Na manhã desta sexta-feira (25), a polícia apresentou na delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, Amaro Martins de Figueiredo por furtar um cavalo.

O caso foi registrado na Travessa São Joaquim no bairro Palestina. O animal também foi levado à DP para ser entregue ao proprietário.

De acordo com a polícia, o detido já foi apreendido por roubo, em outra ocasião. Não foi relatado, quando teria acontecido os outros crimes.

O homem ficou à disposição do delegado de plantão.

 

Nesse domingo (24), chegou ao fim a ‘10ª Edição do Taquaritinga Moto Fest’, evento consolidado no calendário turístico da Dália da Serra.

A praça Otto Sailer ficou lotada de Motociclistas, turistas e apaixonado por duas rodas, que curtiram os shows de ‘Novo Som Mix’ e Landau cantor do lata velha do caldeirão do Hulk. O evento teve início na última quinta-feira (21).

Rildomir, presidente do ‘Taquara Moto Clube’ agradeceu aos colabores, amigos e ao poder público municipal, pelo apoio para realização da festa.

No próximo mês de outubro, apaixonados pelas motos realizam novo encontro no distrito de Pão de Açúcar.

Imagem ilustrativa.

A diretoria da Escola Estadual José Francelino Aragão, em Santa Cruz do Capibaribe, informa que a unidade está com vagas abertas para os primeiros anos do ensino médio. A instituição voltou, em 2019, a ofertar vagas para este nível de ensino.

Gabriela César, gestora escolar, alerta para a documentação exigida: cópias do RG, CPF do aluno e responsável, além de cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, duas fogos 3×4 e histórico da escola anterior ou declaração.

A matrícula pode ser realizada das 7h às 17h30. A Escola José Francelino Aragão fica localizada na Av. 29 de Dezembro.

Após dias internado em São Paulo, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) regressa aos trabalhos parlamentares na Assembleia Legislativa de  Pernambuco (Alepe), nesta segunda-feira (25). O santa-cruzense assume a liderança do Partido Socialista Brasileiro (PSB), sigla ao qual faz parte, também, o governador Paulo Câmara.

O parlamentar esteve internado na capital paulista, após passar por um processo depressivo, que se agravou no ultimo mês. Em 31 de janeiro, o ex-deputado Oseas Moraes, pai de Diogo, confirmou o caso e revelou que o deputado passou, inclusive, pela UTI.

Diogo Moraes não assumiu o cargo junto com outros parlamentares, justamente em virtude do problema que enfrentou. Ele só tomou posse em 12 de fevereiro.

Nos ultimo quatro anos, Diogo esteva à frente da 1ª Secretaria da Alepe. Entre suas funções, foi responsável por administrar os recursos da Casa.

O socialista está no seu terceiro mandato como deputado estadual, algo inédito para um político de Santa Cruz do Capibaribe. Ele conquistou 50. 188 votos, ano passado. Em Santa Cruz, alcançou 10.006 votos.

Confira os fatos que foram notícias em 23 de fevereiro nos últimos anos

Há 2 anos, ônibus era totalmente destruído, após incêndio em Santa Cruz

Em 23 de fevereiro de 2017, um incêndio (possivelmente criminosos) deixava um ônibus completamente destruído. A proprietária do veículo ficou sabendo do caso ainda durante a madrugada.

Relembre AQUI.

 

Há 3 anos, tremor de terra era sentido no Agreste de PE

Em 23 de fevereiro de 2016, o tremor de 3,8 pontos de magnitude, com epicentro na cidade de São Caetano, abalou algumas cidades do Agreste Pernambucano.

Relembre AQUI.

 

Há 4 anos, polícia apreendia trio com arsenal em Caruaru

Em 23 de fevereiro de 2015, a polícia apreendeu um trio que estava de posse de um verdadeiro arsenal, composto por 65 armas e mais de 20 mil munições, de vários calibres, além de carregadores, espoletas, em Caruaru.

Relembre AQUI.

Foto: Janielson Santos.

Líder da oposição em Santa Cruz do Capibaribe, o vereador Ernesto Maia (PT), usou parte do seu tempo na tribuna na tarde dessa quinta-feira (21), para falar sobre documentos conseguidos no estado, sobre a prestação de contas da construção do Calçadão Miguel Arraes de Alencar. O petista informou que esteve, esta semana, na Secretaria de Planejamento, com outros vereadores.

“Vamos destrinchar pouco a pouco. São quase 300 folhas que foram entregues e estamos analisando”, disse.

De acordo com Ernesto, servidores do estado fizeram avaliações pós-construção e entenderam que os valores não foram completamente aplicados. O vereador disse que a diferença gira em torno de R$ 6 milhões.

Ernesto também afirmou que o município não teria cumprindo com a contrapartida, que aponta para pavimentação de ruas que servem de acesso ao empreendimento. No documentos que conseguiu, ele afirma que consta ‘pavimentação de ruas próximo ao cemitério’. O oposicionista acredita que se trata de ruas que já estavam em outro planejamento.

Investigação 

Os parlamentares devem investigar como foi usada a verba destinada pelo governo do estado na construção do empreendimento.

Em 2018, parte do teto do Setor Azul cedeu em duas oportunidades, aumentando a desconfiança de irregularidade dos oposicionistas no município e do governo estadual.

Trabalhadores que estão na construção de casas populares em Santa Cruz do Capibaribe, paralisaram as obras nesta sexta-feira (22). As residências ficam no loteamento Cruzeiro (entre o bairro Palestina e o Sítio Maracajá) e fazem parte do Programa Minha Casa Minha Vida.

Um dos profissionais alegou à nossa equipe que atrasos salarias são constantes.

“Se não parar, eles vão continuar assim, enrolando a gente”, falou o funcionário, acrescentando as dificuldades que está tendo, para cumprir com seus compromissos.

Alguns trabalhadores estão receosos de críticas, com medo de retaliação.

Recentemente, a prefeitura realizou o cadastro para possíveis contemplados das residências, quando prontas.

Resposta 

Atualização às 13h10 

Nossa equipe entrou em contato com o secretário municipal de Habitação e Obras de Santa Cruz, Flávio Dunda. Ele afirmou que tem conhecimento do fato e disse que o dinheiro é do governo federal diretamente para empresa que realiza os serviços, não passando pelo município.

Flávio ainda acrescentou que conversou com responsáveis por obras semelhantes na região. De acordo com o que colheu, o governo federal ainda não repassou nada em relação ao mês de janeiro e está pendente com parte de dezembro.

O secretário afirmou que o poder público municipal de Santa Cruz, articula com aliados em Brasília, para que pressione o governo para liberação da verba.

Também tentamos contato com a empresa J3 Construtora, mas não conseguimos.

Fotos: Janielson Santos.

O vereador Zé Minhoca (PSDB) voltou a criticar o Projeto de Lei 111/2018 de autoria do vereador Marlos Mello, que tramita na Câmara de Santa Cruz. De acordo com ele, o projeto vai de encontro às leis federais e ‘atenta contra a constituição’.

O projeto prevê a obrigatoriedade da publicação, no site oficial da prefeitura, de informações sobre a aplicação de recursos derivados de multas de trânsito no município.

Segundo Zé Minhoca, os advogados da Câmara também já alertaram e teriam apresentado pareceres contrário.

“Ele (Marlos), teimosamente, colocou”, diz o tucano, acrescentando que a Casa tende a ‘passar vergonha’.

Zé Minhoca lembrou do projeto ‘Blitz do IPVA’, aprovado em Toritama. O projeto proibia que órgãos de fiscalização de trânsito, fizessem apreensão de veículos com o IPVA em atraso. O Ministério Público de Pernambuco, através da Promotoria de Justiça, recomendou veto do prefeito.

Marlos enfatiza que o projeto de sua autoria não modifica lei de trânsito e argumenta que se trata de ‘transparência com os recursos públicos’.

O projeto deve voltar à discussão na próxima reunião.

Acontece nesta sexta-feira (22), a sétima edição do Baile Municipal de Santa Cruz do Capibaribe. Este ano, a principal atração será a dupla Rafa e Pipo Marques, filhos de Bell Marques (ex-chieclete com banana).

O evento será na Casa da Criança e contará também com artistas locais como a cantora Paula Voices e a Orquestra 100% Frevo.

A homenageada desta edição, será a professora e foliã Adeilda Quixabeira, que participa desde a primeira edição do evento.

A festa foi idealizada pela deputada estadual Alessandra Vieira (PSDB). De acordo com organizadores, a renda será direcionada às paróquias do município.

Foto: Pedro Alves/G1.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou nessa quinta-feira (21), o esquema de segurança para o carnaval no estado de Pernambuco, em 2019.

Este ano, o planejamento conta com mais de 29 mil profissionais, entre as polícias Militar, Civil e Científica, além dos bombeiros.

Segundo o governo estadual, foram investidos R$ 9,5 milhões na questão, em todo período carnavalesco, incluindo as prévias e o período pós-carnaval (de 5 de janeiro a 17 de março).

Fotos: Janielson Santos.

O projeto de Lei 021/2019, que prevê a criação de nove (09) novos cargos na Câmara de Santa Cruz do Capibaribe, não estava na pauta de discussões na tarde dessa quinta-feira (21), na terceira sessão ordinária do período. Nem precisava: o projeto esteve concentrado em praticamente todos os discursos da bancada de situação, com pesadas críticas ao presidente da Casa, Augusto Maia.

Jéssyca Cavalcanti, que já fez questão de demonstrar sua negativa, repetiu de forma veemente, afirmando que a Câmara não necessita de mais servidores.

Ironizando o que chamou de ‘gestão moderna’ do novo presidente, Jéssyca apontou várias falhas, no seu entendimento.

Para ela, as novas contratações serviria para burlar o regimento e acrescentar mais um assessor para cada membro da Mesa Diretora (Augusto Maia, Carlinhos da Cohab, Ronaldo Pacas e Júnior Gomes).

“Tá tratando essa casa, como se fosse seu Playstation”, criticou Jéssyca ao apontar o presidente.

Fazer mala?

Outro que criticou severamente o projeto, foi o vereador Zé Minhoca (PSDB). O tucano já pediu vista do projeto, durante a última sessão extraordinária e disse que a medida iria ‘encher a Câmara’.

“Colocar pra quê? Pra fazer mala, jogar conversa fora?”, questiona, ao considerar que o número atual de servidores é satisfatório.

Ele ainda acrescentou que serão R$ 250 mil ‘jogados pelo ralo’ e que servira de ‘cabide de emprego para aliados do presidente’.

Parcerias

Além das críticas, Nailson Ramos sugeriu que a verba fosse usada em parcerias com a prefeitura e população para pavimentação de ruas da cidade.

“Peço encarecidamente que não façam isso. Não vai ter meu voto”, disse.

E ‘tome’ crítica

O vereador Pipoca (PSDB), líder da bancada de situação, disse que ‘o povo não pode ser penalizado, em detrimento de cabide de emprego’. O tucano também sugeriu mais investimentos no CIDATEC ou criação de novos projetos em benefício da população, afirmando que o funcionamento da Câmara também está equilibrado com o número atual.

Pipoca ainda disse lamentar que o presidente tenha retirado do projeto, o requisito de formação em jornalismo para ocupação do cargo de assessor de imprensa.

“A partir de agora, qualquer pessoa pode ser o assessor de imprensa da Casa. Se tem algum jornalista, que passou quatro anos, pegando carro, gastando, investindo para ter esse direito, tá sendo retirado”, disse e acrescentou que isso seria um ‘retrocesso’ e desrespeito com profissionais e universitários da área.

Não é bem assim…

Augusto Maia já declarou que a Câmara de Santa Cruz gasta bem menos que outras Câmaras da região e teria verba suficiente para ampliar os quadros de funcionário, visando o melhor trabalho legislativo.

Segundo Augusto, o limite para esse tipo de gasto é de 70%. Hoje, a Câmara gasta com pessoal (vereadores e assessores) aproximadamente 52%.

Para o gestor, o ex-presidente Zé Minhoca (PSDB), não investiu o suficiente na Câmara. Por lei, quando o dinheiro não é gasto no legislativo, volta para o executivo. “Para cobrir rombo da prefeitura”, critica Augusto.

Ele também já afirmou que projetos em benefício da população, com o dinheiro da Câmara, será ampliado e está aberto para parcerias com a prefeitura.

Fotos: Janielson Santos.

Enquanto vereadores aliados ao prefeito Edson Vieira (PSDB), enfatizam a falta de repasses do governo Paulo Câmara ao município de Santa Cruz do Capibaribe, o vereador Ronaldo Pacas (PR) levou números à tribuna para se contrapor.

De acordo com Ronaldo, em janeiro deste ano a prefeitura já recebeu 874 mil e 800 reais, referentes ao IPVA e mais 1 milhão e 700 mil em relação ao ICMS, que é um imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias. Os valores, apenas nos dois quesitos, ultrapassam a marca de R$ 2,5 milhões.

Os dados foram apresentados na tarde desta quinta-feira (21), durante a terceira sessão ordinária do período.

“Os senhores encobrem a verdade dos fatos”, disse Ronaldo em direção aos vereadores situacionais.

UPA

Ronaldo aproveitou para fazer duras críticas à gestão da UPA de Santa Cruz. Segundo ele, um paciente precisou ficar horas deitado no chão até ser transferido para outra unidade médica do estado, esta semana.

“Um cidadão chegou às 3h da tarde e ficou deitado no chão da UPA até às 6h da noite, sem ambulância para transporta-lo. De imediato, um dos diretores da unidade, colocou nas redes sociais que aquele cidadão, estava acompanhando um paciente e teria agarrado no sono. Mentiu descaradamente, por que a prova tive ontem, a família do rapaz me enviou as fotos dele que está internado no Hospital Agamenon Magalhães, no Recife”, disse e completou em seguida “Ninguém teve coragem de dizer a verdade. É esse o tipo de atendimento que se faz”.

Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe reprovaram na tarde desta quinta-feira (21) requerimentos que solicitavam ‘votos de aplausos’ para Fernando Bezerra Coelho (líder do governo Bolsonaro no Senado) e para integrantes do Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras (Coniape), presidido pelo prefeito Edson Vieira.

Os requerimentos foram de autoria do vereador Pipoca (PSDB), líder da bancada governista.  Como justificativas, ele exaltou o ‘poder de articulação’ do senador e os ‘benefícios do consócio para os municípios do agreste’.

Além de Pipoca foram favoráveis Nailson Ramos, Irmão Val, Zé Minhoca e Jéssyca Cavalcanti. Já os vereadores Deomedes Brito, Ernesto Maia, Capilé, Marlos da Coahb, Ronaldo Pacas e Joab Gomes, se posicionaram contrários. Helinho Aragão e Toinho do Pará se abstiveram.

Simbólico – O voto de aplauso é uma congratulação. Um presente de louvor e respeito, concedido pelos vereadores por bons feitos.

CONIAPE – Consócio que reúne várias prefeituras da região, o Coniape tem Edson Vieira como presidente. Os prefeitos Edilson Tavares (Toritama), Lero (Taquaritinga), Hilário Paulo (Brejo) e Joãzinho Tenório (São Joaquim do Monte) também fazem parte.

Eclético – Sertanejo de Petrolina, Fernando Bezerra Coelho foi eleito senador em 2014, no palanque de Paulo Câmara (PSB). Foi o senador mais bem votado em Santa Cruz do Capibaribe, na oportunidade. Em 2018, ele apoiou Armando Monteiro (PTB), contra Câmara. FBC foi ministro da ex-presidenta Dilma Rousseff e também foi líder do governo Michel Temer.

Na tribuna, Capilé e Helinho criticam pontos da educação municipal. / Fotos: Janielson Santos.

Um dos temas mais criticados na reunião desta quinta-feira (21), por parte da oposição na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, teve foco a educação municipal. O ano letivo teve início no último dia 18. Para a oposição, isso representa um atraso.

Durante seu discurso na tribuna, o vereador Capilé comparou o calendário ao município de Brumadinho, em Minas Gerais, onde as aulas iniciaram antes de Santa Cruz, mesmo após rompimento de barragem, que devastou a localidade e mudou completamente o cotidiano das pessoas.

Merenda

Já o vereador Helinho Aragão, lembrou de licitação para merenda escolar, que está programada para o mês de março.

“Para ver o planejamento do município. Começamos o ano letivo, mas uma licitação para merenda, que é tão importante para nossos alunos, será feita dia 8 de março”,criticou.

O vereador não entrou no mérito do valor da licitação, que disse estar em 4 milhões e 105 mil reais, mas disse que vai acompanhar o procedimento no dia, na prefeitura.

Sem atraso

Em parte do seu discurso, a líder de governo Jéssyca Cavalcanti disse que muita gente fala em educação, ‘sem ter o devido conhecimento’. Ela afirmou que o município não está em atraso e tem autonomia para iniciar as aulas, dentro de sua programação, desde que obedeça os 200 dias letivos obrigatórios.

Jéssyca disse ainda que o secretário, Joselito Pedro, explicou que precisou adiar alguns dias, em decorrência dos procedimentos de aprovados no último concurso público.

Foto: Janielson Santos.

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe aprovou, em primeira votação, o ‘Dia Municipal de Condecoração Evangélica’. O projeto de autoria de Toinho do Pará (PSB) concederá ‘títulos honoríficos’ a evangélicos, indicados por vereadores, que prestaram algum bom serviço ao município.

A pauta é discutida desde o ano passado. Para alguns vereadores, a ‘medalha Padre Zuzinha’ já é uma honraria destinada para esse fim e abrange todos os credos.

Na votação dessa quinta-feira (21), Jessyca Cavalcanti e Irmão Val se abstiveram. O projeto obteve 11 votos favoráveis e precisa passar em segunda votação, para aprovação final.

Nesta quinta, faltaram à reunião os vereadores Júnior Gomes, Zezin Buxin e Carlinhos da Cohab.

Foto: Janielson Santos.

O vereador Zé Minhoca (PSDB) destinou solicitação ao deputado federal Fernando Filho (DEM), aliado em Brasília, para viabilizar a aquisição de uma usina asfáltica, para ajudar no trabalho de asfaltamento de avenidas, em Santa Cruz do Capibaribe.

Fernando Filho foi o segundo deputado federal mais bem votado no município, ano passado. Apoiado pelo grupo governista ele obteve 6.412 votos. No estado, foi eleito com 92.188 votos.

Usina de outro Zé – O vereador Augusto Maia não perdeu a oportunidade. Após parabenizar o tucano, disse que seu pai, José Augusto Maia, quando deputado federal, colocou cerca de R$ 10 milhões para que a usina fosse viabilizada, para o município. Segundo Augusto, isso não aconteceu por que o prefeito Edson Vieira teria criado dificuldades, para não ‘dar créditos’ ao adversário.

Fotos: Janielson Santos.

Foram divulgados três dos quatro vereadores que farão parte da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigará como foram usados os recursos na construção do Calçadão Miguel Arraes de Alencar, em Santa Cruz do Capibaribe.

Os nomes foram divulgados nesta quinta-feira (21), durante sessão ordinária, na Casa Dr. José Vieira de Araújo.

Farão parte da CPI, os oposicionistas Marlos Melo, Carlinhos da Cohab e Ernesto Maia. A bancada de situação que contesta, desde o início, divisões de comissões na Casa, ainda não divulgou um nome para fechar o ‘time’.

Os integrantes da comissão decidem as posições: Presidente, relator, secretário e suplente.

Trabalho

Os parlamentares devem investigar como foi usada a verba destinada pelo governo do estado na construção do empreendimento.

Em 2018, parte do teto do Setor Azul cedeu em duas oportunidades, aumentando a desconfiança de irregularidade dos oposicionistas no município e do governo estadual.

Entre os produtos apreendidos pela polícia, após troca de tiros com criminosos na noite dessa quarta-feira (20), no Sítio Caldas, zona rural de Caruaru, está um carro roubado semana passada em Santa Cruz do Capibaribe. Na ação de ontem, dois homens foram mortos.

O BEPI informou que também apreendeu duas armas, usadas pelos bandidos na troca de tiros. Nenhum policial ficou ferido.

Um dos homens foi identificado por Ednaldo Araújo de Oliveira, com passagens na justiça por roubos. O outro não foi identificado.

A polícia informou que ainda levou a dupla ferida para o Hospital Nossa Senhora de Fátima em Toritama, onde não resistiram.

Confira o caso AQUI. 

Notícias Anteriores