemplados com a fala do Vereador Zé Minhoca (PSDB) que soltou: “Basta de estatísticas e números maquiados. O que queremos são ações concretas”.

 

Sem entender 1: Ainda tem muito político e eleitor taboquinha sem entender o porquê do ex-prefeito Toinho do Pará (PHS) ter deixado tantas obras em fase final de conclusão, que dariam para inaugurar em 2012, para o prefeito Edson Vieira (PSDB) inaugurar em 2013.

 

Sem entender 2: Nessa relação, pontuada por um vereador aliado, em conversa com esse colunista, estão: calçamentos, ordem de serviço da Praça do PEC, Academia do Santo Agostinho, Creche do Oscarzão, prédio do novo açougue, quadra poliesportiva do Pará, entre outros.

 

Sem entender 3: O caso é tão interessante que parte da mídia tratou essa semana de “carinhosamente” ironizar Toinho.

 

Sem entender 4: No programa Opinião, os debatedores já apontaram que Toinho tem que ser estudado pela NASA. O blogueiro Marcondes Moreno apontou que Toinho faria a dupla CARACU com o atual prefeito. Jairo Gomes Abordou em seu blog que Toinho seria o “batedor de esteira” de Edson. Para finalizar, na última sexta-feira (29), Magno Martins fez questão de lembrar e tocar a música “Toin Ruim”.

 

Sem entender 5: Sem ter nada a ver com a história, o prefeito Edson Vieira vem fazendo os acabamentos finais nas obras, levantando os índices de seu governo e dando muita dor de cabeça a oposição.

 

O Povo que saber:

 

Onde estão os trailers da Guarda Municipal?

Já arrumaram a solução viável para o concerto das câmeras de segurança?

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

02
dezembro

Educação financeira

Na ponta do lápis: Será que é bom negócio construir para vender?

 .

A construção de Casas para vender ou alugar é atividade existente no Brasil desde seus primeiros tempos. É uma verdadeira tradição construir conjuntos de casas para venda, o sucesso desta atividade costuma levar o empreendedor a voos mais altos como prédios de apartamentos ou condomínios horizontais.

.

Mas será que esta atividade é realmente compensadora, ou seja, será que compensa construir para vender? Veja nossa análise matemática deste tipo de empreendimento, e tire suas próprias conclusões.

.
A construção para vender ou alugar é um empreendimento como qualquer outro. É preciso juntar capital, mão-de-obra, capacidade de gerenciamento, espírito empreendedor e contar com um pouco de sorte para ter o capital de volta com o justíssimo lucro do negócio. Mas assim como em qualquer outro ramo é preciso fazer as coisas “na ponta do lápis”, com muita consciência de que qualquer erro no gerenciamento pode ser fatal e causar prejuízo ao invés de lucro.

 .

Planejamento é essencial

 

A primeira providência é planejar a obra, desde a compra do terreno até a entrega das chaves. Para tanto, é fundamental contar com o auxílio de profissionais competentes e especializados, como arquitetos, corretores de imóveis, engenheiros e empreiteiros. Cada um deles pode contribuir com seus conhecimentos e experiência dentro da sua área de atuação.

 .

Além destes problemas técnicos e mercadológicos, nunca se pode esquecer que o investimento em construção deve ser pensado ao longo do tempo. Isto porque a base de comparação, ou seja, a meta a atingir, é ter um rendimento maior do que aquele obtido no mercado financeiro. Se um empreendedor arrisca seu tempo e seu capital para conseguir menos do que, por exemplo, a taxa paga a uma caderneta de poupança, estará fazendo um mau negócio.

..
Em construção, o tempo gasto na obra é consequência direta do tamanho da obra e do planejamento. Um projeto cuidadoso, feito em cima de um bom levantamento planialtimétrico e uma sondagem precisa, são fundamentais para a confecção de um projeto executivo adequado, que por sua vez vai guiar todas as etapas da obra, da compra dos materiais à contratação e acompanhamento da mão-de-obra. Assim, na análise que faremos a seguir, o principal parâmetro será o TEMPO em relação aos investimentos.

 .

Um pouco de matemática financeira

.
Como dissemos, para avaliar se um empreendimento foi bem sucedido é preciso analisar o lucro obtido e ver se ele foi maior em relação ao que seria obtido no mercado financeiro no mesmo período. Mas como fazer este cálculo? A matemática financeira pode nos ajudar. Ela nos ensina que:
S = P * (1 + i)n

.
Onde:

.
S = Somatória do capital depois do tempo em questão;
P = Valor inicial do capital;
i = Taxa de juros no período (geralmente, um mês);
n = Quantidade de períodos, geralmente, em meses.

.
Pode parecer difícil de entender, mas na verdade é bem simples. Vejamos um exemplo. Uma pessoa colocou R$ 100.000 em uma aplicação que paga 1% ao mês. O tempo de aplicação é de 6 meses. Assim, ao final do 6º mês a pessoa teria:

.

S = 100.000 * (1 + 1,01)6 = R$ 6.150
Portanto, o rendimento no período seria de 6,15% ou o equivalente a R$ 6.150. Estes cálculos podem parecer chatos, mas são fundamentais para quem está preocupado com seu rendimento financeiro, conforme demonstraremos mais adiante.

.
Quanto custa construir? 

.
Muitos pensam que a fórmula básica para saber o custo de uma obra é bem simples, ou seja, terreno mais material e mão-de-obra. Mas será que é tão simples assim? Claro que não. Há outros fatores envolvidos, em especial o financeiro, a administração da obra e os encargos profissionais. Além disto, a despesa em uma obra não é linear. Se fizermos um gráfico das despesas em uma construção ao longo do tempo, sem contar aquisição do terreno e projetos, teríamos algo parecido com o gráfico ao lado.

.
Analisando, vemos que as despesas começam forte no início, quando é preciso instalar a obra, construir alojamento, fazer terraplanagem, comprar madeiramento, tijolos, estocar cimento e outras despesas pesadas e feitas rapidamente. Depois disto, a obra inicia uma etapa pouco mais calma, onde serão consumidos os materiais adquiridos no começo. Terminada a estrutura e alvenaria, começa a parte de acabamento, onde se gasta muito tanto com material quanto com mão-de-obra, mais especializada e cara. À medida que a obra vai chegando ao final, as despesas mensais vão diminuindo, até chegar a zero novamente, quando o edifício estiver concluído.

.
No nosso cálculo, para simplificar, vamos supor que as despesas são lineares ao longo do tempo. Suponhamos que vamos fazer uma obra de R$ 120.000 ao longo de seis meses, portanto, com gasto médio mensal de R$ 20.000. Assim, nosso gráfico de despesas fica linear, conforme demonstrado no gráfico ao lado.

.
Quer dizer então que a obra do nosso exemplo vai R$ 120.000? Não. Ela custará este valor mais a despesa financeira. Suponha que no momento zero da obra (quando ela começou) o capital estava aplicado numa caderneta de poupança que estava rendendo 1% ao mês.

.
No primeiro mês, retirou-se R$ 20.000 e o capital aplicado passou a ser de R$ 100.000, ou seja, no próximo mês o rendimento financeiro será menor. No segundo mês, o capital aplicado passa para R$ 80.000 e até por diante até zerar no final do sexto mês.

.
Enquanto o prédio não for vendido e o capital retornar ao banco, o proprietário estará abrindo mão do rendimento financeiro, inflacionando o custo da obra. Supondo que vão se passar 6 meses entre a obra ser vendida e o proprietário receber o valor total, na média o proprietário ficará 9 meses sem o rendimento. Aquele capital de R$ 120.000 aplicado durante este tempo representaria:
S = 120.000 * (1 + 0,01)9 = R$ 127.382.
Portanto o custo da obra será aumentado em R$ 127.382 – R$ 120.000 = R$ 7.382 e o valor da obra, até aqui, já está nos citados R$ 127.382.

.
Mas, como dissemos, para fazer uma obra –- qualquer uma -– é preciso planejamento. Assim, ao custo acima deveria ser acrescentado o valor do projeto arquitetônico e executivo, sem falar das despesas com a administração da obra e da aprovação nos órgãos públicos. Em uma obra pequena como a do nosso exemplo estes custos ficam em torno de 10% do valor da mesma, em torno de R$ 12.000. Só que este valor foi gasto antes do início da obra, digamos, uns dois meses antes.

.
Assim, somando-se o tempo médio de 9 meses do desembolso financeiro da obra, com estes 2 meses, teríamos 11 meses onde estes R$ 12.000 ficaram imobilizados, sem render dividendos ao capitalista. Assim, as despesas iniciais com planejamento da obra ficaram em:

.
S = 12.000 * (1 + 0,01)11 = R$ 13.388

.
Chegamos então a mais um custo parcial da nossa obra, ou seja:

.
S = 13.388 + 127.382 = R$ 140.770

.
Faltou apenas incluir o terreno. Este, provavelmente, já teria sido comprado bem antes de se iniciar o projeto, digamos, uns 2 meses antes. Assim, o investidor teria retirado o capital da aplicação 13 meses antes de receber pela obra pronta. Digamos que o terreno em questão tivesse sido comprado pelo preço de R$ 40.000, então o investidor abriu mão do rendimento do terreno durante estes 13 meses.

.

Se o dinheiro do terreno tivesse ficado na aplicação valeria na época da venda do imóvel:

.
S = 40.000 * (1 + 0,01)13 = R$ 45.523

.
Assim, chegamos ao valor final da construção que seria o gasto na obra mais o valor do terreno, corrigido até a data do recebimento do valor do imóvel:

.
S = 140.770 + 45.523 = R$ 186.293

.
Supondo-se que o investidor tenha a intenção de ter um lucro de 20% em cima deste custo, a obra teria que ser vendida por:

.
S = 186.293 X 1,2 = R$ 223.561

.
A grande questão, neste ponto, é se aquela construção alcança este valor no mercado local. Por isto, é importante fazer o planejamento ANTES de começar o investimento, consultando as imobiliárias da região e, de preferência, um engenheiro de avaliação ou uma empresa especializada, que poderá fazer uma previsão mais precisa do quanto a futura obra valeria no mercado à época de sua conclusão.

.
Com o capital que fizemos os cálculos (R$ 120.000) e supondo-se um CUB (Custo Unitário Básico) de R$ 700/m² daria para fazer três pequenas residências de 50m² cuja área coberta ficaria em 150 X 700 = R$ 105.000 restando uma verba de R$ 15.000 para as obras externas (muros, portões, jardins).

.
No mercado imobiliário, em um bairro de classe média baixa numa grande cidade brasileira, uma casa destas, com 50m² de área útil, pode ser vendida em torno de R$ 1.600 /m² tendo seu preço fixado em R$ 80.000, dando um total de R$ 240.000 para as três unidades, ou seja, mais do que os R$ 223.561 pleiteados pelo investidor.

.
Descontando-se do valor de R$ 240.000 a comissão de 6% paga à imobiliária, sobraria na mão do investidor R$ 225.000, aproximadamente o valor que determinamos ser interessante para o investidor.

.
Neste caso, portanto, o investimento teria sido interessante. Ficou acima do rendimento financeiro do capital, deixando um lucro real de 20%, nada mal para 11 meses de trabalho, pagando todos os profissionais envolvidos e produzindo uma edificação de qualidade.

.
Conclusão 

.
Os cálculos que fizemos aqui foram bastante simplificados e os valores são médios, não servindo de base para casos reais. Nossa ideia foi mostrar um caminho para quem gostaria de fazer os cálculos para si ou para mostrar a algum cliente ou investidor em potencial.

.
Na realidade, os cálculos financeiros são bem mais complexos, levando em conta outros fatores como o desembolso real da obra ao longo do tempo e a variação mensal do rendimento financeiro.

.
Entretanto, entendemos que de nada adianta sermos muito precisos nos cálculos quando a grande incógnita que existe é o valor do imóvel no mercado na época de sua conclusão. Este valor pode variar muito, principalmente em regiões que estão sofrendo grandes mudanças, pelo crescimento da cidade ou, como acontece nas grandes cidades, pela degradação urbana que transforma bairros antes nobres em região de cortiços e sub-moradias.

.
Mas pelo menos os cálculos simplificados acima devem ter servido para mostrar que o cálculo da rentabilidade financeira de um investimento em construção depende do equilíbrio de diversos fatores, entre os quais estão o bom planejamento da obra, o capital disponível, a análise do mercado e a competência dos profissionais envolvidos, claro, sem esquecer da matemática financeira que pode transformar um empreendimento aparentemente viável em uma aplicação medíocre para o capital aplicado.

 .

Fonte : Fórum da Construção.

 .

29
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

 

Zero sem necessidade 1: O vereador Galego de Mourinha (PTB) parabenizou o radialista Hildo Teixeira por te lhe dado nota zero por anunciar a data para se trazer um centro de imagens para Santa Cruz, fruto de uma emenda do deputado José Augusto Maia (PROS).

 

 

Zero sem necessidade 2: O deputado José Augusto Maia, já deveria ter tomado precaução quanto as suas emendas, pois até o momento nenhuma foi concretizada.

 

 

Zero sem necessidade 3: Precaução, pois as emendas estão deixando seus aliados em uma saia justa para futuras defesas, sem falar que poucas são as pessoas que hoje acreditam que uma obra, com recursos de emendas do deputado, saia do papel.

 

 

Tem quem acredite: Segundo o ex-prefeito Toinho do Pará (PHS), ele é grato ao governador Eduardo Campos (PSB) por lhe arrumar um emprego, pois desde janeiro deste ano, ele e sua esposa estavam desempregados e o mesmo precisava sustentar a família. Mas ainda não decidiu se irá votar no candidato de Eduardo Campos.

 

 

O confidente: Enquanto todos apontam a candidatura Eduardo Campos para presidente, Toinho do Pará além de receber um emprego virou confidente do governador, pois segundo Toinho, o próprio Eduardo lhe falou que “se não tiver o apoio de Lula, disputará apenas uma vaga no senado”.

 

 

Como assim? 1: Segundo o vereador Ernesto Maia (PSL), o veículo reboque contratado pela prefeitura, que é usado para transportar os veículos apreendidos em blitz, está com a documentação atrasada há, pelo menos, seis anos.

 

 

Como assim? 2: Quando vai locar um veículo a prefeitura não faz nenhum tipo de consulta para saber qual a real situação do automóvel alugado?

 

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

 

27
novembro

Coluna

A Igreja do Deus Vivo

 

“Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te em breve; para que, se eu tardar, fiques ciente de como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (I Timóteo 3:14,15).

 

Quis Deus, por sua imensa graça, por seu insigne amor constituir para si mesmo uma criação (terra, céus) e um povo (Igreja). A Igreja é a congregação dos santos, e o que existe de mais precioso aos olhos de Deus. Ele escolheu soberanamente os seus, que por sua vez, experimentam, indubitavelmente, o seu amor e cuidado na preservação da fé. Aquele que estabeleceu, preservou e fundamentou, também levará para si o rebanho do seu pastoreio.

 

Paulo, o incansável apóstolo, trata a Igreja como “Casa de Deus”, “Igreja do Deus vivo”, e ainda, “Coluna e Baluarte da Verdade” (I Tm. 3:15). No texto em tela, o apóstolo considera que a Igreja tem ordem, seguindo diretrizes pautadas no bom procedimento. Ele também considera que a Igreja tem dono, é propriedade do Deus vivo. E mais, a Igreja tem mensagem, ou seja, sustenta e proclama a verdade.

 

Refletindo sobre esses valores, gostaria de fazer algumas considerações. Penso que a Igreja genuinamente cristã, deve se comportar como Igreja, não como empresa; Também penso que, deve estar comprometida com Deus, acima de todas as coisas; Que deve se empenhar na pregação fiel das Escrituras aos que estão aqui e além; Que deve administrar fielmente os sacramentos (Batismo e Ceia); Que deve corrigir e disciplinar os faltosos; Que deve se manter unida, na comunhão, e no amor; Por último, penso que, deve se compenetrar no céu, embora esteja na terra.

 

As marcas da verdadeira Igreja não podem ser esquecidas, portanto, a pregação, a administração dos sacramentos e a disciplina são elementos áureos neste particular.

 

Enquanto aguarda a promessa, a Igreja segue sua labuta, olhando para cima de si (adoração), para dentro de si (edificação) e para fora de si (evangelização). Segue cumprindo sua missão!

 

Os artigos e opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

27
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Mal informado 1: Segundo o Secretário Luciano Bezerra em entrevista a rádio comunidade, o deputado Eduardo Da Fonte (PP) teria excedido nas palavras referidas a gestão Vieira, por ter recebido informações erradas.

 

Mal informado 2: O interessante é que um dia antes, em entrevista a rádio Pólo FM, o ex-vereador Natálio Arruda confidenciou que toda semana vai ao Recife com o vice-prefeito Dimas Dantas e que sempre estão se reunindo ou em contato com Da Fonte.

 

Mal informado 3: Dentro desse contexto temos três suposições, 1 – Da Fonte tem outra pessoa para ouvir que não seja o vice Dimas Dantas (PP) ou Natálio sobre Santa Cruz e dá mais credibilidade a essa pessoa, 2 – quem está passando as informações errada ao deputado é os dois, 3 – Da Fonte não está mal informado.

 

Repercutiu mal 1: O grupo no WhatsApp, apesar de ser o primeiro a reunir a cúpula Taboquinha para um bate-papo após a eleição de 2012, acabou rotulado pela maior parte da mídia de Santa Cruz como um grupo restrito e elitista.

 

Repercutiu mal 2: As fotos postadas na página do Facebook do ex-prefeito Toinho do Pará em evento do PHS, só fez clarear que o mesmo está em um partido que além de ser alinhado ao Governador, a maioria dos membros do diretório municipal fazem parte da gestão Vieira.

 

CPIs 1: Vai acabar o primeiro ano da nova legislatura e CPI que é bom nada. Mas a desculpa agora é convincente: esperar que a justiça se pronuncie sobre a ação judicial do vereador Carlinhos da COHAB (PSL).

 

Não será esquecido 1: Foi o que garantiu a vereadora Jéssyca (PMN) em relação a família Maia, segundo a mesma, ela “estará combatendo, pois outros Maias vão querer participar, querendo pleitear uma vaga, e aí a gente tem que lembrar as pessoas como foram as atitudes quando eles tiveram a oportunidade”.

 

Não serão esquecidos 2: O recado de Jéssyca foi claro e direcionado às prováveis candidaturas do vereador Ernesto Maia (PSL) para deputado estadual e da reeleição de José Augusto Maia (PROS) para deputado federal.

 

O povo quer saber

 

O deputado Eduardo da Fonte está mal informado?

 

Os Bocas-pretas conseguirão fechar as feridas entre Da Fonte e Edson?

 

As CPIs vão ficar apenas no papel?

 

A juventude Taboquinha é elitizada?

 

Afinal, qual o real posicionamento de Toinho?

 

Jéssica conseguirá combater os Maias?

 

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

26
novembro

Política regada à polêmica

A  fonte da discórdia


Tem-se a boa notícia: projeto, travado há anos, voltará a ser executado em nossa cidade e proporcionará que diversas ruas sejam asfaltadas no centro da cidade. A obra, conhecida desde os tempos de Toinho do Pará, trará mais fluidez ao complicado trânsito do centro.

 

O reinicio desta obra, anunciada pelo prefeito Edson Vieira, deu gás, quem diria, até para a oposição, que viu em uma fala do prefeito a oportunidade para disseminar a discórdia dentro do grupo de situação. A oposição tenta causar uma intriga entre Edson Vieira e seu vice (e Secretário de Educação) Dimas Dantas, porque os recursos desta obra foram destinados pelo federal Eduardo da Fonte, a pedido de Dimas, mas que Edson deixou transparecer que a obra só saiu por intermédio do federal Sérgio Guerra.

 

Como uma parte da cidade respirando politicalha 24 horas por dia e nos horários das 8h às 13h, os programas “políticos” de algumas rádios locais proporcionam a perpetuação e o fomento destes pensamentos “politiqueiros” o “se colar, COLOU”, por interessar, claro, a todos os envolvidos.

 

O prefeito conseguiu que o federal que ele apoia fosse lembrado nos programas “líderes de audiência” no rádio, uns criticando, outros elogiando como sendo “o destravador”. A oposição consegue “aparecer” e causa certo desentendimento no grupo de situação, que vem, sendo bem avaliado pela população. E, Eduardo da Fonte, apoiado por Dimas, volta a aparecer na cena política de nossa cidade. E a dinâmica da politicalha segue seu rumo.

 

O prefeito Edson Vieira agiu em defesa do seu candidato a federal, mas, em contra ponto (e acertadamente), agiu como gestor de uma cidade que precisa dos recursos “extras” das emendas parlamentares, quando expressou que vai dar os méritos àqueles deputados que destinarem recursos para obras na cidade.

 

Nesta situação temos o Deputado Federal Paulo Rubem, aliado do vereador Professor Afrânio, que destinou e já liberou recursos para a construção de um Centro de Recuperação e equipamentos para o hospital municipal, Mendonça Filho que destinou recursos para a educação e José Augusto que destinou recursos para aquisição de equipamentos.

 

A população tem que compreender que, ao invés de entrar em discussões politiqueiras, muitas vezes disseminadas por parte da mídia local e pela maioria políticos, tem que cobrar é mais recursos e obras para nossa cidade.

 

VAPT-VUPT

 

O VAI E VOLTA NO TSE

 

Júlio Lóssio, prefeito de Petrolina, foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco em votação apertada 4×3, onde o presidente daquele órgão, igualmente como o fez com Dr. Edson (do Brejo), votou duas vezes decretando a perca do mandatário municipal.

 

A grande questão é que o prefeito de Petrolina ingressou com recurso no TSE e a Ministra Laurita Vaz negou uma, mas concedeu outra liminar para que Lóssio voltasse ao cargo de prefeito daquela cidade, alegando que é entendimento do TSE que prefeitos cassados e que ainda tenham possibilidades de recursos, possam permanecer nos cargos para evitar a instabilidade política nos municípios.

 

Embora por fatos diferentes, as questões de Petrolina e Brejo da Madre de Deus foram decididas pelo TRE-PE com fundamentos jurídicos parecidos, mas qual o motivo de um gestor ainda estar afastado e o outros permanecer no cargo?

 

A CASA CIVIL, O CIRETRAN E OS QUATRO PNEUS ARRIADOS

 

O pré-candidato a Deputado Estadual Toinho do Pará, “drobadinha” dos sonhos do federal José Augusto Maia, causou revolta entre membros de seu grupo por ter aceitado fazer parte da equipe da Casa Civil do Governo Eduardo Campos. Para eles, Toinho se uniu ao adversário. Mas, como há interesses e interesses, esquecem que Tallys Maia, filho de Zé Augusto, permanece ligado ao governo estadual no comando do CIRETRAN em Santa Cruz do Capibaribe e que o PSL, partido que Ernesto é filiado e pretende se candidatar a estadual, é “arriado dos quatro pneus por Eduardo Campos” como afirmou José Augusto Maia. Vai entender…!!!

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

26
novembro

Coluna

Cuidados ao efetuar compras pela internet

 

 

Período de compras para o Natal e Fim de Ano estão chegando, há motivos de sobra para você fazer compras pela internet: não é necessário lidar com vendedores inconvenientes; você não precisa encarar filas enormes para pagar; pode-se pesquisar pelo melhor preço de um produto rapidamente; você pode comprar no horário que quiser; não raramente, é mais fácil encontrar o item que você precisa; entre outros.

 

O problema é que, se certos cuidados não forem tomados, a aquisição de produtos ou serviços pela internet pode se transformar em “dor de cabeça”. Por este motivo, vamos apresentar algumas dicas úteis para te ajudar a fazer compras on-line bem sucedidas e, consequentemente, evitar transtornos.

Vamos lá?

 

Compare preços antes de comprar

Tal como nas lojas Físicas, um determinado produto pode ter preços que variam bastante de um site de comércio eletrônico para outro. Por isso, é importante utilizar serviços como Shopping UOL e Buscapé para pesquisar preços. Em muitos destes serviços, você também pode obter a opinião de outros compradores em relação ao produto e conhecer a avaliação da loja em vários quesitos, como prazos de entrega, atendimento pós-venda e política de devolução.

 

Verifique se a loja on-line informa CNPJ, telefone e endereço

Em maio de 2013, entrou em vigor o Decreto Federal nº 7962/13, que determina uma série de obrigações para o e-commerce no Brasil, entre elas, que a loja on-line informe em local visível número de CNPJ, endereço físico e número de telefone.

Se um site de comércio eletrônico atuante no Brasil não estiver seguindo a lei, é recomendável não seguir com a compra, mesmo que os preços sejam atraentes. Ora, se a loja não oferece informações básicas de contato e oculta detalhes de suas operações, as chances são consideravelmente grandes de haver alguma coisa erra ali.

 

Loja nenhuma existe para ter prejuízo: desconfie de preços muito abaixo da média

Se você quer comprar o último modelo do iPhone e sabe que o preço médio deste produto no Brasil é, vamos supor, de 2.500 reais, não faz sentido encontrá-lo à venda por 1.200 ou 1.000 reais. Por este motivo, desconfie imediatamente de ofertas muito generosas, mesmo que anunciadas como promoção.

É necessário levar em conta que o preço de um produto sofre influência de vários fatores, como custo de fabricação, impostos, gastos com transporte e assim por diante. Logo, uma oferta muita generosa resultaria em prejuízo para a loja e, como você sabe, nenhum negócio existe para resultar em perda de dinheiro.

Assim, tome bastante cuidado ao se deparar com preços muito abaixo do que é praticado pelo mercado. No final das contas, você pode acabar adquirindo um produto falsificado ou de procedência ilegal e, portanto, sem garantia ou suporte do fabricante. Além disso, os riscos de você ser vítima de uma fraude e nunca receber o produto são consideravelmente grandes.

 

Prazo de entrega longo ou não informado? Cuidado!

Fique atento também quando o prazo de entrega não é informado ou é confuso, uma vez que a loja tem obrigação de fornecer esta informação de maneira clara. Pode ser que o prazo aumente um pouco no momento de fechamento do pedido por conta da forma de pagamento escolhida, especialmente se esta for boleto bancário. Mas, se no término da compra o prazo aumentar muito – de cinco dias para três semanas, por exemplo -, pode haver algum problema na loja ou até mesmo má fé.

 

Pesquise sobre a qualidade e a reputação da loja

Preço e prazo de entrega não são os únicos fatores que devem ser considerados nas compras on-line. É importantíssimo também pesquisar sobre a qualidade de atendimento e idoneidade da loja antes de fechar a compra.

Para isso, você pode procurar opiniões de clientes que falam a respeito da empresa no site Reclame Aqui. Trata-se de um serviço que registra reclamações sobre empresas das mais diversas áreas. Assim, você pode verificar no site quais reclamações há contra determinada loja on-line e se a empresa fornece retorno satisfatório para as queixas. Caso o número de reclamações não solucionadas seja muito grande, é recomendável não fazer compras no serviço em questão.

 

Observe se a loja on-line oferece ambiente seguro

Procure no site da empresa por selos como “Internet Segura” e “Site Seguro”. Estas informações indicam que a loja toma medidas de segurança para lidar com suas informações. Na hora de fechar uma transação, você também deve observar se o navegador de internet exibe o ícone de um cadeado na parte inferior ou na barra de endereços, dependendo do programa. Este símbolo indica o uso de um certificado digital SSL (Secure Socket Layer), importante recurso de segurança.

 

Direito ao arrependimento de compra e à devolução do produto

Por lei, o consumidor que faz compras pela internet tem o direito de se arrepender da compra no prazo de até 7 dias (corridos) após o recebimento do produto ou da assinatura de contrato, desde que a solicitação seja devidamente formalizada. A loja deve fornecer informações claras para tanto e devolver todo o valor pago pelo usuário em tempo hábil.

No caso de o produto já ter sido entregue ao usuário, a devolução não pode ser impedida sob o argumento de que esta não é feita depois que a embalagem do item é aberta.

 

Não guarde as informações de seu cartão de crédito para compras futuras

Há lojas on-line que permitem ao cliente guardar em seu cadastro os dados de seu cartão de crédito para compras futuras. É recomendável não fazê-lo: se a loja ou a sua conta for invadida, terceiros poderão utilizar estes dados para fazer compras indevidas em seu nome.

 

Evite fazer compras na internet a partir de computadores públicos

Sempre que possível, faça as suas compras a partir de computadores próprios. Máquinas públicas (de uma lan house ou da faculdade, por exemplo) podem não ter recursos de segurança importantes, como atualizações de sistema operacional e antivírus, de forma que ali possa existir malwares capazes de capturar informações pessoais, como login, senhas e número de cartão de crédito.

 

Cuidados com sites de compras coletivas

Sites de compras coletivas podem ser uma forma interessante de conseguir descontos em produtos ou de conhecer restaurantes, por exemplo. Mas esse tipo de serviço é alvo de muitas reclamações, por isso, também requer cuidados adicionais, entre eles:

– a loja deve informar claramente as condições de uso do cupom, como período de uso e validade ou não para datas comemorativas. Você, na condição de consumidor, deve prestar atenção em todas elas;

– pesquise sobre o fornecedor do serviço ou produto para saber se há reclamações excessivas ou não resolvidas contra a empresa. Se houver, não compre o cupom, por mais vantajoso que lhe pareça;

– sites de compras coletivas costumam oferecer preços muito atraentes, mas mesmo assim é recomendável desconfiar de ofertas extremamente vantajosas.

 

Não faça compras a partir de e-mails não solicitados (SPAM)

Se você recebeu um e-mail promocional de uma loja da qual você não é cliente (ou é, mas você não autorizou o envio de mensagens do tipo), não faça a compra: você está diante de um SPAM, isto é, de um e-mail não solicitado.

Esta prática é deveras prejudicial à internet e, ao aceitá-la, você está incentivando a sua continuação. Além disso, as chances de que você se torne vítima de golpes on-line ao fazer compras a partir destas mensagens são consideravelmente grandes.

 

Apesar de todos os cuidados, problemas podem ocorrer, por isso é importante conhecer os seus direitos. O Código de Defesa do Consumidor é bastante rigoroso, além disso, há várias entidades de auxílio e orientação ao consumidor, entre elas, o PROCON e o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça.

Não se esqueça de guardar e-mails emitidos pelas lojas, comprovantes de pagamento, notas fiscais ou qualquer outro documento ou comunicado referente às suas compras. Estes itens comprovam o compromisso assumido pela empresa com você e podem ser úteis em reclamações e processos judiciais.

 

Consumidor bem informado é consumidor respeitado.

No mais, boas compras.

 

24
novembro

Coluna

De olho na Juventude!

 

 

Após uma eleição onde a participação da juventude foi de fundamental importância para o seu resultado, assim como foram de fundamental importância em eleições passadas, principalmente as que envolviam sentimentos de mudanças, a exemplo de 1992 e 2000, Jovens formadores de opiniões tiveram vez e voz no mandato de Edson Vieira, mandato esse bem avaliado aos olhos da população, é só olhar os quadros de primeiro escalão e segundo que veremos jovens que lutaram na eleição e que dão o sangue no mandato, nomes como Gilson Julião, Rodrigo Bezerra, Clarissa Carvalho, Mário Jr, a jovem equipe da G2 e tantos outros.

 

Após muita cobrança onde sempre foi abordado que os jovens pouco foram ouvidos na ultima eleição e que o grupo precisa ser renovado, A cúpula denominada taboquinha sentou nesse final de semana, para ouvir um grupo de Jovens que vem se articulando no WhatsApp e discutindo política. Na ocasião os jovens mostraram seus pontos de vista sobre a atual conjuntura política municipal, estadual e federal, sobre a postura dos vereadores, deputado e nomes influentes que estão sem mandato, formato do programa da oposição entre outros temas.

 

Um passo importante do grupo taboquinha foi dado, mas ainda tem um leque enorme de jovens a serem conquistados, mas não serão conquistados do nada, é necessário projetos. Os questionamentos feitos são: as reuniões continuarão? O que foi discutido e ouvido desses jovens será colocado em prática? Será dado espaço para esses jovens terem a possibilidade de renovar o grupo? Uma coisa é certa, teremos nossas primeiras respostas em 2014.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

22
novembro

Curtinhas

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Tá devendo: Segundo o prefeito Edson Vieira (PSDB), o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) desde quando o prefeito assumiu “e nos últimos quatro anos, diga-se de passagem,” não coloca uma emenda.

 

Na contramão: O discurso do prefeito vai à contramão do discurso levantado pelo vice-prefeito Dimas Dantas (PP) que abordou, em recente entrevista, que Da Fonte foi o deputado que mais trabalhou por Santa Cruz nos últimos quatros anos.

 

Aberto às emendas: Edson Vieira ainda abordou que “agradece aqueles que estão ajudando a sua administração, seja deputado “A”, “B” ou “C””.

 

Disputa interna 1: Edson ainda deu os créditos pelo destravamento das emendas colocadas por Da Fonte, sobre os asfaltos, à sua equipe e a equipe de assessoria do deputado Sergio Guerra (PSDB).

 

Disputa interna 2: Os discursos já deixam nítida a disputa interna dentro do grupo boca-preta na corrida do voto pró Sergio Guerra e Eduardo da Fonte. Resta saber se a disputa será saudável ou deixará sequelas.

 

Máquina enxuta 1: Segundo o prefeito, estão comentando que a máquina está “inchada” sem pegar o relatório de gestão fiscal e sem acompanhar o portal da transparência.

 

Máquina enxuta 2: Então a máquina estando enxuta, não precisa os servidores contratados se preocuparem pois estaria garantido o 13º, o mês de dezembro e se Deus assim permitir, 2014.

 

Numa saia Justa: Mesmo o grupo de situação jogando toda responsabilidade sobre possíveis dificuldades na aprovação do projeto da concessão do terreno para os barraqueiros da praça de alimentação, à oposição, o líder da bancada de oposição, Ernesto Maia (PSL), se manteve firme em seu voto contra o projeto, pontuando sua inconstitucionalidade.

 

O Frankenstein: Esse seria o nome do filme ou livro de ficção cientifica dada a tão arrastada novela taboquinha, pela vereadora Jéssica Cavalcanti (PTC), comparando José Augusto Maia e Ernesto Maia ao cientista e o monstro, respectivamente.

Dentro do contexto, o povo quer saber:

 

Quando e qual será o final da Novela Taboquinha?

 

Eduardo da Fonte trabalhou ou não por Santa Cruz nos últimos quatro anos?

 

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

20
novembro

Coluna

A importância da advocacia preventiva

.

O mundo mudou muito nos últimos anos. E assim, em decorrência de tantas mudanças, o dinamismo da sociedade se tornou cada vez mais complexo, sendo uma de suas vertentes o mundo dos negócios, mais precisamente o ambiente empresarial.

 

Pernambuco não é uma exceção a este fenômeno. Vimos na década passada um considerável avanço no setor empresarial pernambucano, em especial no Polo de Confecções, sendo três principais cidades do segmento empresarial confeccionista, a saber, Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.

 

Assim, diante da grandeza econômica confeccionista do agreste pernambucano, faz-se necessária uma pergunta no tocante ao empresariado da área: Sendo a formalização um fato irreversível ante a imposição legal e fator elementar ao crescimento, para um melhor posicionamento na esteira da competitividade cada vez mais acirrada, qual a importância da advocacia preventiva ao setor empresarial da confecção?

 

A advocacia preventiva é caminho onde a assessoria jurídica especializada vai ser parceira/colaboradora da empresa, por meio de sua direção, a evitar negócios, atos administrativos, contratos mal elaborados que venham a trazer sérios prejuízos no âmbito judicial. Ou seja, advocacia preventiva trabalha antevendo um problema que pode surgir, e não apenas após concretude do litígio judicial.

 

Desse modo, a empresa que tem como seu parceiro/colaborador um advogado consultor tende a apequenar o número de ações judiciais contra ela, obtendo assim lucro maior; fecha negócios com melhor segurança, traçando um caminho relacional profícuo e seguro com seus clientes e colaboradores. Assim, é certo que a empresa que desse modo o faz se propõe a está em um patamar acima dos concorrentes.

 

Importante trazer ao assunto que outro bom acrescimento já verificado pelos empresários é que, tendo a assessoria jurídica ao seu lado, podem também utilizar a referida assessoria para seus casos pessoais. Assim, assuntos relacionados à família, inventários ou outra matéria qualquer poderão está albergados pelo trabalho da assessoria. Assim, o empresário poderá ter ao seu dispor e da empresa a ajuda jurídica 24 horas.

 

Portanto, não pode ser negada a importância da Advocacia Preventiva como colaboração indispensável ao empresário que tem para sua empresa o alvo de crescer com segurança e solidez. Visto que orientação jurídica, apoio, conhecimento de atualidades da lei e da jurisprudência, adicionados a análises e sugestões de caminhos jurídicos sempre preventivos constituem um dos pilares essenciais para empresas de sucesso no mercado contemporâneo.

20
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

.

Independente 1: É assim que se sente a ex-vereadora Zilda Moraes (DEM) na atual conjuntura política da cidade. Ela apoiará Mendoncinha (DEM) para federal sem compromisso ainda com nomes para estadual, seja qual for a ala.

 

Independente 2: Foi o que garantiu Antônio Oliveira, presidente estadual do PSL, ao vereador Ernesto Maia (PSL). Ernesto tem carta branca para apoiar quem quiser para governador do estado, independente da coligação do partido em 2014.

 

Foi convidado: Segundo Toinho do Pará (PHS), o mesmo foi convidado pelo próprio Eduardo Campos (PSB), para fazer parte do quadro de funcionários do governo do estado.

 

Não foi bem assim: Segundo pessoas que fazem parte da base da situação de Santa Cruz do Capibaribe, não foi bem assim, foram muitas idas e vindas e pedidos de Toinho do Pará, até conseguir o emprego.

 

Por quê?: A pergunta é: “Teria necessidade de Toinho do Pará aceitar o convite para trabalhar por quatro meses no governo do estado, indo na contramão do grupo taboquinha, que apoiará Armando Monteiro (PTB) para governador contra o candidato de Eduardo Campos?”.

 

Ouvir os jovens: Próximo sábado, o deputado José Augusto Maia (PROS) receberá um grupo de jovens taboquinhas que estarão levando suas visões sobre a atual conjuntura política. Resta saber onde levará essa reunião. Mas de fato o grupo precisa ouvir mais os jovens que permaneceram.

 

E o governo?: Enquanto a novela taboquinha se arrasta, o Governo Edson Vieira, que está bem avaliado perante a sociedade, fica meio esquecido da mídia local, mas são necessárias algumas perguntas:

 

Quem arcará com a obra que está sendo refeita à margem da PE 160?

 

Quando obras que estão paralisadas, a exemplo da Praça do PEC e das quadras, serão retomadas?

 

Já arrumaram a solução para as câmeras de segurança ou teremos que esperar mais 11 meses?

 

Vão deixar Galego de Mourinha (PTB) ganhar a aposta sobre a ordem de serviço da duplicação da PE 160?

 

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

19
novembro

Coluna

Os Discípulos e a Multidão em Ação

 

A narrativa do conhecidíssimo episódio da primeira multiplicação dos pães pode ser encontrada nos respectivos textos (Mt.14:13-21; Mc.6:30-44; Lc.9:10-17; Jo.6:1-14). Já discorremos sobre esse texto e focamos em Jesus, destacamos sua revelação como o Cristo de Deus.

 

Desta forma, o objetivo do sinal (milagre) foi cumprido “este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo” (Jo.6:14). Também destacamos e extraímos lições preciosas do moço generoso, que o denominamos de “O Rapaz dos Peixes”.

 

Agora, porém, gostaríamos de focar nos discípulos e naquela numerosa multidão.

Temos alguma coisa a aprender com esse aglomerado de gente? O que nos ensinam?

 

l.  Estar na Companhia de Cristo, deve ser o nosso Bem Maior.

 

Lá estão todos eles, os discípulos e multidão na companhia de Cristo, ouvindo seus ensinos, experimentando seus sinais, crescendo em fé, renovando a vida, desfrutando de sua presença (Jo.6:2,3).

 

Nenhum deles tem pressa de sair, embora seja tarde. Os discípulos foram “repousar” com Jesus naquele lugar (Mc.6:31), enquanto a multidão sabendo disto, “correu para lá, à pé” (Mc.6:39). Querem estar perto de Jesus, e para isso não medem esforços.

 

Todos os momentos da vida devem ser partilhados com Cristo e na presença d’Ele, seja trabalho, compromissos ou descanso. Precisamos andar com Ele, estar com Ele, e até, repousar com Ele.

 

2.  Estar aos pés de Cristo, Ouvindo os seus Ensinos, deve ser o nosso Prazer Maior.

 

“Meu prazer é te louvar, meu prazer é estar nos átrios do Senhor, meu prazer é viver na casa de Deus…” diz um de nossos belos hinos. Jesus transforma aquele deserto em casa de Deus, em classe bíblica, pois “passou a ensinar-lhes muitas coisas” (Mc.6:34), e ainda, “falava-lhes a respeito do reino de Deus” (Lc.9:11).

 

Todos se deleitam aos pés do Mestre. Que prazer! Isso nos faz lembrar o exemplo de Maria, irmã de Marta, que não queria outra coisa, a não ser “…assentar-se aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos” (Lc.10:39). É lamentável a impaciência de muitos com os ensinos sagrados e como arquitetam “fugas” que revelam tal desprazer.

 

3.  Servir a Cristo, Proclamando a sua Glória, deve ser a nossa Missão Maior.

 

Qual é o fim principal do homem? Pergunta o Breve Catecismo de Westminster. E a resposta é: O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre.

 

No texto que tomamos como base para nossa reflexão, discípulos e multidão, se empenham no serviço e glorificação de Cristo. Os discípulos apresentam à Jesus o rapaz dos peixes (9), e ainda organizam o povo, fazendo-o assentar (10).

 

O rapaz oferece sua merenda, cinco pães de cevada e dois peixinhos (11) e a multidão de um modo geral confessa a glória de Cristo “este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo” (14). Proclamar a glória de Deus (Sl.100:2), é a nossa mais nobre tarefa.

_________________

www.teologiaemfoco.com

19
novembro

Coluna

Como se destacar da concorrência

 

No mundo empresarial quem tem sucesso é sempre quem aparece mais e melhor. Observe ao seu redor e veja que as empresas prósperas são as que estão aparecendo, sendo comentadas e se tornando conhecidas do seu público alvo.

 

O problema é que não existe somente uma empresa de cada segmento e cada empresa tem buscado formas de se diferenciar das demais. Por isso, está cada vez mais difícil ganhar destaque no meio em que sua empresa está inserida.

 

Esse fenômeno é causa de grandes problemas para as empresas que param no tempo e ficam despercebidas no mercado, entretanto, pode ser visto como oportunidade quando observado pelo lado dos diferenciais competitivos. Mas o que são esses diferenciais?

 

Toda ação que uma empresa faz, para se tornar preferida pelo consumidor, pode ser considerada uma ação na busca pelo diferencial competitivo.

 

Veja a seguir algumas dicas de como criar ações para se destacar no meio da concorrência:

 

* NÃO SAIA DA MÍDIA – Sua empresa não pode, jamais, deixar de ser lembrada pelo público. Entenda que as pessoas consomem, o que lhes chama atenção, o que lhes cativa.

 

* SEJA ESTRATÉGICO AO ESCOLHER AS FORMAS DE SE COMUNICAR COM O PÚBLICO – Defina seu público alvo e se direcione a ele. Não tente vender picolé a quem quer comprar televisão.

 

* ESTEJA PRESENTE NA INTERNET – As mídias digitais são, hoje, os maiores meios de comunicação das empresas. É o segmento que mais cresce dentro da propaganda. Coloque sua empresa nas redes sociais, tenha um bom site e trabalhe o e-mail marketing de forma estratégica.

 

* FAÇA PESQUISA – Não existe outro meio de saber como anda a concorrência se não for pesquisando. Saiba tudo sobre sua empresa, seu cliente, seu mercado e seus concorrentes.

 

* ESTABELEÇA METAS – Não haja sem planejar. Fixe metas e busque ações para alcançá-las.

 

* NÃO SEJA DESLEAL – Não tente agir sem ética ou mesmo de má fé pois a mentira tem perna curta e logo a empresa que tem tais ações cai no descrédito do consumidor.

 

Pegue essas dicas e uma boa dose de motivação e mãos à obra!

15
novembro

Coluna

O Cristo da Multiplicação

 

Num outro artigo tratamos sobre “A Multiplicação dos Pães e o Rapaz dos Peixes” com base no texto de João 6:1-14. À partir desta mesma passagem das Escrituras vamos refletir sobre “O Cristo da Multiplicação”. Notamos que se trata de um episódio com vários personagens. Jesus se destaca com primazia. E como já vimos, aparece em cena, um rapaz que não se importa de ceder sua merenda. Há um destaque para Filipe, bem como, para André, aliás, todos os discípulos lá estão. Não podemos esquecer, também, da multidão. Precisamos agora, focar em Jesus e destacar suas nobres atitudes. Neste particular, o versículo 14 será para nós de grande valia e também o ponto áureo do texto. Percebemos que, o objetivo do sinal (milagre) foi cumprido, pois disseram, “este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo”. Jesus revela-se como o Cristo de Deus.

 

1. Revela-se como O Cristo Providencial

 

Quais as reais necessidades dos que ali estavam? Conforme Lc.9:10,11,17, parece-nos que eles tinham, primordialmente, uma urgente necessidade de ouvir as verdades do Reino, também, de terem suas enfermidades curadas e por último, necessitavam de alimento. A providência divina se manifesta aqui na pregação de Jesus, nas curas realizadas e nos pães multiplicados. Em Jo.6:5,6 o Cristo providencial experimenta a fé de Filipe, indagando-o sobre onde comprar pão. Temos consciência de que tudo é dele: as verdades compartilhadas, as curas efetuadas, os pães multiplicados e a fé experimentada. O autor e consumador da fé, diligentemente provê o aperfeiçoamento da mesma. Por falar nisso, quais seriam as nossas reais necessidades?

 

2. Revela-se como O Cristo Misericordioso e Compassivo

 

Os textos de Mt.14:14 e Mc.6:34 respectivamente, enfatizam a compaixão de Jesus por toda aquela gente que andava como ovelhas que não têm pastor. Os evangelistas repetidamente narram nos evangelhos a sensibilidade de Cristo para com os que sofrem. Ele se compadeceu da multidão aflita e exausta (Mt.9); do leproso que rogava-lhe de joelhos (Mc.1); da multidão na 2ª multiplicação (Mc.8); e da viúva de Naim (Lc.7). Tomara que nós, à exemplo de Cristo, coloquemos nosso coração na miséria dos outros e administremos bem nossos dons e talentos. Não podemos perder de vista estas virtudes. Afinal, “bem aventurados os misericordiosos” (Mt.5:7), e ainda, “Sede misericordiosos” (Lc.6:36), disse Jesus.

 

3. Revela-se como O Cristo das Causas Impossíveis

 

O apóstolo André fala dos cinco pães e dois peixinhos, e retruca: “mas isto o que é para tanta gente?” (Jo.6:9). De fato, humanamente falando, é impossível alimentar tamanha multidão com tão pouco. Deus, providencialmente, nos leva a “becos sem saída” para mostrar que Ele é a única saída e solução. Bem aventurados os que são, assim, encurralados, porque estão prestes a ver a glória de Deus. Ele, por vezes, permite que as coisas cheguem a esse ponto. Foi assim com Israel frente ao mar (Êx.14); Foi assim com Davi frente à Golias (I Sm.17), e foi assim com Marta e Maria frente à enfermidade e morte do irmão (Jo.11). A vida de Cristo foi uma prova viva e categórica de que para Deus tudo é possível.

,

Os artigos e opiniões expressas são  de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

15
novembro

Coluna

O Emprego da discórdia!

 

O ex-prefeito Toinho do Pará (PHS), ao ser nomeado funcionário da Casa Civil do Governo do Estado, deixou claro que estará apoiando o candidato de Eduardo Campos (PSB) em Pernambuco para 2014 a governador e Campos a presidente da república.

 

O posicionamento de Toinho vai à contra mão do Grupo Taboquinha que estará ao lado do Senador Armando Monteiro (PTB) a disputa do governo do estado e ao projeto da reeleição de Dilma (PT) a presidência da república.

 

Uma coisa é certa, o posicionamento de Toinho mexeu em muito com a cúpula do grupo taboquinha, pois como sair unido ao apoiar um candidato a Estadual que estará pedindo voto para o Candidato de Eduardo, enquanto o líder maior estará pedindo voto para Armando? Como sairá unido, se o palanque de um dos componentes estará mais familiarizado com o palanque adversário no município?

 

Contudo muita coisa pode acontecer, pois enquanto o deputado federal José Augusto Maia (PROS) não pronunciar quem é o seu Estadual, não saberemos como será o final de cada um dos personagens da extensa novela Taboquinha. Mas é fato, Toinho foi à busca de um 13º e pode ter perdido o apoio do grupo Taboquinha para 14!

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

13
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

Com planejamento: Esse foi o recado de Edson Vieira (PSDB) às criticas da oposição, pois para o prefeito “Se houver algum corte, será com planejamento para não acontecer o que acontecia quando o poder público estava na mão da oposição que não tinha coragem de tomar essas decisões”.

 

Tem coragem: Realmente o prefeito tem coragem e já demonstrou isso com as barracas, calçadão, não tenho dúvidas que Vieira tem coragem de fazer os cortes necessários.

 

Medida impopular: Coragem de fazer os cortes é uma coisa, agora que a medida é impopular, isso é. Se tiver dúvidas é só perguntar a Toinho do Pará (PHS). A pessoa que esperava receber o 13º não irá ficar muito satisfeita com a coragem do prefeito em demiti-la ou cortar sua gratificação.

 

A menos pior 1: No grupo Sou Taboquinha, do WhatsApp, Tallys Maia soltou: “A decisão, acredito que já foi tomada. Não será a melhor, mas será a “menos” pior para o grupo”, referindo-se a chata novela taboquinha.

 

A menos pior 2: O que causou estranheza nas pessoas que fazem parte do grupo no WhatsApp, foi à afirmação “a menos pior”. Estou certo que o grupo taboquinha vem de uma derrota, está reduzido, mas ainda conta com bons nomes. Mas a decisão ser “a menos pior”…

 

Esperando Fernando: Em entrevista ao blog merece destaque, o deputado José Augusto Maia afirmou estar esperando o pronunciamento do vereador Fernando Aragão (PROS), após esse pronunciamento, o deputado irá marcar uma coletiva para apontar como o grupo sairá para 2014.

 

Expectativas 1: Hoje bocas-pretas e taboquinhas estão esperando o pronunciamento do vereador Fernando Aragão. Posso errar feio, mas não acredito que ele irá anunciará sua candidatura a estadual em 2014!

 

Expectativas 2: As fichas apostadas são para quem Fernando irá declarar seu apoio e com qual argumento. Todos os ouvidos estarão atentos para a decisão do Baixinho, portanto é necessário ter muita cautela.

De fato o povo quer saber

 

Quando nossos representantes terão força política o suficiente para resolver o problema de insegurança em nossa cidade?

 

Quantas vidas serão ceifadas e famílias destruídas para que uma solução seja encontrada?

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

13
novembro

Coluna

 

Dicas de segurança para acessar o banco na internet

 

Acessar uma conta de banco pela internet é cada vez mais comum no Brasil – afinal, ninguém gosta de ficar em pé na fila da agência bancária. Mas você sabe que cuidados deve tomar para não expor dados importantes e proteger sua senha enquanto está online? Veja algumas dicas de como acessar com segurança.

 

Use um computador conhecido – O cuidado durante o internet banking começa bem antes de você acessar o site do seu banco. Primeiro, sempre se lembre de usar um computador conhecido, de preferência o seu pessoal. Evite acessar sua conta de máquinas em lan houses, universidades ou em locais com computadores de uso público. Você não sabe se o computador estranho está com os itens de segurança atualizados – ou mesmo infectado com cavalo de troia, programas maliciosos que deixam o computador vulnerável ao roubo de senhas;

 

Use antivírus e firewall – Instale e mantenha sempre atualizado um software antivírus no seu computador. Mas só isso não basta: é preciso ter um firewall, programa que cuida da segurança do tráfego de informações da rede. “Os ataques ocorrem em duas etapas: primeiro o programa malicioso se instala na máquina – seu antivírus pode barrar essa ação. O segundo passo, caso o programa passe pelo antivírus desatualizado e se instale, é mandar os dados da sua conta pela internet para fora do computador – o que será barrado pelo seu firewall;

 

Acesse o banco na barra de endereços do seu navegador – A maioria dos ataques aproveita mensagens falsas para capturar dados e senhas dos internautas. Sempre digite o endereço do seu banco na barra de endereço do navegador que você está acostumado a usar. Nunca clique em links para o banco, estejam eles em e-mails, postagens em redes sociais ou em mensagens instantâneas;

 

Verifique se o endereço possui certificado digital – Alguns ataques conseguem redirecionar endereços digitados para sites fraudulentos, que ”imitam” a página real do banco. Portanto, depois de digitar o endereço na barra do seu navegador, é importante verificar se o site acessado é seguro. Obrigatoriamente, deverá aparecer o endereço https://www…, acompanhado de um ícone de cadeado, na própria barra de endereços ou na de status na parte inferior do browser. Ao clicar no cadeado, você pode conferir os dados da assinatura digital do banco;

 

Desconfie de páginas de erro ou indisponibilidade do serviço – Enquanto estiver acessando sua conta bancária na internet, fique atento à rotina do serviço. Se ela for alterada, como uma página indisponível ou de erro, fique alerta. Uma atitude comum nessa hora é tentar refazer seu login e digitar de novo sua senha: se for um ataque, os dados poderão ser roubados. Ligue para o banco para confirmar se realmente o serviço está com problemas antes de qualquer outra ação online;

 

Não acesse sites ”diferentes” enquanto está conectado ao banco – É comum abrirmos várias abas enquanto navegamos. Não há problema em acessar páginas que você já conhece enquanto está conectado no site do banco. Mas evite acessar links ou sites que não está habituado;

 

Troque periodicamente sua senha – Existem pessoas que ficam com a mesma senha por um longo período de tempo. O ideal é renová-la sempre que possível. “Se ela for capturada por algum programa malicioso, existe a chance de você conseguir trocar de senha antes que ela seja usada para atacar sua conta”;

 

Desconecte sua internet se acha que o computador foi invadido – Caso seu computador esteja infectado, ao desconectá-lo da internet, você impede que os dados saiam da máquina. Faça uma varredura com o antivírus e entre em contato com o banco para informar o que ocorreu;

 

Na dúvida, entre em contato com seu banco por telefone – Sempre que desconfiar que teve uma senha roubada ou ficou exposto a um ataque virtual, entre em contato com seu serviço bancário, que irá orientá-lo sobre as melhores medidas a serem tomadas.

 

Vimos algumas dicas de segurança ao acessar o site do seu banco, mas vale salientar que os bancos brasileiros são os que mais investem em segurança no mundo, exatamente por saber que são altíssimos os números de ataques. Vale ainda lembrar que dentro do sistema do banco, não há ataques, o risco principal vem dos hábitos de navegação do usuário.

 

Com estas dicas poderemos utilizar os serviços bancários pela internet com tranquilidade e segurança como: consulta de saldos e extratos, pagamentos de contas e boletos, transferências, empréstimos, investimentos e etc., sem que precisemos ir as agências enfrentar enormes filas e reduzir os riscos de assaltos e furtos.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

11
novembro

Coluna

Como fidelizar clientes

Estatísticas brasileiras mostram que cada empresa no ramo comercial perde cerca de 50% dos seus clientes a cada cinco anos. Esse é um dado alarmante, pois significa que para poder crescer a empresa precisa de  no mínimo duas estratégias. Primeiro, desenvolver ações que retenham os clientes, evitando que eles deixem a empresa e segundo, criar ações para obtenção de novos clientes. Neste artigo vamos nos deter a falar apenas sobre a primeira estratégia.

 

Antes de tudo, sua empresa precisa saber quantos clientes por ano ela está perdendo. Busque esse número da sua empresa, assim você conseguirá estabelecer metas de redução do percentual de clientes perdidos. Em seguida a empresa deve entender que o cliente busca benefícios, ou seja, ele sempre prefere a empresa que lhe oferece algo a mais, que lhe surpreende e cativa.  Talvez algum concorrente seu esteja oferecendo isso.

 

Ponha-se no lugar do seu cliente e veja que benefícios você gostaria de ter se fosse comprar na sua empresa. Trace um plano de ações para colocar esses benefícios em prática e realmente alcançar os clientes com eles.

 

Busque diferenciais no produto, no atendimento e ofereça vantagens exclusivas que prendam o consumidor à sua empresa. Podemos citar como exemplos de ações de fidelização clientes: cartões fidelidade, pós venda,  programas de benefícios e muitos outros.
Seja criativo e desenvolva meios de evitar que seus clientes lhe abandonem. Desenvolva os planos com metas, prazos, pessoas responsáveis por cada processo e parta para a ação afinal. Você é o responsável pelo sucesso de sua empresa.

 

No caso de dúvidas, procure um profissional capacitado para lhe ajudar a planejar e executar suas ações de fidelização de clientes.

 

MG7 Consultoria e Marketing

Fale conosco: 81 9808-3328

facebook.com/admadilsonsilva

.

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade de seu criador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

 

10
novembro

Coluna

Prova de fogo!

 

A menos de dois meses para completar um ano da gestão Vieira, a percepção nas ruas e em pesquisas internas dos dois grupos é que a mesma está bem avaliada, mas a prova de fogo do  prefeito Edson Vieira pode está só começando.

 

Estamos chegando aos meses de maior desafio para qualquer gestão, onde serão incluídos nas folhas de pagamento o 13º e 1/3 de férias dos funcionários públicos, ou seja, é o momento de observar se realmente existe planejamento na gestão, estando, assim, acima da expectativa de dirigentes da AMUPE que abordaram que as maiorias dos municípios irão atrasar o 13º e do TCE-PE que apontou que a maioria dos municípios está acima do teto de suas folhas de pagamentos.

 

Mas além de observamos o planejamento da gestão, outro ponto que teremos que observar mais uma vez, é o poder de articulação do prefeito, apagando os prováveis incêndios que poderão surgir em uma possível candidatura de Alessandra Vieira em 2014, mesmo sendo a mulher do prefeito, causará ciúmes em alguns.

 

Outro fator a ser observado para 2014, este no final de ano, será a disputa da mesa diretora para o biênio 2015 a 2016, podemos ate achar que esse ponto ainda está distante, mas nos bastidores tem muito vereador situacionista dando trabalho ao prefeito com suas colocações, comprovado pelo radialista e militante político do grupo boca preta, Hildo Teixeira, que pontuou em uma de suas falas, sem citar nomes, uns três vereadores de situação que dão mais trabalho que o trio oposicionista Ernesto, Carlinhos e Deomedes.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

 

08
novembro

Coluna

Uma história sem ponto final?

 

 

Em uma história que não tem fim, alguns de seus principais personagens tentam colocar pontos finais. De tantos pontos finais acabam virando reticências.

 

O primeiro ponto final ou de reticências, foi colocado pelo ex-prefeito Toinho do Pará que abordou que seria candidato a deputado estadual, mesmo se o deputado federal José Augusto Maia fosse candidato ao mesmo cargo.

 

Já o segundo ponto final ou de reticências, foi colocado pelo vereador Ernesto Maia abordando que sua candidatura a estadual seria irrevogável e declarando seu apoio para deputado federal até presidente da república, indo mais longe, lançando Fernando Aragão para prefeito em 2016.

 

O último ponto final ou de reticências, será colocado na próxima quarta-feira pelo vereador Fernando Aragão e esse ponto pode surpreender a muitos. Nas últimas falas, Aragão fez algumas criticas ao grupo, ao líder maior, aos demais pré-candidatos do seu grupo no que diz respeito aos gastos de campanhas e recentemente a gestão do ex-prefeito Toinho do Pará.

 

Na verdade, o único que não demonstra querer colocar um ponto final nessa história é o deputado federal José Augusto Maia.

 

Enquanto isso a cúpula do partido se divide mais a cada dia e os eleitores ficam sem rumo.

 

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

 

 

06
novembro

Coluna

Formatação de disco rígido. quando devemos realizar a tarefa?

 

Seu computador anda cada vez mais lento. De repente, abrir mais de um aplicativo ao mesmo tempo fica impossível. Cada clique do mouse leva você à beira de um ataque de nervos, com a demora na resposta. E eis que surge aquele seu amigo com um conselho que parece mágico: por que você não formata sua máquina?

 

Para quem não é muito íntimo da informática, a formatação é o processo que “apaga” o sistema operacional e todos os arquivos do disco rígido do seu computador.

 

Ela é uma opção radical, recomendada em casos como o descrito acima, quando a máquina começa a dar sinais de cansaço: depois de alguns anos de uso, muitos aplicativos e arquivos instalados e desinstalados depois, o computador fica lento, não responde corretamente aos comandos e trava constantemente.

 

A formatação é indicada em casos em que não foi possível remover um vírus do computador por softwares de segurança ou ajuste de registros do sistema operacional. Com os arquivos de sistema corrompidos, a formatação do disco rígido (ou HD) ajuda a eliminar a praga virtual.

 

Mas vale salientar que a formatação não é obrigatória para solucionar qualquer tipo de problema no equipamento, caso seu equipamento apresente algum problema procure uma empresa especializada para verificar a possibilidade de solucionar sem precisar da formatação, tendo em vista que se ela for executada sem que tenha sido feito cópia dos arquivos pessoais – backup  (documentos, fotos, vídeos, músicas, etc.) e dos programas que são usados no dia a dia (programa de controle de estoque, impressoras fiscais, notas fiscais eletrônicas, etc.) em tese não será mais possível recuperar estes arquivos.

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

06
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

,

Os Independentes 1: Após as decisões irrevogáveis do vereador Ernesto Maia e do ex-prefeito Toinho do Pará às candidaturas a estaduais para 2014, agora é a vez de o vereador Fernando Aragão tomar uma decisão.

 

Os independentes 2: Fernando esperará o grupo até o dia 15, data em que irá se reunir com um grupo de amigos e apoiadores para definir se sairá candidato ou não.

 

Os independentes 3: segundo o blog diário da sulanca, o vereador Ronaldo Pacas teria afirmado que se Junior não puder ser candidato à reeleição da câmara ele sairá, “se não for ele, eu serie candidato”.

 

Os independentes  4:  Em outra entrevista Ronaldo abordou que votará em candidatos que talvez não sejam os do grupo e que espera que não haja retaliações.

 

Os independentes  5:  Será que a postura de Pacas em já lançar seu nome a uma presidência da Câmara, caso Junior não possa, e falar que espera não sofrer retaliações ao apoiar nomes que o grupo talvez não apoie, agradará o alto núcleo do Governo?

 

Fantásticos Mundos 1: Segundo a vereadora Jéssyca Cavalcanti, os vereadores Ernesto Maia, Deomedes Brito e Carlinhos da COHAB vivem no fantástico mundo da oposição sem noção, abordando sempre que os mesmo arrumam factoides políticos.

 

Fantásticos Mundos 2: O vereador Pipoca fez uma prestação de contas de seu trabalho ao usar a tribuna. Tantos projetos e requerimentos apresentados que se metade sair do papel de fato teremos uma cidade melhor para todos.

 

Locadora: Vira e mexe o tema locadora de veículos volta à tona, e com o novo contrato da prefeitura com uma nova locadora, o vereador Ernesto Maia aproveitou para cobrar as CPIs.

 

Acórdão  1: Segundo o vereador Ernesto Maia, a demora das instalações das CPIs está gerando especulações de um acórdão entre as bancadas para que as mesmas não saiam do papel.

 

Acórdão  2: Maia deixou claro que não existe acordo por parte da bancada de oposição e pediu que o presidente tivesse coragem para instalar as CPIs.

 

Guaraná de Pobre: Segundo o vereador Fernando Aragão, a merenda de qualidade que está sendo servida nas escolas é bolacha com quisuque, segundo o mesmo o guaraná de pobre!

.

O povo quer saber: Quando a CPI das Locadoras e a dos Teclados serão instaladas? Quando o “Grande Líder”  Taboquinha José Augusto Maia irá anunciar o candidato a deputado estadual do seu grupo?

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

04
novembro

Coluna

As Curtinhas do Romenyck Stiffen

 

A partir de hoje estarei aqui no blog do Ney Lima discutindo o cotidiano de nossa política. Desde já venho agradecer o convite da equipe do blog pela confiança depositada em mim. Sendo curto nas palavras, irei iniciar com as minhas curtinhas tendo como tema principal os novos nomes da política santa-cruzense.

 

A primeira Dama 1: O nome de Alessandra Vieira vem ganhando fôlego a cada dia como uns dos nomes novatos a concorrer à eleição de 2014, seja a deputada estadual ou até mesmo a federal, confrontando o Deputado José Augusto Maia na região.

 

A Primeira Dama 2: Em entrevista ao blog Direto ao Ponto, o Prefeito Edson Vieira não descartou a possibilidade de Alessandra ser candidata à deputada estadual. Para o prefeito “se Diogo partir para algum projeto maior, ai sim se pode discutir internamente esta possibilidade. Fora isso, é só mera especulação”.

 

A primeira Dama 3: Ao ser perguntado se Alessandra pode ser candidata a federal, Vieira também não descartou a possibilidade e foi taxativo, abordando que “Depende da conjuntura da região. Depende da conjuntura dos planos do governador, de tudo aquilo que possa acontecer”.

 

A Primeira Dama 4: Ao ler a entrevista do Prefeito, não acho uma mera especulação como o mesmo aborda, mas sim, uma grande possibilidade da mesma sair candidata à deputada estadual ou federal.

 

O herdeiro 1: Mesmo o Deputado Federal afastando as possibilidades de seu filho sair candidato a uma vaga na ALEPE em 2014, o nome de Tallys Maia causou um furdunço danando no ninho Taboquinha.

 

O herdeiro 2: Tallys, apesar de jovem, tem bagagem na política onde militou no PCdoB, movimentos estudantis e esteve à frente da campanha do seu pai a prefeito em 2012.

 

O herdeiro 3: Para muitos companheiros no meio de imprensa e o meu também, Tallys pode ser sim o “Plano B” de Zé, mas não a deputado estadual e sim a Federal, caso o Deputado José Augusto Maia passe em 2014, pelas mesmas batalhas judiciais de 2010 e 2012.

 

O herdeiro 4: O nome de Tallys seria mais leve do que o de José Augusto Maia na cidade e poderia ser um nome jovem e de renovação, tão cobrado ao deputado nos últimos dias e, sem falar da possibilidade de Tallys herdar os apoios do pai em suas bases.

 

PT: Próximo domingo, dia 10/11, o Partido dos trabalhadores estará realizando mais um Processo de Eleições Diretas (PED) em todo o Brasil. Em Santa Cruz tudo indica que o Vereador Deomedes Brito será reconduzido à presidência do partido com folga.

 

Dor de cabeça 1: Segundo cálculos de dirigentes da Amupe, metade das prefeituras de Pernambuco não vai conseguir pagar o 13º agora em dezembro devido à queda do FPM.

 

Dor de cabeça 2: Sem falar que muitos prefeitos estão sendo pressionados pelo Tribunal de Contas do Estado a enxugar a folha de pagamento das prefeituras, que já ultrapassa (e muito) o teto permitido.

 

Dor de cabeça 3: Ou seja, muitas pessoas irão passar o mês de dezembro sem o tão esperado 13º, ou até mesmo desempregado.

.

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu idealizador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

03
novembro

Coluna

COMO FAZER PROPAGANDA

 

 

Todas as empresas precisam se comunicar com seu público. Não basta criar e desenvolver um excelente produto, ter um preço justo e colocar o produto a disposição do cliente. Para uma empresa ter sucesso em vendas é necessário muito mais que isso, a empresa precisa estar presente na mente do consumidor, precisa fazer parte do seu cotidiano.

 

Ser lembrado, mencionado e indicado pelos clientes não é uma tarefa fácil, entretanto, as empresas que conseguem esse feito adquirem muito mais força no mercado e disparam em vendas.

 

Uma importante ferramenta para aproximar a empresa de seu público alvo e torna-la conhecida de muito mais pessoas e a propaganda. Esse termo é bem comum e muito usado no nosso dia-a-dia, às vezes é até confundido com o próprio marketing, porém, a propaganda é bem específica em suas ações. Propaganda é uso de mídias de massa, ou seja, meios de comunicação que abranjam um quantitativo alto de pessoas, sejam elas do seu público alvo ou não. Temos como exemplo de propaganda os anúncios em revistas, rádios, tv, jornais, sites de internet, blogs e muito mais.

 

Diferente de outras formas de marketing que são mais direcionadas, a propaganda serve para pulverizar a comunicação de sua empresa, fazer sua empresa ser falada, lembrada, questionada e conhecida.

 

Se sua empresa está precisando dessa força, a hora é essa. Mas não esqueça que toda ação de marketing antes de ser executada deve ser planejada, então siga as seguintes etapas:

 

  • Defina seus objetivos (saiba o que você quer de retorno com essas ações);
  • Pesquise e escolha quais as mídias vai usar;
  • Faça um plano de ação contendo o que fazer, como fazer, quem vai fazer cada ação e defina prazos para as ações;
  • Execute as ações e faça sua empresa aparecer.
  • Analise os resultados e reposicione suas próximas ações.

 

No caso de não se sentir seguro em desenvolver todo esse planejamento, melhor é não fazer do que fazer de forma errada e inapropriada. Nesse caso aconselha-se a ajuda de um profissional especializado na área para lhe conduzir de forma direcionada e assertiva.

 

MG7 Consultoria e Marketing

Fale conosco: 81 9808-3328

facebook.com/admadilsonsilva

 

As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade de seu criador e não refletem, necessariamente, a opinião deste blog.

Notícias Anteriores